Bubble chat

Férias com A1

Experiências

Grindelwald: tradicional vilarejo suíço para qualquer tempo

Grindelwald: tradicional vilarejo suíço para qualquer tempo

Seja inverno ou verão, Grindelwald, Suíça, é sempre um destino recheado de atrativos, que variam de acordo com a estação do ano. No inverno, as pistas de esqui são a principal pedida. Já…

Stellenbosch e Franschhoek: vinhos e a boa mesa sul-africana

Stellenbosch e Franschhoek: vinhos e a boa mesa sul-africana

Unir viagem e gastronomia é o melhor dos mundos para quem gosta de intercalar passeios com boa mesa, e dois destinos na África do Sul são perfeitos para compor um roteiro desse tipo:…

Dicas

Localizada no extremo sul do continente, a África do Sul consolidou nos últimos anos o posto de segundo destino mais procurado pelos viajantes no continente. O sólido e constante crescimento turístico reflete um país desenvolvido e repleto de opções únicas para quem deseja explorar novos e marcantes cenários e culturas.

Neste pequeno texto, vamos mostrar quatro programas para quem quer conhecer um dos países mais conhecidos e fascinantes do mundo.

Parque Nacional Kruger - África

Parque Nacional Kruger


Maior área ambiental protegida do país, o Kruger reúne cerca de mil espécies, entre mamíferos, aves, répteis, anfíbios, peixes e insetos. E lá que você poderá ver os Big Five, como são chamados os cinco mamíferos selvagens mais difíceis de serem caçados pelo homem: leões, elefantes, búfalo africano, leopardos e rinocerontes.

Tente entrar no parque ou no início da manhã ou no início da noite, os melhores momentos para encontrar com os animais. Além disso, vista roupas leves, com cores neutras e que cubram o corpo. Desta forma, você se concentra no safari e não nos mosquitos.

Península do Cabo - África

Península do Cabo


Sabe um lugar realmente lindo? A Península do Cabo está entre os lugares mais incríveis do planeta. Entre o Atlântico e o Índico, está você, olhando para uma paisagem que desafiou o homem durante séculos. Se de um lado, uma bela praia de águas quentes convida para um mergulho, do outro o lar de pinguins africanos que se reúnem antes de suas longas viagens. Não perca também a região de Hout Bay, lugar perfeito para experimentar os melhores pescados do local.

Montanha da Mesa - África

Montanha da Mesa


Localizada na Cidade do Cabo, a Montanha da Mesa é uma montanha com cume plano que pode ser alcançado com caminhadas ou ate mesmo por um teleférico. Com mais de mil metros de altitude, o cenário visto de lá impressiona, principalmente quando você imaginar que, em 1503, o local teve, pela primeira vez, uma exploração registrada. O português Antônio Saldanha precisou avançar montanha acima para identificar o melhor caminho por mar para seguir viagem com suas naus.

Museu do Apartheid - África

Museu do Apartheid


Finalmente, um lugar de pura história. O Museu do Apartheid, localizado em Joanesburgo leva os visitantes de volta ao passado, em um momento histórico onde a segregação racial era uma política de Estado. A experiência, que começa no portão de entrada – há duas portas, uma para brancos e outra para não brancos – mexe com os viajantes e lembra uma prática que deve ser lembrada sempre para que nunca mais seja repetida.

Quer mais informações sobre a África do Sul? Entre em contato conosco e teremos o maior prazer em contar sobre roteiros e mais lugares imperdíveis neste país fascinante.

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
New
Dicas

Buenos Aires é fascinante!

A capital da Argentina é um dos principais destinos visitados pelos brasileiros no exterior. De fato, a proximidade geográfica é um dos pontos que mais favorece a busca constante por Buenos Aires. No entanto, esta cidade com ares europeus, fortes características latinas e heranças culturais oriundas da cultura dos pampas, faz da capital portenha um destino singular.

Buenos Aires tem atrações para todas as idades, gostos e bolsos. Começamos a falar sobre esta metrópole incrível apresentando uma lista que preparamos com 11 destinos imperdíveis na cidade.

E o melhor: todos estes são gratuitos!

1. Casa Rosada


Indicamos começar um tour pela cidade a partir da Casa Rosada, pois não muito distante deste ponto há outras atrações que podem ser visitadas a pé.

A sede da presidência, com sua fachada eternizada por políticos como Juan e Evita Perón, é um dos cenários mais fotografados pelos turistas. Vale também uma visita à noite para vê-la iluminada.

Aos sábados, domingos e feriados é possível fazer uma visita guiada em seu interior.

casa rosada

2. Plaza de Mayo


Em frente à Casa Rosada está a Plaza de Mayo, o lugar onde acontecem as diversas manifestações populares, tão recorrentes na Argentina. Nas quintas-feiras, o movimento das Madres de la Plaza de Mayo faz o seu tradicional encontro em prol dos filhos desaparecidos na ditadura de 1976-83.

No passado, este era o cenário onde os argentinos se concentravam para os calorosos discursos de Evita Perón feitos na sacada da Casa. Hoje, este espaço é um local de passagem de muitos turistas, pois ao seu redor estão também o Banco de la Nación, o Congresso, a Catedral Metropolitana de Buenos Aires e o Cabildo (antiga sede do governo).

3. Catedral Metropolitana


Diante da Plaza de Mayo está a Catedral de Buenos Aires. Além de ser a principal igreja católica da cidade, é lá que se encontra o túmulo do general José San Martín, líder da independência da Argentina. Seu mausoléu é protegido pelos guardas da Casa Rosada, que saem da sede do governo e vão em marcha em direção à catedral, fazendo as tradicionais trocas de guarda em seu interior.

catedral metropolitana de buenos aires

4. Av. 9 de Julio – Obelisco


Deixando a Plaza de Mayo pela Av. Corrientes, pode-se ir em direção à Av. 9 de Julio. Considerada a avenida mais larga do mundo, esta tem áreas verdes em todo o seu trajeto.

Repleta de outdoors iluminados que dão um charme especial à noite portenha, esta via é bastante movimentada. Este é o endereço do famoso Teatro Colón e também de um dos monumentos mais simbólicos de Buenos Aires, o Obelisco.

obeslisco buenos aires

5. El Ateneo


El Ateneo Gran Splendid, ou simplesmente El Ateneo é a livraria mais famosa de Buenos Aires.

Talvez livrarias não sejam pontos turísticos na maioria das cidades para se visitar, mas não quando se trata de Buenos Aires. Esta funciona dentro de um antigo teatro de ópera, o Grand Splendid.

Atualmente os espetáculos ficam por conta das suas prateleiras que ostentam 120 mil livros e pelo charme de seu palco que hoje abriga um café.

livraria El Ateneo Beunos Aires

6. Cemitério da Recoleta


Post atualizado: o Cemitério da Recoleta passou a cobrar entrada em abril de 2022.

O bairro Recoleta é um dos mais elegantes de Buenos Aires. Com muitos bares, restaurantes, lojas de marcas famosas e galerias de arte, um dos seus destaques está no cemitério que leva o seu nome. Buenos Aires tem mesmo algumas peculiaridades nos seus principais pontos turísticos e este é um deles. O Cemitério da Recoleta é atração confirmada para a maioria dos turistas. Seus mausoléus são verdadeiras obras de arte que fazem deste lugar um museu a céu aberto.

Este é o local onde foram sepultadas personalidades importantes da Argentina, como é o caso da líder política Evita Perón. Em comparação aos demais, seu túmulo não é dos mais refinados, o que torna difícil de encontrá-lo sem um mapa.

A Evita Perón, no Cemitério da Recoleta, funciona mais ou menos como a Mona Lisa no Louvre. Para encontrar seu local, siga os turistas.

túmulo Evita Perón

7. Floralis Generica


Este é o nome em latim da flor metálica que está no bairro Recoleta, mais precisamente na Plaza de las Naciones Unidas.

Um recurso elétrico faz com que a flor abra e feche de acordo com o horário do dia. Um monumento moderno da cidade que vale a pena ser visitado.

Floralis Generica

8. Bosques de Palermo – El Rosedal


Outro bairro famoso de Buenos Aires é o Palermo. É também um dos mais nobres. Repleto de restaurantes renomados e lojas de grifes, tem também algumas atrações gratuitas.

Os principais são os Bosques de Palermo, um conjunto de parques e praças arborizadas, cada uma com suas características. Alguns são procurados pelos portenhos para a prática de esportes ao ar livre, outros para descansar, para caminhar, enfim. Aí se incluem também o Jardim Botânico, o Rosedal, o zoológico, o planetário e o Jardim Japonês, estes três últimos cobram pela entrada.

Por isso, nosso destaque vai para o Rosedal, uma praça com lagos, estátuas e é claro, rosas. Com milhares delas e centenas de espécies, as rosas dão um ar romântico a esta área de Buenos Aires.

9. Puerto Madero


Outro bairro famoso de Buenos Aires é o Palermo. É também um dos mais nobres. Repleto de restaurantes renomados e lojas de grifes, tem também algumas atrações gratuitas.

Os principais são os Bosques de Palermo, um conjunto de parques e praças arborizadas, cada uma com suas características. Alguns são procurados pelos portenhos para a prática de esportes ao ar livre, outros para descansar, para caminhar, enfim. Aí se incluem também o Jardim Botânico, o Rosedal, o zoológico, o planetário e o Jardim Japonês, estes três últimos cobram pela entrada.

Por isso, nosso destaque vai para o Rosedal, uma praça com lagos, estátuas e é claro, rosas. Com milhares delas e centenas de espécies, as rosas dão um ar romântico a esta área de Buenos Aires.

Puerto Madero Buenos Aires

10. Parque Mujeres Argentinas


Do outro lado do cais, que geralmente é pouco visitado pelos turistas, vale a pena andar algumas quadras a mais e conhecer o Parque Mujeres Argentinas. O Puerto Madero homenageia diversas mulheres importante para o país, dando seus nomes às ruas do bairro.

O parque tem o mesmo significado. Com bastante gramado, este local oferece uma vista panorâmica da cidade, com os prédios do Puerto Madero ao fundo.

É um ambiente mais tranquilo, sem toda a movimentação das outras regiões da metrópole.

11. Caminito


Nossa última sugestão é um dos ícones do bairro La Boca, o mesmo onde se encontra a La Bambonera, o estádio do Boca Juniors.

O bairro é popular e também um dos mais antigos. Abrigou boa parte dos imigrantes que chegavam na cidade através do porto, nas margens do rio La Matanza. Apesar de tradicional e bastante frequentado por turistas, o local é considerado perigoso devido as suas origens. Recomenda-se chegar de táxi ou através de um city tour. O Caminito é um trajeto pitoresco do bairro.

As principais características estão nas suas casinhas populares coloridas. Nelas há residências, lojas de souvenirs e principalmente restaurantes, com seus garçons nas ruas chamando os passantes para o interior. Inclusive, esta é uma prática muito comum na região do Caminito. Repletas de artistas de rua fantasiados de Maradona ou bailarinos de tango, as ruas são tomadas por comerciantes que tentam os turistas para tirar fotos (e cobrar por elas).

El Caminito La Boca Buenos Aires

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
New
Dicas

Charmosa, histórica, dramática. A cidade de Lisboa, capital da pequena Portugal, se apresenta ao mundo e aos viajantes como um lugar fantástico e repleto de segredos a serem desvendados.

Além disso, Lisboa é uma cidade que oferece muitas opções de transporte (metrô, ônibus, bondes), o que permite aos viajantes um deslocamento fácil e prático, desde o aeroporto aos principais pontos turísticos da cidade.

Mais, também tem preços bem mais acessíveis em comparação a outros destinos tradicionais na Europa. Neste ponto, destaque para alimentação, hospedagem e entradas em atrações turísticas. No post abaixo, vamos explorar quatro aspectos que fazem de Lisboa uma cidade obrigatória para qualquer viajante.

História


A origem da cidade remonta aos tempos de Júlio César, imperador do Império Romano, e passam por guerras, reconquistas, unificações, revoluções.

