Bubble chat

As seis maiores tendências de viagem para 2023

Ficar perdido em uma floresta, tendo apenas uma lona para dormir, parece uma boa opção de turismo para você? E deitar sobre almofadas de seda em um hotel flutuante, cercado de luxo e elegância? Pois bem, apesar de bem diferentes, ambas as experiências têm motivado turistas do mundo todo a sair de casa – e já estão ditando tendência nas agências de viagem.

A A1 selecionou para você os seis principais tipos de turismo que devem crescer em 2023, a partir de um levantamento recente do jornal Financial Times. Confira e também entenda como as viagens de negócio estão sendo impactadas pelas transformações desse mercado.

Se você gosta de resolver perrengues, passar trabalho e superar os limites do seu corpo, esse é o tipo de viagem ideal para você. Agências de turismo dos Estados Unidos e da Europa têm trabalhado com produtos no estilo “perca-se”, ou seja, pacotes em que o contratante não sabe de antemão para qual destino irá e, ao chegar, precisa sobreviver a intempéries e cumprir uma missão.

Segundo a agência Black Tomato, com sedes em Nova York e Londres, viagens desse tipo “são experiências extremas para ajudar as pessoas a se desconectarem, viverem o presente e se superarem”. A missão pode também contar com personagens e atores, reproduzindo obras literárias. O monitoramento e a segurança são a chave para o sucesso desses produtos – às escondidas, equipes acompanham de longe os passos do turista, com base na sua localização via GPS.

Hotéis na água


As mais celebradas redes de hotéis estão investindo na água. Sim, aproveitando a demanda constante do público por cruzeiros, os principais cinco-estrelas do mundo estão montando suas experiências aquáticas.

Quem saiu na frente foi a Ritz-Carlton, que já possui um iate para 246 convidados e planeja lançar mais dois nos próximos meses. Four Seasons e Aman também estão entrando no mesmo jogo.

Trata-se de uma maneira de se aproximar de público acostumado às viagens marítimas, mas também de ofertar um novo produto aos clientes que já são fiéis às redes hoteleiras e ainda não consomem viagens de cruzeiro.

Um novo modo de acampar


glamping, estilo de acomodação que mescla o despojamento do acampamento com as comodidades dos hotéis de luxo, já se consolidou em várias partes do mundo. No entanto, esse tipo de experiência está avançando para um novo patamar de organização e novidade.

Com a evolução da arquitetura de barracas e aprimoramento de sistemas de iluminação e aquecimento, é possível hospedar grupos com tranquilidade e conforto em acampamentos temporários sobre áreas selvagens ou desabitadas.

Nos últimos anos, essa tecnologia tem permitido hospedagens em geleiras da Islândia e da Antártida, por exemplo, onde turistas usufruem de biblioteca, passeios e piqueniques montados por chefs de cozinha em um deserto branco com temperatura de -40°C.

Set-jetting


É a prática de viajar para destinos que aparecem como cenário de filmes e séries de TV. A popularização das plataformas de streaming tem colaborado para que esse tipo de turismo esteja crescendo exponencialmente, já que o mundo todo pode descobrir ao mesmo tempo um destino mostrado em alguma cena ou capítulo.

Um exemplo emergente é a Sicília, na Itália, cenário da segunda temporada de White Lotus. Da mesma forma, os fiordes noruegueses também devem se tornar sucesso em 2023, para onde membros da família Roy devem viajar na próxima temporada de Sucession.

Finais de semana estendidos


Um fenômeno curioso está se repetindo em hotéis do mundo todo nos últimos dois anos: a lotação de quartos nos domingos à noite. Tradicionalmente, a maior parte dos quartos costumava se esvaziar até o final da manhã de domingo, quando os hóspedes rumavam para casa.

Após a pandemia, isso começou a mudar. Com o distanciamento social, grande parte das pessoas se acostumaram a trabalhar de maneira remota, fazendo com que seja possível curtir uns dias extras em uma viagem, sem a urgência de começar a semana no escritório. 

Além disso, as empresas têm estimulado cada vez mais viagens híbridas, em que é possível conciliar agenda de trabalho com alguns dias para descanso e divertimento.

Encontro entre colegas





Você tem amigos ou colegas de trabalho que jamais viu pessoalmente? Gostaria de finalmente encontrá-los frente a frente? Muitas empresas estão apostando nessa modalidade de encontro para engajar sua equipe, tornar os grupos de trabalhos mais coesos e aumentar a produtividade.

Geralmente isso é realizado em viagens que combinam reuniões formais com experiências de lazer, como um acampamento, um passeio na mata, uma pescaria ou até algum tipo de jogo ou desafio.

Segundo uma pesquisa realizada pela American Express no Reino Unido, no ano passado, essas viagens são uma tendência impossível de ser ignorada pelo mundo corporativo. Por meio de entrevistas, constatou-se que 73% das empresas ouvidas encaravam a conexão de equipes remotas como um dos principais motivos para viagens a negócio.

Compartilhe este artigo