Bubble chat

8 pontos de atenção em viagens internacionais

Em geral, as viagens executivas são programadas com pouco tempo de antecedência. Por isso, não há tempo para erros.

Abaixo, listamos oito pontos de atenção para os dias anteriores ao embarque. Se puder, use esses itens como um checklist na hora de fechar uma compra com seu consultor de viagens.


1. Vist

Para visitar alguns países, o visto é necessário. Para outros, não. Em alguns casos, mesmo que não seja uma obrigação, o carimbo pode ajudar a passar pela imigração. Portanto, pergunte ao seu agente de viagens em qual caso sua viagem se encaixa.

2. O visto e o tempo

O procedimento para obter vistos para alguns países é lento. Por isso, leve em consideração esta característica ao planejar a sua viagem. Uma dica é ter vistos em stand by. Por exemplo, mesmo que você não vá aos EUA neste momento, tire o visto e o deixe guardado. Ele vale por dez anos.

3. O visto de passagem

Muita gente não sabe, mas para passar pelos EUA, por exemplo, mesmo em uma conexão ou escala, é preciso ter um visto. Sem ele, o embarque não é permitido. Isso vale para outros países, por isso, fique atento ao roteiro da viagem e evite sustos e perda de tempo e dinheiro.

4. Passaporte

Para viajar é preciso ter um passaporte com mais de seis meses de validade. Cheque este dado antes de confirmar uma viagem. É muito comum profissionais acharem que tem um passaporte válido e, na hora do embarque, descobrirem que não era bem assim. Não ache, tenha certeza.

5. Documentos

Além do passaporte, não esqueça seus documentos e tickets (passagem e hospedagem), pois eles podem ser muito importantes para ingressar no país de destino. Por exemplo, em alguns lugares, o oficial da imigração pedirá o endereço do hotel onde ficará e a passagem de retorno. Em caso de perda do passaporte, será necessário apresentar, no consulado, boletim de ocorrência, CPF, RG, Título de Eleitor e, no caso dos homens, o certificado de reservista.

6. Vacinas

A entrada em alguns países está condicionada a vacinas, assim como em algumas conexões. As regras internacionais, por exemplo, obrigam a vacinação contra a febre amarela em viagens para determinados países. Não deixe, portanto, de verificar as características do seu destino.

7. Seguros

Acompanhar profissionais de outros países em almoços, jantares e happy hours pode ser oportunidades pra fechar bons negócios ou consolidar conexões. No entanto, também são portas para o imponderável, como infecções etc. Por isso, qualquer imprevisto (doenças, lesões etc) pode sair muito caro. Não corra riscos desnecessários e só saia de sua casa com um seguro. Fique atento: para alguns países, o seguro é obrigatório.

8. Dinheiro

Pesquise qual solução se adequa melhor a sua realidade e às regras da sua empresa. Em geral, usa-se dinheiro vivo para os gastos pequenos, cartões de créditos para eventualidades e cartões especiais (travel Money, por exemplo) para gastos um pouco maiores.

Compartilhe este artigo