Isto é, todas as faces da história da civilização. Por suas ruas, o viajante encontrará monumentos e lugares marcantes como:

Castelo de São Jorge


Levantado no governo de D.João I, no século XIV, a construção foi sendo ajustada no decorrer do tempo. Por sua localização sobre a mais alta colina do centro histórico, o lugar oferece uma vista sensacional da cidade e do rio Tejo. Sua importância turística se revela no 1,2 milhão de visitantes em 2014, por exemplo.

Torre de Belém


Às margens do rio Tejo, a construção foi completada em 1519 e tinha como função defender a barra do Tejo. A partir dele também partiram as caravelas, foi aduana, sede política e administrativa e farol.

Para visitar a parte interna e conhecer as salas dos reis, governadores e masmorras, onde ficavam os presos políticos, é preciso comprar ingresso. É um dos monumentos mais importantes da cidade, Patrimônio Mundial e também uma das Maravilhas de Portugal.

Monumento aos Descobrimentos


Esta obra da metade do século XX representa o passado glorioso de Portugal. Em forma de caravela, o visitante verá D. Henrique, o Navegador, em sua proa, carregando em suas mãos um mapa e uma pequena caravela.

A partir desta figura, duas filas de notáveis relacionados à era dos descobrimentos, sejam eles navegadores, guerreiros, religiosos, homens da ciência e da cultura, como Camões, Pedro Álvares Cabral, Vasco da Gama e Cristóvão Colombo.

Aos seus pés, uma linda e grande rosa dos ventos indica os lugares conquistados pelos portugueses, como, por exemplo, a cidade de Porto Seguro. Em seu topo, a vista da cidade se descortina, com destaque para a Torre de Belém e o histórico rio Tejo. Se desejar ter o melhor panorama da cidade, escolha o final da tarde, ao pôr do sol.

torre de belém em lisboa

Mosteiro dos Jerônimos


Bem diante do Monumento aos Descobrimentos está o Mosteiro dos Jerônimos. Um dos lugares mais visitados de Portugal, o Mosteiro recebe cerca de um milhão de visitantes por ano.

Além da arquitetura grandiosa, abriga os túmulos de personalidades lusitanas como Vasco da Gama, Luiz de Camões e Fernando Pessoa.

Convento do Carmo


Inaugurado em 1414, a construção é um antigo convento da Ordem dos Carmelitas da Antiga Observância. Destruído em 1755 por um terremoto, é, atualmente, um lembrete aos homens da força da natureza. Em suas ruínas funciona o Museu Arqueológico do Carmo.

Convento do Carmo em Lisboa

Gastronomia


Dona de uma das melhores culinárias do mundo, Portugal exportou para o Brasil uma série de pratos que, aqui, fizeram suas próprias carreiras.

Experimentar a comida típica de Lisboa é, pois, uma forma de conhecer o sabor original de muitas comidas presentes nas mesas dos brasileiros.

Os destaques são: caldo verde, açorda de marisco (sopa de marisco), sardinhas assadas na brasa, cozido à portuguesa e bacalhau (qualquer tipo). Para sobremesa, arroz doce e os famosos pastéis de Belém.

Cultura


Lisboa é uma cidade repleta de museus e centros culturais que vão desde a história do Fado até um aquário. Entre as dezenas de opções, selecionamos algumas bem interessantes.

Museu da Fundação Calouste Gulbenkian


Reconhecido centro cultural, este museu expõe cerca de seis mil peças de arte dos mais diferentes períodos da história humana. O lugar é dividido em duas áreas: a primeira é dedicada à arte oriental e clássica (Egito, Grécia, Roma, Islã, China e Japão) e a segunda, por sua vez, é referente à arte europeia. Antes de ir até lá, vale à pena consultar o site e conhecer as exposições temporárias. (Av. de Berna, 45A)

Museu Nacional do Azulejo


Dedicado a arte em azulejos, este museu é um prato cheio para aqueles que gostam deste tipo de arte, principalmente, com a volta deste tipo de material à decoração das casas dos brasileiros. Para completar, o museu está localizado no antigo Convento da Madre de Deus, fundado em 1509 pela rainha D. Leonor. (Rua da Madre de Deus, 4)

Oceanário de Lisboa


Com 5 milhões de litros de água, o aquário gigante oferece ao visitante a possibilidade de passear pelos diversos habitats marinhos. A jornada também incluí animais terrestres, como aves e mamíferos; todos eles com íntima ligação com a água. (Esplanada Dom Carlos I, s/nº)

Oceanário em lisboa

Cidade


Repleta de lugares muito tradicionais, a cidade de Lisboa convida para passeios descompromissados ao ar livre. Selecionamos alguns bairros, como:

Alfama


O bairro mais antigo da cidade, Alfama tem a maior concentração de turistas, restaurantes típicos, lojas de souvenires e casas de fado. Reserve um turno do dia para passear pelas suas ruas pitorescas, com casinhas coloridas, roupas penduradas e a atmosfera típica dos locais. Cheio de ruelas e ladeiras, o bairro é um labirinto (bem fácil de se perder).

Dica: Santo Antônio nasceu neste bairro, por isso existem diversas construções em homenagem a ele. A Igreja de Santo Antônio de Lisboa e a famosa Catedral da Sé (local de seu batismo) são muito visitadas por católicos e devotos.

Alfama em Lisboa

Bairro Alto, Chiado e Av. da Liberdade


Há três locais excelentes para hospedagem: os bairros Bairro Alto e Chiado (bem próximos um do outro), além da região onde está a famosa Av. da Liberdade.

Estes dois bairros têm muitas opções de lojas e restaurantes. Entre o Alfama e o Chiado está a Praça do Comércio, que é um dos principais pontos de encontro da cidade. O Bairro Alto é o mais indicado para quem quer curtir a vida noturna de Lisboa.

Ao norte da cidade, a Av. da Liberdade é a região mais nobre, abriga lojas de grifes, teatros e hotéis de conhecidas redes internacionais.

Dizem as lendas: todos aqueles que visitam Lisboa sofrem de saudade ao deixá-la para trás. Se isso acontecer, não se preocupe: diferente dos tempos das caravelas, hoje é muito mais fácil viajar até lá sempre que a vontade chegar.

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
New
Dicas

Um dos caminhos para entender o Brasil é conhecer Portugal. As regiões e as pessoas daquele pequeno país da Península Ibérica podem oferecer não apenas lugares deslumbrantes, como também pistas para que seja montado o grande quebra-cabeça da identidade brasileira.

Ao som do sofrido Fado, sugerimos cinco locais que, juntos, contam um pouco da trajetória portuguesa. Ao explorar a “terrinha”, os viajantes podem encontrar respostas para perguntas fascinantes. Por exemplo? Como eles conseguiram manter o controle de um império global durante tanto tempo?

Quem sabe a criatividade, a força e o jeitinho brasileiro não seja uma herança dos lusos?

lisboa portugal

Lisboa


A capital lusa oferece cenários conhecidos pelos brasileiros. Não perca a Torre de Belém, construída para proteger a cidade de invasores, e o castelo de São Jorge, de onde pode-se vislumbrar a cidade e o rio Tejo. Aliás, no estuário deste rio, os visitantes podem imaginar a partida das caravelas que “descobriram” o Brasil.

Caminhe sem pressa pelo Bairro Chiado, reduto boêmio da cidade e observe a divisão da cidade entre Alta e Baixa, modelo levado, por exemplo, para a cidade de Salvador. Se for apreciador de vinhos, vá até as vinícolas, situadas ao redor da cidade. Os vinhos verdes são muito apreciados no país e são muito refrescantes.

porto em portugal

Porto


Origem geográfica de Portugal, a cidade do Porto começou com os celtas. Na era dos romanos, chamava-se Cale ou Portus Cale. Sacou?

Passeie pelas margens do rio Douro e visite a ponte D. Luís, a preferida dos portugueses. Suba a torre dos Clérigos e em seguida vá até a Livraria Lello, considerada por muitos a melhor do mundo. Nela, procure por traços presentes nos livros do Harry Potter. Conta a lenda que a autora do livro se inspirou na arquitetura do lugar na elaboração do livro.

Enquanto busca um lugar para almoçar ou jantar, observe a arquitetura local que mescla casinhas sobrepostas e construções ultramodernas. Na hora de escolher o restaurante, mergulhe nos frutos do mar, na tripa à moda do porto ou nos pratos tradicionais portugueses.

Algarve Portugal

Algarve


A região do Algarve está no limite sul do país e foi durante todo o período da Hispânia Islâmica, o mais importante centro muçulmano da época. Sua história de conquistas e reconquistas, a cultura elevada e sua localização geográfica oferecem aos visitantes um lugar cheio de mistérios e belezas.

Em Aljezur, tome um banho de mar na Praia de Odeceixe, de areias brancas e piscinas naturais. Em Sagres, conheça a Fortaleza de Sagres e a Igreja de Nossa Senhora da Graça. Na cidade de Lagos, respire a era dos descobrimentos, visite praias e monumentos históricos intimamente ligados à descoberta de novos mundos, como o Brasil.

sintra em portugal

Sintra


Se há uma cidade mágica em Portugal, ela é Sintra. Bem perto de Lisboa, o lugar fascina por suas paisagens e construções belíssimas. O castelo dos Mouros, por exemplo, descortina a cidade a 412 metros de altitude em uma construção do século X. Já o Palácio Nacional de Sintra mistura os estilos arquitetônicos mouro e manuelino.

O Convento dos Capuchos, que tem acesso apenas por carro ou táxi, também é imperdível. Por fim, prove as queijadas e travesseiros de Sintra na tradicional pastelaria Casa Piriquita.

castelo de guimarães em portugal

Guimarães


Chamada carinhosamente pelos portugueses de “Cidade Berço”, foi nela instalado o primeiro centro administrativo do Condado Portucalense, embrião do Estado Português.

Para manter a tradição de visitas em cidades medievais, visite o Castelo de Guimarães que quase foi demolido no século XIX para que suas pedras fossem usadas nas ruas da cidade. Em seguida, vá até a simples e histórica Igreja de S. Miguel, na qual estão sepulturas de guerreiros que lutaram na formação do Estado de Portugal.

No centro histórico da cidade, simplesmente caminhe, experimente os doces e cafés dos bares e restaurantes e vislumbre construções centenárias como a igreja Nossa Senhora da Oliveira, e o Antigo Paço dos Conselhos.

Se em um curto texto como este, tantos lugares foram citados, imagina ir até lá e explorar pessoalmente o que Portugal tem a oferecer?

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
New

Ásia

Dicas

Criado em 1947, o Estado de Israel é uma representação dos caminhos da nossa civilização com todas as suas paixões mais radicais.

Sua capital, mesmo que não reconhecida pela comunidade internacional, concentra história, devoção, guerras, paz, tolerância, amor e incompreensão. Jerusalém é tudo isso e mais.

Um local milenar e, sobretudo, humano, capaz de seduzir aqueles que gostam de viver e ver a vida como ela é, há milhares de anos.

A Cidade Santa é um centro espiritual e religioso há estimados seis mil anos. Em sua longa história, foi destruída pelo menos duas vezes, sitiada 23 vezes, atacada 52 vezes e capturada e recapturada outras 44 vezes. A força do lugar reflete-se na devoção de três grandes religiões da Terra: Judaísmo, Cristianismo e Islã.

