Bubble chat

Cultura: não erre em viagens corporativas internacionais

Quando falamos em viagens corporativas internacionais, não é apenas de passagens, reservas de hotéis, vistos e vacinas que um planejamento é feito. Já pensou o quão decepcionante pode ser um negócio comercial que não sai como se esperava porque o viajante cometeu alguma gafe cultural? 

Por isso mesmo, é muito relevante que a pessoa que fez a gestão da viagem incentive o colaborador a pesquisar as diferenças culturais do seu destino ou, dependendo do tamanho da equipe que viajará, pode até planejar algum curso breve sobre o país e sua cultura.

Assim, a A1 lista aqui algumas questões básicas às quais se deve prestar atenção antes de embarcar:

Questões culturais que podem surgir em viagens corporativas internacionais

Comunicação e idioma: tente aprender ao menos as palavras utilizadas para cumprimentar no idioma local. Além disso, busque saber se existem gestos corporais específicos para comunicar determinadas situações. De posse dessas informações, você pode demonstrar gentileza e abertura, assim como evitar mal-entendidos.

Crenças religiosas e perspectivas sociais: alguns destinos podem apresentar crenças e comportamentos sociais muito diferentes do nosso. Você deve lembrar que, durante sua viagem ao Irã, Cristiano Ronaldo beijou o rosto e tocou os ombros de uma mulher que não era sua esposa, o que levou à acusação de adultério. No caso, uma artista iraniana que lhe presenteou com duas pinturas.

Alimentação: conheça os pratos típicos locais e seus temperos para não passar por surpresas. Por exemplo, acabar mal em razão de uma comida muito apimentada. Também não critique os hábitos alimentares locais. 

Vestimenta: também é preciso pesquisar os costumes locais de vestimenta antes. Em alguns países, é preciso cobrir partes do corpo antes de entrar em lugares sagrados, como templos e igrejas. 

Segurança: cada local pode apresentar questões de segurança muito específicas para cada situação, como guerras, clima hostil, violência contra mulheres. É preciso estar atento também ao que se pode ou não fazer no país, para não enfrentar problemas com as forças policiais locais. 

Precisa enviar alguém para o Exterior e gostaria de auxílio com reservas, documentação, seguro viagem, regras e dicas culturais? Aqui na A1, nossos consultores te ajudam com o que você precisar!

Compartilhe este artigo