Cidade Velha de Jerusalém

Cidade Velha de Jerusalém


Cercada por uma muralha, esta parte da cidade é dividida em quatro bairros: o Armênio, o Cristão, o Muçulmano e o Judeu. Para cada um deles, há monumentos e lugares sagrados. Para os viajantes, todos eles são imperdíveis:

MONTE DO TEMPLO

Local sagrado para os muçulmanos, reúne a Mesquita de Al-Aqsa e o Domo da Rocha. Esta última, para os Judeus, abriga a Pedra do Sacrifício, onde, conta a história, Isaac sacrificaria seu filho. Além disso, nesta área está um muro que foi parte, um dia, do Templo de Herodes. Este muro é conhecido como…

MURO DAS LAMENTAÇÕES

Centro de peregrinação dos judeus, os fieis visitam o muro para orar e depositar seus desejos, por escrito, nas fissuras da construção. Enquanto os judeus se concentram no muro das lamentações, os católicos visitam a…

BASÍLICA DO SANTO SEPULCRO

Este lugar tem uma história impressionante. Construída e destruída diversas vezes, foi poupada por Saladino e conquistada pelos Cruzados. De acordo com a tradição cristã, neste espaço, Jesus foi crucificado, sepultado e onde ressuscitou. Mas antes da morte, o personagem principal da cristandade passou por momentos piores na…

VIA DOLOROSA

Iniciada no Portão do Leão, esta longa rua termina na Basílica do Santo Sepulcro. De acordo com a Bíblia, Jesus precisou caminhar por todo este caminho carregando a cruz.

Monte das Oliveiras em Jerusalém

Monte das Oliveiras


Um pouco mais a leste da Cidade Antiga, o Monte das Oliveiras recebeu, de acordo com a Bíblia, grupos de pessoas lideradas por Jesus. Ali, Ele transmitia seus ensinamentos.

Cidade de Davi em Jerusalém

Cidade de Davi


Sensacional sítio arqueológico, este lugar – de acordo com a tradição bíblica, foi escolhido pelo rei Davi para construir seu palácio e sua capital.

Museu do Holocausto em Jerusalém

Museu do Holocausto


Memorial para lembrar as vítimas do nazismo.

Monte Scopus em Jerusalém

Monte Scopus


Onde fica a Universidade Hebraica. Há pouco menos de mil metros do nível do mar, oferece um panorama incrível da cidade.

A humanidade não é perfeita e suas imperfeições construíram tesouros como a cidade de Jerusalém. Se você tinha dúvidas sobre o próximo destino, quem sabe não seja este.

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
Comments (0)
Dicas

Em nosso último texto, falamos sobre a pérola do turismo contemporâneo no Oriente Médio: Dubai. Seguindo pelas mesmas rotas dos antigos comerciantes, visitaremos agora outra cidade que promete transformar, definitivamente, os Emirados Árabes em um dos destinos mais procurados dos próximos anos: Abu Dhabi. Confira!

Capital administrativa dos Emirados Árabes, Abu Dhabi vem aproveitando os recursos de seu mais forte produto de exportação, o petróleo, e equilibrando com competência o antigo e o moderno.

Os cinco mil anos de história abrem espaço para uma onda de crescimento impressionante. O moderno se reflete em uma arquitetura deslumbrante, além de espaços culturais e esportivos feitos, parece, para colocar a Europa no chão.

Comprove o que diz estes primeiros parágrafos em cinco atrações imperdíveis em Abu Dhabi:

Mesquita Dubai

Sheikh Zayed Grand Mosque


Lá vamos nós de novo na competição internacional dos maiores e melhores do mundo. A Mesquita Sheikh Zayed, além da beleza e suntuosidade, carrega o título de maior construção do tipo dos Emirados. Adivinhe o que você encontra dentro dela? O maior tapete do mundo e uma parede especial com os 99 nomes de Deus.

Emirates Palace Hotel - Abu Dhabi

Emirates Palace Hotel


Que tal um cappuccino elaborado com pó de ouro. Então, este é o tipo de coisa que você encontra aqui. Além da arquitetura privilegiada, o Emirates Palace Hotel oferece quartos cinco estrelas, confortos e opções de atividades feitas para quem gosta de viver a vida com luxo. Ok. O diferente aqui é mesmo o tal café com ouro. Topa?

Heritage Village - Abu Dhabi

Heritage Village


Na modernidade excêntrica da era do petróleo, encontre neste lugar um passaporte para o passado. Entre em construções árabes típicas, explore o sistema de irrigação dos oásis, veja como funciona um moinho local antigo e conheça a vida dos beduínos em um pequeno museu. Um bom lugar também para comprar aquelas lembranças bem típicas e locais.

Marina Mall - Abu Dhabi

Marina Mall


Amparado pelo azul do Golfo Pérsico, o Marina Mall já nasceu sendo o maior da capital, com mais de 400 lojas e um supermercado. Aliás, visitar um mercado é sempre uma boa pedida em locais com cultura tão diferente da nossa. Passeie, tome um café e segure o cartão de crédito. O que não faltam são opções de compras.

Ferrari Worl - Abu Dhabi

Yas Island


No lugar de criar um lugar com uma grande atração os Emirados Árabes querem mesmo é causar. Por isso, criam uma ilha com varias grandes atrações. O Yas Island reúne opções bem simples, como um Hotel de Luxo, o circuito de Fórmula 1 e o Ferrari World, considerado por seus proprietários como o maior parque temático coberto do planeta, o Ferrari World coleciona outros recordes que darão água na boca dos viajantes, como a montanha russa mais rápida de toda a terra e mais de 20 brinquedos para adultos e crianças. Fora os carros expostos, o restaurante e uma grande loja da montadora, cheia de produtos licenciados.

Ufa! O único problema de visitar os Emirados Árabes é passar a olhar com outros olhos maravilhas da criação humana, como a Torre Eiffel, as Pirâmides, o Cristo Redentor e o Big Ben.

Quer saber mais? Entre em contato com a gente!

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
Comments (0)
Dicas

Não se sabe ao certo quando Dubai foi fundada. Alguns dizem há cinco mil anos, outros se baseiam em citações históricas feitas no século XI. Independentemente da idade, esta cidade histórica começou a ser protagonista no turismo internacional há pouquíssimo tempo. Este fenômeno aconteceu, principalmente, por conta dos recursos do petróleo revertidos em construções espetaculares e projetos de engenharia que fariam inveja aos construtores das pirâmides de Gizé.

Portanto, impossível falar de turismo no século XXI sem explorar esta cidade modelo dos Emirados Árabes. E é exatamente isso que faremos a seguir.

Burj Khalifa - Dubai

O mais alto do mundo


Os grandes projetos de engenharia de Dubai tornaram-se uma característica da cidade. Exemplo icônico, o Burj Khalifa Bin Zayid, com incríveis 828 metros e 160 andares, foi inaugurado em 2010, custou 1,5 bilhão de dólares e coleciona recordes. Além de ser possível ver alguns países vizinhos, como Irã e Omã, a construção é, por exemplo, a mais alta estrutura sem cabos e a que tem mais andares. E ainda tem o elevador mais rápido do mundo.

No topo, por dentro ou por fora, o luxo e a grandeza do edifício fascinam viajantes de todo o mundo. E a vista é de outro mundo: não perca, de jeito nenhum, o pôr do sol com o Golfo Pérsico como cenário.

Fontes de Dubai

Águas que dançam


De cima do Burj Khalifa ou do chão, se programe para ver uma das atrações mais conhecidas da cidade. Batizado de Fontes de Dubai, trata-se do maior show de águas do mundo. Como tudo, parece que Dubai quer bater todos os recordes mundiais. Com jatos que chegam a altura de um prédio de 45 andares e muitas luzes sintonizados com musicas regionais e clássicas, o show se apresenta de 30 em 30 minutos depois das 18h e dura pouco mais de cinco minutos. Mesmo assim, é imperdível.

Burj al Arab Hotel - Dubai

O grande hotel


Você não vai adivinhar onde fica o mais alto hotel do mundo? Nem o mais luxuoso? É isso mesmo, o Burj al Arab Hotel conquistou o direito de ostentar as únicas sete estrelas do planeta. Construído em formato de vela, sobre uma ilha artificial, o lugar vale uma visita pelo inusitado da arquitetura e pelo luxo interior (algumas partes da decoração têm detalhes em ouro). Se quiser visitar o interior do hotel, você pode se hospedar lá ou fazer uma reserva em um de seus restaurantes ou bares.

Museu de Dubai

História de verdade


Saindo um pouco do futuro, visite o Museu de Dubai. Localizado no Forte Al Fahidi, de 1787, a instituição oferece aos viajantes um panorama das tradições e histórias locais. Artefatos milenares dividem espaço com uma linha do tempo que apresenta o desenvolvimento da cidade antes e depois da principal descoberta da região: o petróleo.

The Dubai Mall

Compras e muito mais


Sério… onde você acha que fica o maior shopping do mundo? Sim. Mais uma recorde para Dubai. O The Dubai Mall oferece mais de 500 marcas e uma arquitetura de tirar o fôlego. Porém, aqui as lojas são apenas parte do show. Neste shopping monumental está, por exemplo, o (adivinhe) o aquário com o maior painel acrílico do planeta: o Dubai Aquarium. Nele, 33 mil espécies fazem a festa dos visitantes. Destaque, claro, para os mais de 400 tubarões e arraias.

Ski em Dubai

Neve no deserto


No meio do deserto, Dubai inventa moda. No Mall of the Emirates, uma imensa construção, chamada de Ski Dubai esconde um universo de frio. Com mais de 22 mil metros quadrados, os viajantes deixam as areias quentes para trás e mergulham em uma experiência gelada com um cenário perfeito de cavernas, flocos de neve, esquis e roupas especiais. Se não é o maior do mundo, neste caso, levam o prêmio de primeiro do Oriente Médio.

Mesquita Dubai


Se quiser sair um pouco deste mundo de grandiosidade luxuosa, visite as mesquitas da cidade, os mercados públicos, as praças locais e sinta a alma do povo de Dubai. Além de descobertas culturais que fará, você ainda pode ter a sorte de conversar com um morador sobre o futuro de uma cidade que tende a ser, em pouquíssimo tempo, uma das líderes mundiais.

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
Comments (0)
Dicas

Dona de uma das economias mais fortes do mundo, a Índia se destaca no cenário contemporâneo como um celeiro de novas ideias e tecnologias, ao mesmo tempo em que mantém fortemente as tradições e culturas locais.

As castas sociais, a gastronomia, o grande apego da população pelas crenças regionais e a simplicidade são aspectos que saltam aos olhos dos turistas. Os visitantes perceberão que estão em um lugar único, sem paralelo no resto do mundo.

Para quem não conhece o país, é recomendável fazer o roteiro do triângulo dourado, que inclui as cidades de Agra, Jaipur e Nova Delhi, a capital do país.

Durante o passeio, o visitante irá se deparar com situações insólitas: muito lixo nas ruas; vacas, elefantes e macacos (todos sagrados) caminhando pelas calçadas; e uma comida local especialmente apimentada.

Ignore o lixo, não tome sustos com os animais e evite comidas muito diferentes. Com essas três primeiras dicas, a viagem tem tudo para ser maravilhosa.

Agra


Conhecida pelo Taj Mahal, a cidade de Agra situa-se nas margens do rio Yamuna e tem mais de um milhão de habitantes.

O hotel no qual ficamos chama-se Trident Agra. Ele foi construído com pedras preciosas vermelhas encontradas na região e está localizado a aproximadamente 10 minutos do principal ponto turístico da cidade, o Taj Mahal.

Os outros hotéis da cidade de Agra, em geral, ficam a aproximadamente 15 minutos dos principais pontos turísticos e centros comerciais. Entre eles, os que oferecem melhor infraestrutura são Radisson Blu, Oberoi Amarvilas, Courtyard by Marriot e o ITC Mughal Agra.

Taj Mahal em Agra na índia


O Taj Mahal é um mausoléu construído em homenagem a esposa favorita do imperador Shan Jahan. Ela morreu após dar à luz ao seu 14º filho e a suntuosa construção foi erguida sobre o seu túmulo.

Produto do amor de um imperador e da força de mais de 20 mil homens, a maravilha do mundo data de 1632 e encanta turistas com suas aproximadamente 40 toneladas de ouro.

Horário de funcionamento: 8h às 17h.
Preço: entre 750 rúpias.

Jaipur


A pobreza é um traço forte nesta cidade. No entanto, as dificuldades marcaram na população duas características: simplicidade e hospitalidade. Eles encontram na fé de suas religiões e na venda de artesanatos e comidas os meios para sobreviver.

Todos os dias, no fim da tarde, são feitas preces religiosas nas ruas da cidade e nos templos. Se quiser arrancar sorrisos da gente indiana, inicie um cumprimento ou conversa com um Namastê.

Nesta viagem, fiquei hospedado no Trident Jaipur, um belíssimo hotel que preza as características locais e que está localizado a aproximadamente 20 km de distancia do aeroporto internacional de Jaipur. Sem trânsito, são gastos 30 minutos para percorrer este trajeto. Com trânsito, até 1 hora.

Hotel Trident em Jaipur na Índia


É importante ressaltar que o hotel fica a aproximadamente 10 minutos de carro até o principal centro comercial da cidade, com lojas de tecidos, artesanatos, restaurantes e comércio em geral.

A cidade oferece outros hotéis luxuosos para receber turistas de todos os gostos. Um exemplo é o Raj Mahal, um dos melhores hotéis de luxo de Jaipur. O Oberoi Rajvillas é outro exemplo de um belo resort típico Indiano, bem como o Rambagh Palace, ex morada da rainha local.

Nos principais estabelecimentos a língua inglesa é entendida e falada, porém em muitos locais o idioma local predomina. Negociações, por meio de gestos e mímicas, são convencionais nestes locais.

Centro de Jaipur na Índia

Passeios


A 11 km do centro da cidade, visite o Forte Amber sobre um elefante. O animal o levará, entre 20 e 30 minutos, até o topo da fortaleza construída no final do século XVI pelo rajá Man Singh. Uma curiosidade, algumas cenas da novela Caminho das Índias foram gravadas neste cenário.

Horário de funcionamento: 8h às 17h.

Preço: 100 Rúpias.

Forte Amber em Jaipur

Hawa Mahal (Palácio dos Ventos)


Construído em 1799, o Palácio dos Ventos guardava as mulheres da corte do soberano. De dentro da construção, elas podiam ver a rua sem serem vistas.

Horário de funcionamento: 8h às 17h.
Preço: entre 10 e 200 rúpias.

Hawa Mahal em Jaipur

Nova Delhi


A capital da Índia possui aproximadamente 18 milhões de habitantes. Com forte influência britânica, a cidade se destaca pela mistura equilibrada entre os modernos prédios e hotéis e a cultura milenar presente em seus habitantes e em suas ruas.

Hotel: com certeza uma boa opção para se hospedar, relaxar e sentir confortável é se hospedando no Le Meridien Nova Delhi. Grandes palácios e hotéis de redes também se encontram na cidade, como The Oberoi Gurgaon, Leela Palace e Shangri-La’s Eros.

Se puder, visite os seguintes locais na cidade:

Porta da Índia


O monumento nacional em homenagem aos soldados mortos em guerras tem 42 metros de altura e o nome de 85 mil soldados inscritos em suas paredes.

Porta da Índia

Túmulo de Humaium


Construção herdada do período de dominação Mongol, o túmulo foi construído no século XVI e é patrimônio mundial. Alguns estudiosos dizem que serviu de modelo para o projeto do Taj Mahal.

Túmulo de Humaium India

Qutb Minar


Minarete de tijolo mais alto do mundo, com 72,5 metros, o Qutb Minar é uma construção tipicamente indo-islâmica, iniciada em 1193 e terminada em 1368.

Qutb Minar em Nova Delhi

Templo de Akshardham


Maior templo hindu do mundo, o Akshardham foi construído com o apoio de três mil voluntários e sete mil artesãos e recebe a visita de 70% dos turistas que visitam Nova Delhi.

Templo de Akshadham em Delhi

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
Comments (0)
Dicas

É Ásia, mas também Europa. Tem maioria muçulmana, mas está alinhado a muitos valores da União Europeia. Já foi capital do Império Romano e do Império Otomano e hoje é uma das capitais do mundo. E com tanta história, coleciona nomes presentes em qualquer livro escolar. Quem nunca ouviu falar de Bizâncio ou Constantinopla?

A cidade de Istambul, que ocupa as duas margens do Estreito de Bósforo, ostenta o título de maior cidade da Turquia. País este que recebeu em 2016 mais de 30 milhões de viajantes; entre eles cerca de 40 mil brasileiros. Não é à toa, um dos destinos mais procurados e desejados em todo o mundo.

Agora você vai descobrir alguns motivos deste sucesso todo!

Hagia-Sophia em Istambul

Hagia Sophia


Uma construção impressionante tanto por sua incrível arquitetura, como por sua história. Construída no ano de 537, já foi catedral católica e mesquita para, finalmente, se transformar em museu. Sua enorme cúpula e seu tamanho deram à Hagia Sophia o título de maior catedral do mundo por quase mil anos até perder o posto para a Catedral de Sevilha.

Passeie por fora e por dentro. Se puder, contrate um guia, pois ele te ajudará a entender cada detalhe deste símbolo da humanidade. Aliás, fique atento: muita gente confunde e chama este lugar de Santa Sofia, na verdade, seu nome significa Sagrada Sabedoria.

Mesquita-Azul em Istambul

Mesquita Azul


Principal ponto religioso da cidade, a Mesquita Azul não tem nada de azul por fora. Por mais que seja uma construção digna de algumas horas de observação e reflexão, todo o azul de seu nome está em seu interior. São mais de 20 mil azulejos e vitrais iluminados com as mais de 250 janelas da construção.

Diferente da Hagia Sophia (que fica bem em frente), a Mesquita Azul é um templo religioso. Portanto, antes de entrar, faz-se necessário tirar os sapatos e respeitar as regras do lugar. Evite roupas muito curtas ou leve algo com que possa se cobrir antes de iniciar a visita.

A cisterna de Basílica em Istambul

A cisterna de Basílica


Maior cisterna em Istambul, ela foi construída em 532, no subterrâneo da cidade, e tinha como objetivo amparar a cidade em caso de guerras. São 10 mil metros quadrados, oito metros de altura, 336 colunas romanas e capacidade para 30 milhões de litros de água.

Dizem também que as colunas foram retiradas de antigos templos pagãos. Por isso, você encontrará algumas cabeças de medusas que fazem a festa das lendas locais. Pela grandiosidade e pela história, uma visita necessária a qualquer viajante.

Palácio de Topkapi


Construído logo após a queda de Constantinopla, em 1453, este palácio foi a morada de sultões por muitos anos. Com quatro pátios e vários pavilhões, este lugar é ponto de visita obrigatório para os viajantes.

São tantos os objetos a serem vistos (presentes de outras nações ou frutos de pilhagem), existe a sala das armas e armaduras, das joias, das relíquias religiosas. Entre elas, fios da barba, mantos, espadas e um dente do profeta Maomé.

E esses são apenas quatro pontos turísticos desta cidade incrível. Poderíamos escrever páginas e mais páginas sobre os passeios no Bósforo, a cidade antiga e o Mercado Público. Mas esses ficam para um outro post.

Um grande abraço e até a próxima!

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
Comments (0)

Itália 🇮🇹

Dicas
Comments (0)

Mamma Mia, che bella cittá!

Também conhecida como a Cidade Eterna, a capital da Itália é um prato cheio para os amantes da história, cultura, arquitetura, arte, gastronomia, entre outras inúmeras atrações que vão fazer desta uma viagem simplesmente inesquecível.

Roma é um daqueles lugares fenomenais, que tiram o fôlego de qualquer visitante, do estudante ao aposentado, dos apaixonados aos aventureiros. Se você ainda não conhece, embarque nessa aventura com a gente. Andiamo?!

Andar pelas ruas de Roma é a melhor forma de descobrir cada cantinho desta incrível cidade. As atrações mais procuradas estão concentradas muito próximas umas das outras.

Dicas importantes:

• Se o seu tempo é curto, vá de metrô até lugares estratégicos próximos aos principais pontos turísticos e caminhe;

• Atrações como Vaticano ou Coliseu, por exemplo, são muito procuradas e você irá encontrar longas e demoradas filas. Para economizar seu precioso tempo em Roma, organize sua programação e adquira entradas e ingressos com antecedência.

Coliseu em Roma

Coliseu


Uma das atrações mais clássicas de Roma e também conhecido como Anfiteatro Flaviano, o Coliseu era o local de uma série de espetáculos, entre eles os combates entre gladiadores.

Erguido durante a dinastia Flaviana, o Coliseu resistiu à terremotos, incêndios e saques. Aproximadamente 2/3 da fachada original foram perdidos. O edifício deixou de ser usado para entretenimento no começo da era medieval. Mais tarde, se transformou em habitação, oficina, forte, pedreira, sede de ordens religiosas e, até mesmo, templo cristão. Por volta do século XVII, a igreja passou a defender que o local deveria ser motivo de peregrinação e respeito, afinal inúmeros cristãos teriam morrido ali.

Atualmente, quase dois mil anos depois que Vespasiano ordenou o começo das obras, o Coliseu é um dos monumentos mais visitados do planeta e uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno.

Vale lembrar que a visita ao Coliseu faz parte de algo muito maior. O anfiteatro está ao lado do Fórum Romano, coração da antiga Roma, e do Palatino, casa dos imperadores. O ticket dá entrada aos três monumentos. Se tiver tempo, evite ver tudo isso no mesmo dia, já que o mesmo ingresso vale para dois dias seguidos. O Arco de Constantino também está a curta distância para oeste do Coliseu.

Em poucos monumentos a fila de espera é tão grande, ainda mais em alta temporada. Por isso adquira seu ingresso com antecedência ou entre pelo Palatino, onde as filas são menores (o mesmo ingresso permite a entrada pelas duas portarias).

Palatino e Fórum Romano em Roma

Palatino e Fórum Romano


Centro comercial da Roma Antiga, aqui aconteciam os fatos mais importantes do Império, tais como eleições, discursos de políticos, julgamentos e até mesmo algumas batalhas entre gladiadores. Dizem que foi no Palatino que a cidade começou.

Quando o assunto é arenas romanas, não podemos deixar de mencionar o Circo Máximo ou Circus Maximus, uma das maiores estruturas da Roma Antiga. O espaço foi construído no século VI a.C., ou seja, bem antes do Coliseu. No Circo Máximo aconteciam diferentes competições, entre as quais se destacavam as corridas de “carros” puxados por cavalos, nas quais os participantes tentavam dar sete voltas no Circo.

Durante os jogos públicos também aconteciam exibições equestres, conhecidas como “Ludus Troianus”, uma simulação de batalhas feita por jovens aristocratas romanos, ou então as corridas a pé, que duravam várias horas. Todas as competições tinham como estímulo as importantes apostas feitas.

Fórum Romano, localizado entre os montes Palatino e Capitolino, é um sítio arqueológico onde é possível fazer uma verdadeira viagem no tempo. Foi o núcleo a partir do qual se desenvolveu toda a vida pública e a cultura durante a Roma Antiga. Faziam parte do Fórum Romano estabelecimentos comerciais, de negócios, templos religiosos, administração pública e, inclusive, a área de prostituição.

Panteão em Roma

Panteão


Também conhecido como Panteão de Agripa, O templo dos Deuses se apresenta, sem dúvidas, como um dos mais bem conservados monumentos de Roma. Visto por fora fica difícil imaginar a grandiosidade de seu interior, todo em mármore.

O Panteão abriga sarcófagos de reis Italianos e figuras importantes da história do país. A entrada é grátis, e o monumento está aberto diariamente das 8h30 às 19h30. Nos domingos, das 9h às 18h.

Fontana Di Trevi de Roma

Fontana Di Trevi


É certo dizer que esta é uma das mais belas e famosas fontes do mundo. Localizada no bairro do Quirinal, no centro histórico de Roma, a Fontana di Trevi tem 26 metros de altura e 20 metros de largura de puro esplendor. Ela já foi cenário de icônicos filmes como “La Dolce Vita” e de “A Fonte dos Desejos”.

Existem várias lendas acerca da Fontana di Trevi, uma delas indica que os visitantes devem jogar uma moeda para que possam retornar à cidade.

Fontana Di Trebi em Roma

As praças de Roma


A história de Roma passa também por suas praças. Perca-se entre maravilhosos monumentos, fontes barrocas, ruínas romanas e igrejas antigas. As praças de Roma são a melhor forma de conhecer a vida e a história da cidade.

A histórica Piazza Venezia está situada em uma zona bastante turística em Roma, junto aos Museus Capitolinos, no monte Capitolino. Aqui se encontra também o incrível Vittoriano, um monumento dedicado ao rei Vittorio Emanuele II. Você provavelmente passará pelo Vittoriano quando estiver indo ao Coliseu e ao Fórum Romano, e vai ser bem fácil vê-lo por conta do seu tamanho. Com entrada gratuita, você pode, em duas horas, ver todo o local.

Não deixe de dar uma passadinha na Piazza Navona, construída sobre as ruínas do Estádio de Domiciano. Aqui você irá encontrar a Fontana dei Quattro Fiumi, que homenageia quatro grandes rios: Nilo, Danúbio, Prata e Ganges. Ao centro, preste atenção em no obelisco egípcio. Além disso, passeie nas igrejas como Sant’Agnese e palácios renascentistas, como o Pamphili, sede da embaixada brasileira na Itália e ainda duas outras fontes: a la Fontana del Moro, esculpida por Giacomo della Porta e retocada por Bernini, e a Fontana del Nettuno.

Piazza del Campidoglio é considerada como um dos espaços públicos mais elegantes do mundo, foi desenhada por Michelangelo em 1538. A praça tem três palácios: o Palazzo Nuovo, Palazzo dei Conservatori e Palazzo Senatorio. A melhor vista deste espaço é descendo a escadaria construída especialmente para a praça e também idealizada por Michelangelo, a La Cordonata.

Na Praça do Povo ou Piazza di Popolo, no norte do centro histórico de Roma, se encontram as igrejas gêmeas de Santa Maria Montesanto e Santa Maria dei Miracoli, além do Obelisco Flaminio (o mais antigo e o segundo maior de Roma; o maior está na Piazza San Pietro).

Piazza Venezia em Roma


Passando pela Via Babuíno, famosa por seus antiquários, você chegará a icônica Praça de Espanha ou Piazza di Spagna. Sempre repleta de pessoas é um dos lugares mais disputados, especialmente no verão. Situada aos pés da igreja Santíssima Trindade dos Montes, está uma das imagens mais famosas de Roma, a Escadaria Espanhola ou Scalinata di Spagna. A extravagante escadaria de 135 degraus foi inaugurada pelo Papa Bento XIII, durante o ano Jubileu de 1725.

Bem no cantinho, à direita da escadaria, está a casa do poeta inglês John Keats, transformada em um museu dedicado à sua memória e do poeta Percy Bysshe Shelley. À esquerda, a casa de chá Babington’s, fundada em 1893. No centro da praça está a Fonte da Barcaça, de Pietro e Gian Lorenzo Bernini, construída em memória da enchente do rio Tibre em 1598.

Daqui também irradiam importantes ruas, como a Via Margutta, onde residem, trabalham e expõem inúmeros pintores, e onde acontece – no mês de maio – uma exibição belíssima de azaleias; a Via Borgognona, famosa por suas boutiques e alfaiatarias; a Via Frattina e a Via Condotti, considerada a Fifth Avenue de Roma, onde estão as maiores marcas da alta moda Italiana e internacional e o Antico Caffé Greco, do século 18, histórico ponto de encontro entre artistas Italianos e estrangeiros.

Visite os Jardins da Villa Borghese, um verdadeiro refúgio verde em Roma. Nos arredores você irá encontrar jardim zoológico, teatro shakespeariano, jardins para piqueniques, fontes, estátuas e até um cinema exclusivamente para crianças.

Aproveite para conferir a Galleria Borghese, situada em uma antiga mansão de dois andares, antigo lar da rica e poderosa família Borghese. A coleção de obras-primas de valor inestimável faz dele um museu que deve ser visitado por todos os amantes da arte e da beleza.

Vaticano


Como falar de Roma e não mencionar o menor país do mundo?! O Estado da Cidade do Vaticano, com aproximadamente meio quilômetro quadrado, é mais que uma experiência religiosa: é uma oportunidade de ver grandes tesouros culturais da humanidade.

Lembre-se, você irá enfrentar longas filas, otimize seu tempo adquirindo seu ingresso antecipadamente. Uma boa dica, se o seu tempo é curto, é fazer o caminho inverso (pela esquerda) e em menos de 10 minutos você chegará na Capela Sistina. É sem dúvida uma experiência inesquecível!

Aos desavisados, fotos são proibidas, mesmo sem flash. Guarde sua câmera fotográfica antes de entrar, existem seguranças de plantão atentos aos que, mesmo discretamente, tentam levar uma recordação para casa.

Vaticano


Além da Capela Sistina, fazem parte dos Museus do Vaticano alguns aposentos papais e diversas coleções que incluem antiguidades greco-romanas, etruscas, egípcias e até arte religiosa moderna. A visita pode durar um dia inteiro, o torcicolo no dia seguinte sem dúvidas irá valer a pena.

Após a visita ao Vaticano, siga para a Basílica de São Pedro, a maior igreja do cristianismo, com área de 23 mil metros quadrados ela é capaz de receber mais de 60 mil devotos. Localizada na Praça de São Pedro, a basílica é o edifício mais proeminente do local e conta com 340 estátuas. Ela está acompanhada de mais três basílicas patriarcais em Roma: Basílica de São João de Latrão, Santa Maria Maior e São Paulo Extramuros. Embora a maioria das cerimônias papais sejam realizadas na Basílica de São Pedro, ela não é a catedral, a verdadeira sede oficial do papado é a Basílica de São João de Latrão.

É possível visitar a cúpula da Basílica de São Pedro, embora não seja recomendado para todos, a vista 360º de toda a cidade de Roma é de tirar o fôlego. Para chegar até o topo da cúpula são nada menos que 551 degraus, do chão até o topo. Para quem possui alguma limitação, é possível pegar o elevador e economizar bons 231 degraus, assim faltarão “apenas” 320, porém o custo de aproximadamente 7 Euros é válido.

Museu do Vaticano


Arrivederci!

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

Berço da cultura latina, a Itália oferece ao mundo dezenas de locais que marcam o imaginário da civilização ocidental.

Parada obrigatória para quem se dirige mais ao Sul, a encantadora Costa Amalfitana foi eternizada como protagonista de famosas canções, filmes hollywoodianos e luas de mel apaixonadas.

Com aproximadamente 50 quilômetros, é sem dúvida um lugar que propicia o encontro perfeito entre a terra e o mar – e entre turistas e seu sonho ideal de viagem.

Comuna de Amalfi


Com as rochas dos Montes Lattari as suas costas e o mar que se abre em forma de leque a sua frente, Amalfi é a principal cidade da região e tem uma das melhores infraestruturas turísticas.

O monumento símbolo do lugar é a Catedral (em Italiano “Duomo”). Construção iniciada no século IX, sua fachada foi completamente reconstruída no século XIX, após um desabamento.

Atenção: se você é supersticioso, melhor não subir as escadarias da Catedral de Amalfi de mãos dadas: de acordo com a lenda popular, o casal que sobre junto esses degraus, nunca se casará.

Comuna de Amalfi na Costa Amalfitana

Gruta Esmeralda


De barco, a 15 minutos de Amalfi, está a pequena Grotta dello Smeraldo (Gruta Esmeralda). Essa espetacular caverna na baía de Conca dei Marini tem esse nome pela cor de sua água entre o verde e o azul-turquesa, quando a luz passa pela cavidade subterrânea próxima a entrada.

Em seu interior existe um presépio submerso, a 4 m de profundidade. No Natal, acontece uma espécie de “procissão” de mergulhadores.

Gruta Esmeralda na Costa Amalfitana

Nocelle


Se você busca fugir um pouco do movimento turístico, Nocelle, no topo de uma das mais altas montanhas da região, faz parte da famosa Trilha dos Deuses, a “Sentiero Degli Dei”. Entre montanhas, oliveiras, vinhedos e outras paisagens espetaculares.

Nocelle, Sentiero Degli Dei, Costa Amalfitana

Positano


Nesta cidade, as praias e as vielas românticas fazem o visitante esfregar os olhos diante de tanta beleza. As casinhas posicionadas no morro íngreme ficam ainda mais deslumbrantes ao cair da noite, quando iluminadas. Se você quer garantir a foto perfeita, não deixe de subir no burgo secreto de Nocelle e descobrir uma vista digna dos Deuses.

Dica: Vale também experimentar a gastronomia local e saborear a deliciosa salada de tomates doces com mozzarella de búfala, regada a uma boa cerveja nacional ou limoncello. A Costa Amalfitana é famosa pela produção desse licor doce produzido por maceração de casca de limão em álcool, misturado depois com calda de açúcar.

De cor amarela e sabor refrescante e forte, o limoncello pode ser apreciado como aperitivo ou como digestivo. Poucos lugares produzem esta bebida como aqui. Segundo os italianos, o segredo são os óleos presentes na casca do limão-de-santa-teresa, uma espécie exclusiva da região de Nápoles e Sorrento.

Positano na Costa Amalfitana


A magia da Itália, portanto, está disposta a ser desvendada e explorada.

Que tal programar a próxima viagem a esses paraísos históricos e naturais da Itália?

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

São muitos as formas de se referir à Florença. Capital da Toscana, berço do Renascimento, uma das cidades mais belas do mundo, terra de Dante. Independentemente da expressão, Firenze – no italiano – é um lugar imperdível para quem gosta de viajar e pode ser o seu próximo destino.

Acompanhe neste texto os cinco pontos turísticos mais conhecidos da cidade e apaixone-se.

Basílica di Santa Maria del Fiore em Florença

Basílica di Santa Maria del Fiore


Uma construção simplesmente sensacional capaz de refletir toda a capacidade humana em linhas arquitetônicas e criação artística. Os detalhes, desta que é uma das mais famosas igrejas do mundo, são convites a longos momentos de contemplação.

Preste atenção nos belos vitrais com cenas do velho e novo testamento. Esta igreja está localizada na Piazza del Duomo, outro local perfeito para vislumbrar as belezas de Florença. Sente-se, peça um espresso e viaje no tempo.

Galleria degli Uffizi em Florença

Galleria degli Uffizi


Mesmo que você não goste muito de museus, não deixe de visitar esta que é uma das mais antigas galerias do mundo. Da Vinci, Caravaggio, Botticelli e Michelangelo estão espalhados por este prédio, de extrema beleza, construído há pouco menos de cinco séculos, às margens do rio Arno.

Para que a visita seja perfeita, compre os ingressos com antecedência, pela Internet, pois as filas são longas.

Ponte Vecchio em Florença

Ponte Vecchio


Ao sair do museu, caminhe pelas margens do rio Arno até avistar a Ponte Vecchio, um dos principais e mais conhecidos pontos turísticos de Florença.

Construída cem anos antes de Cristo, esta ponte foi aniquilada e reconstruída no século XIV. Sobre ela, casinhas se amontoam e reúnem ourives e joalherias e milhares de cadeados.

Diz a lenda: o casal que fechar um cadeado aqui ficará junto para sempre. Vale pelo charme, pela história e pela oportunidade de passar por ali, nem que seja apenas uma vez.

Piazzale Michelangelo em Florença

Piazzale Michelangelo


Com ótimos restaurantes e um pouco distante do centro turístico, a praça Michelangelo se oferece com um ótimo lugar para curtir o por do sol. Além do charme do lugar, a vista de toda a cidade é imperdível.

Em tempo: experimente a bisteca ala fiorentina, um presente para o seu estômago.

Mercato di San Lorenzo em Florença

Mercato di San Lorenzo


Tente achar tempo para visitar o Mercato di San Lorenzo, a maior feira de Florença. Mais do que lembrancinhas, acessórios e roupas usualmente são oferecidos com preços em conta.

Extra:

Se for a Florença, procure fazer o famoso e fantástico passeio de Vespa pela Toscana. A empresa responsável pelo tour leva o viajante até um ponto distante da cidade, mais próximo das vinícolas e oferece vespas para locomoção.

Os turistas têm, então, a oportunidade de viajar algumas horas por cidades muradas e históricas, vinícolas imensas e paisagens de tirar o fôlego.

Tempo mínimo em Florença: dois dias

Tipo de viagem: histórica/ cultural

Meio de transporte: a pé

Cidades próximas: Pisa e Luca

Deu água na boca?

Entre em contato conosco e fique por dentro das nossas melhores promoções.

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

Caótica e encantadora, Nápoles é uma das maiores cidades da Itália e sua localização privilegiada a torna um centro turístico próximo às mais variadas atrações e destinos do sul italiano. Sua (des) organização e outras características cotidianas refletem o espírito latino, no qual o aparente caos se transforma em um estilo de vida próprio do lugar.

Além disso, se você quer viver a Itália profunda, esqueça Roma, Florença ou Veneza. O estereótipo do italiano está nas ruas de Nápoles. Pessoas falando alto, gesticulando com as mãos, as cantinas com toalhas de mesa quadriculadas, as mesas em pequenas pérgulas ao ar livre.

Se encante, aprecie um belo prato de massa, ouça a Tarantela, saboreie um bom vinho e mergulhe na clássica atmosfera italiana ao seu redor.

Piazza Plebiscito


Símbolo da cidade, a Piazza del Plebiscito, também conhecida como Largo di Palazzo ou Foro Regio, está rodeada por importantes monumentos históricos, como Basílica de San Francesco di Paola, Palácio Real, Palazzo Salerno e o Palazzo della Prefettura.

Tanto a Praça quanto a Basílica foram construídas durante o período em que Napoleão Bonaparte dominou Nápoles. A fachada rústica possui diversas estátuas em homenagem aos soberanos locais.

Cenário de inúmeras manifestações populares, a ampla e imponente praça, torna-se ainda mais charmosa ao entardecer. Aproveite o momento para tomar um tradicional Caffè Espresso.

Piazza Plebiscito em Napoles

Perca-se nas ruas de Nápoles


Um dos mais antigos da Europa (fundado no século VIII a.C.), o centro histórico de Nápoles é tão valioso que se tornou patrimônio histórico da humanidade da UNESCO. As ruas formam verdadeiros labirintos e convidam os visitantes a mergulhar na verdadeira Itália e em seu caos adorável.

Comece a explorar o centro pela Decumano Inferiore, popularmente conhecida como Spaccanapoli (que literalmente quer dizer “quebra Nápoles”, pois divide a cidade em duas partes). Cheia de atrativos turísticos e históricos, vá com tempo e aproveite para viver o “clima italiano”.

Famosa no mundo inteiro por seus artesãos e charmosas lojinhas com artigos para presépios, a Via San Gregorio Armeno permite que os visitantes acompanhem as criações tomando vida pelas nas mãos dos artistas em suas oficinas.

Via Toledo (em alguns trechos também chamada de Via Roma) é uma rua comercial bem movimentada e famosa, com várias lojas e restaurantes. Se puder, faça um passeio no finzinho da tarde. Ali também fica a Galeria Umberto I, que lembra um pouco a Vittorio Emanuele, em Milão.

As ruelas acima da via Toledo são também muito charmosas. Bem mais tranquilas que as do centro histórico. Por lá vale conhecer a estação de Metrô Università, transformada em uma verdadeira galeria de arte. Com design criado por Karim Rashid, a estação, como o nome diz, dá acesso à Universidade de Napoli.

Os vizinhos Santa Lucia e Chiaia são próximos à zona histórica e de fácil acesso por transporte público.

Lotados de galerias de arte e boutiques, é também onde acontece o agito noturno. Por isso, é uma boa área para visitar à noite.

Nápoles

Castel Nuovo


Também conhecido como Maschio Angioino, este imponente Castelo chama atenção por sua história e arquitetura. Construído entre 1279 e 1282, é um destino valioso para os amantes da arte e cultura.

Certosa di San Martino e Castel Sant’elmo


Para uma vista privilegiada e inesquecível sobre o golfo de Nápoles, pegue o metrô até a estação de Piazza Vanvitelli e visite Certosa di San Martino e Castel Sant’Elmo na colina de Vomero. O antigo monastério, construído em 1325 hoje abriga pinturas, esculturas, presépios napolitanos e relíquias de diversas épocas..

Castel Nuovo

Napole Soterranea e Galleria Borbonica


Nápoles esconde em seu subsolo parte de sua história. Com aproximadamente 40 metros de profundidade, a descida por uma longa escadaria leva os aventureiros a um mundo escondido e totalmente surpreendente.

Formada por grutas e antigos aquedutos que ao longo da história foram usadas como passagens secretas, abrigos antibombas da segunda guerra mundial e até um antigo teatro Romano, as galerias subterrâneas de Nápoles proporcionam um passeio inesquecível.

Napole Soterranea

Pizzas e mais pizzas


Nápoles é o berço da pizza como conhecemos hoje e a tradicional pizza Margherita, criada especialmente em homenagem a Rainha (Regina Margherita), pode ser saboreada em seu local de criação original, a L’Antica Pizzeria Brandi.

Outra pizzaria tradicional e famosa, consagrada pelo filme “Comer rezar e amar”, com a atriz Julia Roberts, a L’Antica Pizzeria Da Michele oferece apenas dois sabores de pizza no seu cardápio (um quadro pendurado na parede). Da Michele ainda conserva a boa “alma Napolitana” em suas deliciosas pizzas.

No mesmo local desde 1930, a fachada simples até poderia fazer com que passasse despercebida, porém a multidão que espera do lado de fora para saborear as delícias servidas não o deixam enganar.

L’Antica Pizzeria Brandi

O Monte Vesúvio


Conhecido por sua erupção e destruição das vizinhas Herculano e Pompéia, o Vesúvio ainda é hoje um dos vulcões mais perigosos do mundo.

Um programa bem diferente para os viajantes mais curiosos e aventureiros é subir no monte e chegar bem pertinho da cratera do vulcão. A vista da Baía de Nápoles é maravilhosa!

Dica: Vá de tênis!

O Monte Vesúvio

Pompéia e Herculano


As vizinhas devastadas pela erupção do Vesúvio, Pompéia e Herculano ficaram esquecidas no tempo até que no início do século 18 a perfuração de um poço revelou uma estátua de mármore em Herculano.

As ruínas das cidades, hoje um dos sítios arqueológicos mais importantes do mundo e Patrimônio da Humanidade pela Unesco, proporcionam ao turista uma verdadeira viagem no tempo.

No sítio arqueológico, o visitante pode entrar em casas, tabernas e prostíbulos e entender como era o dia a dia dos habitantes da cidade antes da catástrofe.

Pompéia e Herculano


Se em um texto, este lugar hipnotiza, imagina conhecer a cidade pessoalmente?

Conheça, viaje e colecione sensações.

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024

América do Sul

Dicas
Comments (0)

Capital do Chile e um dos locais mais desenvolvidos da América do Sul, Santiago é uma cidade extensa, limpa, arborizada, com um sistema de metrô eficiente e pontos turísticos para todos os gostos e bolsos, muitos deles, inclusive, gratuitos. Um deles sempre a vista, a impressionante Cordilheira dos Andes.

Sua população de cerca de seis milhões de pessoas vive em um espaço marcado pelo contraste entre a modernidade e o tradicional. Os prédios históricos lado a lado aos arranha-céus espelhados revelam todo o espírito eclético e inovador daquele povo, especialista em equilibrar a herança europeia e a alma latino-americana.

Para ver a cidade de cima


Emoldurada pela Cordilheira dos Andes, Santiago oferece um dos cenários mais incríveis da América Latina. Para contemplá-lo, há dois passeios fundamentais para quem visita a cidade e que oferecem uma vista panorâmica da metrópole: os cerros San Cristóbal e Santa Lucía.

Dicapara ver a cidade de cima, opte por dias e horários de sol para fugir da poluição atmosférica que pode ofuscar a paisagem. Não se esqueça de usar roupas e calçados confortáveis.

Cidade de Santiago de Chile

Cerro San Cristóbal


Maior da cidade e o mais frequentado por locais e turistas, o Parque Metropolitano abriga o Cerro San Cristóbal, um mirante natural. Nele, existem terraços que oferecem diferentes ângulos da capital chilena.

Como chegarPara desfrutar essas vistas, pegue o funicular na base do Cerro, dentro do parque. Relaxe na viagem e, na última parada, desça e contemple a efervescência da cidade.

DicaNo meio do caminho para o topo do Cerro San Cristóbal fica o Zoológico Nacional do Chile. Se quiser, vale uma parada.

Cerro Santa Lucía


Com 69 metros de altura, o Cerro Santa Lucia está localizado no centro da cidade e oferece uma das mais belas e nítidas vistas de Santiago. Um excelente local com entrada gratuita para visitar pela manhã ou à tarde.

Como chegarvá em direção à colina suba pelas escadarias até o topo. Lá, uma espécie de terraço oferece a cereja do bolo: as silhuetas dos prédios com as montanhas andinas ao fundo.

Image

Principais bairros


Para quem busca variedades gastronômicas ou deseja curtir a noite, o bairro Lastarria se apresenta como uma ótima opção. Localizado junto ao cerro Santa Lucía, nele estão diversas opções de bares e restaurantes, espalhados por um bairro histórico e com o charme de suas construções antigas. Nesta mesma região está a Feirinha Santa Lucía, o melhor lugar para comprar souvenirs e experimentar iguarias típicas do Chile.

Outro bairro boêmio muito frequentado, o Bellavista reúne diversos bares, cafeterias e restaurantes. Para almoços ou jantares mais requintados, escolha entre as diversas opções do complexo Pátio Bella Vista.

Se a ideia é fazer compras, visite o bairro Providencia. Aqui está a maioria dos shopping centers da cidade, como o Costanera Center e o Sky Costanera. Este último conta com uma atração diferenciada: no alto de sua torre há um mirante com vista de 360º de Santiago.

Cidade de Santiago de Chile

Bairro Bellas Artes


Bem próximo aos pontos turísticos citados acima, está o Barrio Bellas Artes. O bairro tem este nome porque nele está situado o principal museu da cidade, o Museu de Belas Artes. Com entrada gratuita, a exposição permanente conta com mais de cinco mil peças chilenas e estrangeiras.

Centro Histórico


Conhecer o Centro Histórico é indispensável para quem visita a cidade. Aqui se encontra a maioria das fachadas que ilustram os cartões postais de Santiago.

Comece seu passeio pela Plaza de Armas, no coração da cidade. Em frente a ela, está a Catedral Metropolitana. Seguindo a caminhada, mais algumas quadras adiante está o famoso Palácio de la Moneda, sede da presidência chilena. Em dias alternados, no turno da manhã, é possível acompanhar a tradicional troca de guardas.

Vinícolas


Quem visita Santiago não pode deixar de experimentar uma das principais atrações do país andino: o vinho.

Nos arredores da capital, há diversas vinícolas que oferecem roteiros para os visitantes. Para encontrar aquele que mais se encaixa com o seu perfil, procure um receptivo ou faça um tour.

Dica: não deixe de visitar a vinícola mais popular no Brasil: a Concha Y Toro. Para quem já conhece ou prefere as menos populares, procure saber sobre a Vinícola Undarraga, a Emiliana e a Santa Rita.

Parrerais da Concha y Toro em Santiago

Faça neve ou faça sol


É indispensável visitar a Cordilheira dos Andes. Para quem está em Santiago, o local mais indicado para visitar é o Valle Nevado.

Por incrível que pareça, no verão ainda é possível ver neve, mas depende da intensidade do inverno anterior, da quantidade de neve e do clima do verão. Não importa a estação do ano, o Valle Nevado sempre atrai os turistas, seja pela neve ou pela paisagem ímpar das montanhas.

Já no inverno, as montanhas estarão cobertas pela neve e as estações de esqui, em pleno funcionamento. Nelas, é possível passar o dia e alugar esquis e snowboards. Para quem não quer se divertir na neve, faça um tour panorâmico ou passeios de teleférico.

Sobre o clima

Inverno:

• Agasalhe-se bem. Alugue roupas e botas impermeáveis. Nos roteiros para o Valle Nevado, as empresas que fazem o transporte, geralmente, param em lojas para alugar os equipamentos.

• Use filtro solar no rosto e óculos de sol. Há alguns que são apropriados para a prática de esportes. Em contraste com a neve, o sol pode queimar a pele ou causar bastante incômodo aos olhos.

Verão:

• O Valle Nevado está a três mil metros de altura. Por isso, o clima pode ser ameno até mesmo no verão. Não se esqueça de levar um casaco e um calçado confortável. Óculos e protetor solar são obrigatórios, por conta da intensa radiação solar.

Valle Nevado no Chile


Santiago é incrível. Que tal conhecê-la pessoalmente?

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

Um dos lugares mais fantásticos do planeta, Machu Picchu faz parte da lista de desejos de viajantes em todo o mundo. E não é para menos, o sítio arqueológico reúne em um só roteiro tudo o que um explorador pode desejar: história, geografia, paisagens únicas, natureza e muito mistério. Uma viagem física com grande espaço para a imaginação.

Neste post, saiba mais sobre este destino sensacional e se convença: Machu Picchu pode ser sua próxima parada.

Como chegar é parte do passeio!


Existem algumas formas de visitar a cidade de Machu Picchu: heavy metal e light. Se você quer aventura, se quer ver as mesmas coisas (em tese) que viram os Incas há mais de 600 anos, opte pelas trilhas e mastigue folhas de coca, faz todo o sentido naquela altura. Abaixo as duas principais trilhas para a cidade perdida:

Trilha Inca

A viagem clássica, que parte de Cuzco, pode durar de uma a quatro noites, dependendo da sua disposição e soma 40 quilômetros de caminhada. Para esta opção, leve em consideração o seu condicionamento físico já que as subidas são bem pegadas e a altitude pode deixar as coisas um pouco mais difíceis. Ideal para aventureiros e amantes dos esportes.

machu picchu no chile


Trilha Salkantay

Com duração de cinco dias, esta caminhada toma rumo diferente da trilha anterior. O passeio começa nas margens do Salkantay, entra dentro da floresta e percorre o vale de Santa Teresa. O destino, você já sabe: Machu Picchu.

machu picchu no chile


Águas Calientes

Se a ideia, no entanto, é ter mais tranquilidade, opte pelo avanço humano e embarque em um trem. Ele parte de Cuzco e chega à cidade-base de Águas Calientes. De lá, outra invenção humana, o ônibus, leva os visitantes até o parque. Mas não se engane, o passeio pelas ruínas incas pode durar de 3 horas a 5 horas, mas as caminhadas valem muito à pena.

Alguns roteiros possibilitam ainda um melhor aproveitamento de cada lugar, pois incluem estadia em Lima, Cuzco, Puno, city tour e passeio ao Lago Titicaca.

Dicas


Não esqueça

• Filtro solar

• Repelente

• Cantil ou squeeze

• Calçados confortáveis

• Casaquinhos leves

• Barras de cereal, frutas e sanduíches (não há lugar para comer no parque)

Guias

Contratar um guia para passear nas ruínas pode ser uma ótima pedida. Até mesmo porque estamos falando de ruínas que, em muitos casos, precisam ser explicadas para ganharem sentido. No mais, você já está em Machu Picchu. Aproveite ao máximo!

Compras

Os viajantes encontram pequenas feiras de artesanato nos povoados que ficam perto de Machu Picchu. Nelas, é possível encontrar produtos tradicionais feitos pelos locais, em geral, a preços bem em conta.

Altura

Todos os guias e roteiros aconselham os viajantes a ficarem em lugares mais altos ou na mesma altitude de Machu Picchu por pelo menos um dia. A aclimatação do corpo ajuda a prevenir possíveis sensações de mal-estar. Perceba que em diversos estabelecimentos comerciais, hotéis, restaurantes e nos arredores do parque, é comum a venda e distribuição de chá de coca. Muito popular no Peru, a bebida ajuda a amenizar os efeitos da altitude.

Melhor período

Abril a setembro. Janeiro e fevereiro são meses de chuva, por isso, nem pensar. Por sua vez, em julho e agosto, americanos e europeus de férias lotam o lugar.

Roteiro simplificado

Brasil – Lima Lima –

Cuzco Cuzco – Águas Calientes

Águas Calientes – Machu Picchu

machu picchu no chile

O melhor de Machu Picchu


A cidade é dividida em duas áreas: a zona agrícola e a zona urbana. Na primeira, estão os terraços de cultivo . Na segunda, as casas e as construções cívicas e religiosas. Abaixo, algumas das principais construções do lugar:

• Templo do sol: utilizado para cerimônias relacionadas ao solstício de verão.
• Residência real: a melhor construção da cidade.
• Templo principal: lugar utilizado para rituais incas.
• Intihuatana: o calendário solar.
• Rocha Sagrada: pedra de face plana que marca o extremo norte da cidade.

machu picchu no chile


Que tal começar a planejar o seu roteiro por esta cidade incrível?

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

Eclética por natureza, a cidade de Punta Del Este é capaz de agradar a gregos e troianos com suas belezas e peculiaridades. Se de um lado a Playa Brava atrai surfistas sedentos por aventura, a Playa Mansa fica repleta de crianças brincando. Se o sol brilha para aqueles que gostam de um bronzeado, a brisa gelada afaga os que procuram um bom vinho e boa gastronomia. E por que não agradar também aqueles que buscam as festas badaladas de verão? Para todos os visitantes: o pôr do sol e a cultura do lugar. Lado A ou lado B, quem é você?

Confira abaixo algumas dicas imperdíveis:

1. Contemplar o pôr do sol em Punta Ballena


A península de Punta Ballena é um lugar privilegiado para assistir a um belíssimo espetáculo da natureza: o pôr do sol. Para garantir um final de tarde ainda mais especial, visite a Casapueblo, pois, de seu terraço é possível aproveitar ao máximo o cenário, ao mesmo tempo em que se respira cultura.

A cereja do bolo? No exato momento em que o dia torna-se noite, um poema de Vilaró é recitado. Vale a pena conferir!

pôr do sol Punta Ballena

2. Conhecer a Casapueblo


O entardecer é um dos momentos mais cobiçados pelos turistas que pretendem visitar a Casapueblo. Este imponente casarão branco de estilo mediterrâneo abriga um restaurante, um hotel, um museu e também a casa do artista Carlos Páez Vilaró.

Vilaró dedicou sua vida à arte, com contribuições marcantes na pintura, cerâmica, cinema, arquitetura e literatura. Na Casapueblo é possível conferir uma parte deste acervo durante a visita aos cômodos da casa.

Casapueblo Punta Del Este

3. Visitar o famoso cartão-postal de Punta


Na Playa Brava encontra-se o Monumento aos Afogados, ou Los Dedos, como também é conhecido.

A escultura, projetada em 1982 pelo artista chileno Mario Irarrázabal, alerta os banhistas sobre os riscos de afogamento no mar bravo desta praia. A mão enterrada na areia é um dos pontos turísticos mais fotografados da cidade e uma parada obrigatória pra quem visita Punta.

Los Dedos Punta Del Este

4. Testar a sorte em um dos cassinos


Em Punta Del Leste há dois cassinos muito visitados pelos turistas, sobretudo os brasileiros.

O primeiro fica na Playa Mansa, em frente ao mar, no hotel Conrad. Além da imponente fachada, são mais de três mil metros quadrados de cassino com muitas opções de jogos para quem gosta de apostar.

Outro muito apreciado pelos visitantes é o cassino do Mantra Resort, com 2,5 mil metros quadrados e cinco salas de jogos.

Conrad Punta Del Este

5. Passear pelo porto


Na Playa Mansa está uma das mais bacanas atrações ao ar livre: o porto de Punta Del Este. Nele ficam atracados jet-skis, lanchas, barcos de pescadores, embarcações de luxo e os navios que chegam de cruzeiros, tudo muito bem organizado.

Para explorar o local, caminhe pelas passarelas e pelo calçadão. Fique atento! Se puder ir ao porto na parte da manhã, você verá a chegada dos pescadores e, junto com eles, lobos-marinhos. Os animais costumam aparecer atraídos pelos pescados. Aproveite para tirar fotos deste animais bem de perto.

Porto Punta Del Este

6. Pedalar de uma praia à outra


Com aproximadamente 11 quilômetros, um grande calçadão contorna grande parte de Punta Del Leste.

Com a companhia constante do mar, o espaço é perfeito para a prática de esportes, como a corrida e passeios de bicicleta. Do Oeste para o Leste, o percurso passa pelas principais praias da cidade, como Las Delicias, Playa Mansa, Playa de Los Ingleses, El Emir e Brava.

É possível encontrar locais que oferecem o aluguel de bicicletas. Além disso, alguns hotéis disponibilizam o serviço gratuitamente a seus hóspedes. Um programa legal para quem quer se exercitar e também para aqueles que estão com pouco tempo para passar por todas as praias.

pedalar em Punta Del Este

7. Descansar em José Ignacio


Quem deseja fugir da badalação e das praias lotadas de Punta Del Leste, especialmente na alta temporada, precisa conhecer o balneário José Ignácio.

A 40 quilômetros de Punta, o lugar é um antigo vilarejo de pescadores que se transformou em um destino hippie chic. O estilo praiano e rústico típico das cidades do interior do Uruguai tem atraído turistas que buscam uma opção alternativa no litoral uruguaio.

José Ignacio Uruguai

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

Em geral, quando falamos de viagens, logo pensamos na Europa ou na América do Norte. Às vezes, até o Oriente entra na roda.

No entanto, aqui perto, em nosso próprio continente, há lugares sensacionais que valem o esforço, tanto pela beleza, como pelo custo.

Neste texto, vamos explorar algumas características de duas cidades da Colômbia: Bogotá, a capital, e Cartagena das Índias.

Bogotá


Depois de décadas sofrendo com a violência, a capital da Colômbia renasceu no novo milênio com um dos principais destinos turísticos do mundo. Saiba o que fazer na antiga capital do Vice-Reino de Nova Granada, fundada em 1538.

Bogotá e Cartagena

Bairro La Candelaria


Patrimônio Histórico, este bairro conserva construções em estilos colonial e republicano e oferece cerca de 500 lugares para visitação.

Muita cultura, praças, igrejas e museus. Vale à pena dedicar um dia inteiro ao local.

Barrio La Candelaria na Colombia

Museo del Oro


Criado em 1939, esta instituição é considerada um dos maiores museus do ouro do mundo. A exposição é composta principalmente de peças pré-colombianas feitas, é claro, do brilhante metal.

Museu Del Oro na Colombia

Museo Botero


Constituído a partir de doações do artista plástico colombiano Fernando Botero, o museu conta com 123 obras deste e mais 85 internacionais.

Destaque para artistas como Pierre-Auguste Renoir, Claude Monet, Eugène Boudin, Pablo Picasso, Joan Miró e Dalí.

Museu Botero na Colombia

Cerro Monserrate


Localizado a mais de três mil metros de altitude, o Cerro Monserrate mistura natureza, uma vista esplêndida e fé.

Ali, fica localizado o santuário do Señor Caído de Monserrate, um centro de peregrinação. Para subir, use o teleférico ou funicular e, se sentir-se mal, siga a tradição e tome um chá de coca.

Cerro Monserrate na Colombia

Catedral de Sal em Zipaquirá


Um lugar fantástico!

Mesmo com o preço salgado, vale à pena. Distante 1h30 da capital, esta catedral foi construída no interior das minas de sal de Zipaquirá.

Um santuário católico, que faz memória da Via Crucis de Jesus Cristo, dos mais célebres do país.

Mais dicas sobre este lugar:

– Reserve um dia inteiro para este passeio;
– O passeio dura pouco mais de 2h;
– Contrate um taxi e feche o preço. Eles levam e esperam até o passeio terminar;
– No final, conheça Usaquén, um bairro charmoso com muitos restaurantes.

catedral em zipaquira colombia

Zona T


A melhor noite da cidade.

Um lugar moderno, cheio de restaurantes e baladinhas. Se puder, experimente o restaurante Wok Zona T, com gastronomia tailandesa, chinesa, vietnamita e japonesa. Sensacional!

Finalmente, como em algumas outras cidades, fique atento aos taxis. Se puder, negocie ou contrate serviços indicados pelos hotéis.

Cartagena


Fundada em 1533, esta cidade ganhou este nome em homenagem à cidade homônima na Espanha. Por sua importância na história, o centro de Cartagena, conhecido como a cidade fortificada, foi declarado Patrimônio Mundial, pela UNESCO.

Mesmo com muito calor, este destino é único. Equipe-se com chapéu, filtro solar, roupas leves e, se puder, se hospede dentro da cidade, pois assim é possível fazer tudo a pé.

Além disso, relaxe em relação aos vendedores. Eles ficam em cima o tempo todo e, por lá, é algo normal.

Abaixo, alguns lugares imperdíveis:

por do sol em cartagena

Castelo de San Felipe de Barajas


Considerada a maior construção dos espanhóis no Novo Mundo, o Castelo de San Felipe de Barajas é um dos principais pontos turísticos de Cartagena.

Construído entre 1536 e 1657, o castelo protegia Cartagena dos ataques estrangeiros. No seu interior você encontrará quartos, labirintos, corredores e túneis, todos arquitetados para boicotar a invasão dos inimigos.

Castelo de San Felipe de Barajas na Colombia

Santuário San Pedro Claver


Dedicado a São Pedro Claver (seus restos mortais estão neste lugar) e construído entre 1580 e 1654, este templo se localiza no centro histórico da cidade. É considerado um Monumento Nacional.

Santuário San Pedro Claver na Colombia

Palácio de la Inquisición


A cidade de Cartagena foi sede do Tribunal de Penas do Santo Ofício. Este prédio abrigou os espaços próprios da inquisição até 1821, como câmaras de tortura, prisões e salas de julgamentos.

O lugar se transformou em museu em 1953 com o objetivo de contar uma parte da história colonial colombiana.

Palácio de la Inquisición na Colombia

Islas del Rosário


O parque nacional é um pequeno arquipélago formado por 28 ilhas com um dos recifes de corais mais importantes da costa deste país.
Se você não conhece o Caribe, vale à pena visitar este lugar!

Islas del Rosário na Colômbia

Dicas:


– Passear de charrete;
– Comer as frutas vendidas pelas Palenqueras. Estão espalhadas pela cidade, com roupas coloridas e sorriso no rosto!
– Comer crepes e waffles.

charrete na colômbia


Espero que esta breve descrição de Bogotá e Cartagena, esses destinos tenham entrado na lista de lugares que deseja conhecer.

Quem sabe nas próximas férias?

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024

Caribe

Dicas

Viaje no tempo e explore as peculiaridades deste país de povo hospitaleiro marcado por sua revolução, que cada vez recebe mais visitantes e cujo turismo encontra-se ainda em evolução.

Ao visitar Cuba, o turista tem a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre as características desta terra marcada pela famosa “Revolução Cubana” e seus movimentos de guerrilha comandados por Fidel Castro, Ernesto Che Guevara e Camilo Cienfuegos, que resultou na implantação de um sistema comunista de governo.

Destino certo para os amantes de carros antigos, Cuba exibe verdadeiras relíquias sobre quatro rodas. Modelos americanos das décadas de 1920, 30 e 40 desfilam frequentemente em meio às ruas estreitas e antigas.

Outro traço cultural forte está na tradicional música cubana, que surgiu de duas grandes influências do tempo da colonização. Caracterizada pela mistura de letras e melodias espanholas com o ritmo africano, sua música resultou nos estilos da rumba, mambo e salsa, entre outros.

Quem viaja para lá geralmente tem a impressão de que a ilha de Cuba é pequena, por desconhecer o fato de que este país contempla 15 províncias, algumas de tamanho considerável e que merecem ser visitadas.

Por hora, convido-os a explorar: Havana, capital cubana; e Varadero, principal ponto turístico de Cuba.

Havana


Cidade alegre, com casas de fachadas coloridas e de vida noturna agitada sob o ritmo da música latina, Havana, representa a verdadeira essência do país.

Ela nos convida a dançar em um dos muitos bares espalhados pela região, e a caminhar por suas ruelas empedradas, de aspecto antigo e nostálgico.

capital cuba havana

Malecón


Um dos seus passeios mais tradicionais é passear pelo Malecón, orla da capital urbana e também conhecido como o principal cartão postal da cidade.

Inicie sua caminhada pelo centro antigo e termine seu passeio ao pôr do sol, degustando um delicioso mojito.

malecón em cuba

Falando em mojito…


Esta é a bebida típica, que leva em sua composição rum, hortelã, limão e água com gás.

Inclua em seu roteiro uma parada na Bodeguita Del Médio, bar com mais de setenta anos de existência, que abriga fotos de famosos e recebe milhares de turistas anualmente.

Aprecie um habano, charuto de inigualável aroma e sabor, e experimente a seleção de pratos cubanos oferecidos pela casa.

mojito em havana

Plaza de La Revolución


E que tal conhecer o local onde Fidel Castro chegou a reunir mais de um milhão de pessoas?

A Plaza de La Revolución é um local bacana para se visitar e há quem diga que lá é possível sentir a forte energia da revolução comunista da ilha.

A praça contempla a mais alta torre construída em Cuba, onde pode-se observar a bandeira do país hasteada.

Plaza de La Revolución em cuba

Fortaleza La Cabaña


Aproveite o final de tarde para visitar a Fortaleza La Cabaña, construída no século XVII com o intuito de proteger a cidade, e assista a tradicional cerimônia do cañonazo.

A encenação acontece todos os dias, às 21 horas, e representa o momento em que os militares soltavam diariamente a bomba do canhão.

fortaleza em havana

Separe também um tempinho para conhecer:


– O Museu da Revolução, antigo palácio presidencial que retrata a história de Cuba;

– O Cabaret Tropicana, e seus shows grandiosos;

– Visitar o luxuoso Hotel Nacional (foto abaixo), que abriga um autêntico museu com fotos de muita gente famosa que ali já se hospedou;

– Experimente os deliciosos sorvetes cubanos conhecidos por serem muito cremosos.

hotel nacional em havana


Seguindo a nossa viagem por Cuba, nossa próxima parada é Varadero: divirta-se!

Varadero


Destino perfeito para quem gosta de muito sol, mar e água fresca, Varadero é conhecida como uma das mais belas praias do mundo.

Localizada a apenas 140 quilômetros de Havana, é muito frequentada por ricos e famosos, que buscam o destino exclusivamente para relaxar. A praia abriga encantos naturais de encher os olhos e agrada até os turistas mais exigentes.

Caracterizada pelas areias brancas, mar de água azulada e tranquila e por uma agradável brisa tropical, este destino convida os seus visitantes a explorar uma região farta em belezas. Lá você irá encontrar grutas, lagoas internas e recifes onde poderá praticar vários esportes.

E que tal aproveitar um dia para mergulhar com os golfinhos ou velejar pelos arredores?

mar de varadero em cuba

Resorts com all inclusive


À noite, permita-se jantar em um restaurante com música ao vivo, seguido de uma espichada em uma das muitas festas organizadas pelos grandes hotéis da região.

E por falar nisso, saiba que a cidade oferece inúmeras opções de resorts com sistema all inclusive, com tudo que você possa imaginar.

resort all inclusive em cuba

Aproveite sua estada para conhecer também:


Aproveite sua estada, para conhecer as belezas da região:

– Visite a Mansão Xanadu, prédio datado de 1930, que hoje abriga um luxuoso restaurante;

– Vá até o Parque Natural Punta Hicacos e encante-se com o Delfinário;

– Explore o Parque Nacional de Ciénaga de Zapata e contemple um dos maiores viveiros de crocodilos do mundo.

varadero em cuba

E as atrações não param por aí:


Alugue um carro ou um Coco Taxi (veículos no estilo Tuk Tuk muito comuns por lá) e percorra a península de um lado ao outro.

Reserve um dia para bater perna no centro da cidade, prestigie o artesanato local e leve na mala lembranças deste pedaço de paraíso.

coco taxi em cuba

Quer conhecer? Fica a dica:


A alta temporada acontece de novembro a março, mas viajar para lá entre abril e maio é relativamente mais barato e as temperaturas continuam altas.

Apesar do clima ser quente o ano todo, evite ir no período de junho a novembro, época de alerta a furacões e ciclones. No verão, as temperaturas ficam em torno de 27º, e no inverno a média é de 23º.

Vale lembrar que para entrada no país é necessário tirar um visto prévio, cujo procedimento é rápido e pouco burocrático. A moeda nacional é o peso conversível, conhecido como CUC.

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
Comments (0)
Dicas

Como definir Porto Rico? Um arquipélago de praias paradisíacas, próprias do Caribe. Um território Americano, organizado, com direito a outlets e fila de imigração no aeroporto. Uma antiga colônia espanhola, pontilhada por igrejas e fortes militares, construções características do colonialismo espanhol no Novo Mundo. A terra natal do ator Benicio del Toro e do cantor Rick Martin.

Ou tudo isso junto e misturado ao som de rumba e reggaeton? Neste texto, conheça um pouco mais deste lugar que promete fazer você se apaixonar.

Puerto nuevo

Praias e mais praias


Um arquipélago! Em um lugar como este, ainda mais no Caribe, você pode ter a certeza de que encontrará praias incríveis nos mais de 500 quilômetros de areias brancas. Alguns destaques imperdíveis:

Flamenco: a praia mais badalada, na ilha de Culebra, oferece aos viajantes um mar calmo, quase uma piscina, de cores incríveis. Além de linda, você ainda pode encontrar restos de antigos tanques de guerra, do tempo em que os EUA faziam ali exercícios militares.

Praia de Puerto Nuevo: essa praia é única e, por isso, imperdível. Protegida por rochas e com águas calmas, este lugar é atingido por ondas de até 10 metros que apenas borrifam água nos banhistas.

Ilha Mona: a pouco mais de 60 km da ilha principal, as águas claras da Ilha Mona oferecem uma visibilidade que pode chegar a mais de 50 metros. Paredões, cavernas, recifes, além da visita de golfinhos e baleias fazem deste lugar um paraíso para os mergulhadores.

BioBay em Porto Rico

Altas doses de Natureza


Mais do que praias exuberantes, Porto Rico tem natureza para todos os gostos. Espaços verdes para piqueniques; florestas cortadas por trilhas, córregos e quedas d`água e landscapes únicos, como Cueva Ventana e as cavernas (Porto Rico tem o segundo complexo do mundo) do Parque das Cavernas do Rio Camuy.

Já para os amantes dos esportes radicais, uma boa pedida é Toro Verde Nature Adventure Park. Finalmente, não perca de forma nenhuma a BioBay, lugar onde o mar fica brilhante, por conta da bioluminescência. A explicação simples nem de longe chega a beleza deste fenômeno da natureza.

Parque das Cavernas do Rio Camuy - Porto Rico

História das Américas


O passado colonial espanhol está presente na arquitetura e no clima de Porto Rico. Se você gosta de história, não perca alguns lugares incríveis como a Velha San Juan. Fundada em 1521, é o maior e mais bem preservado complexo arquitetônico da colônia espanhola na região. Por mais que tenha muito movimento, o tempo todo, abriga galerias de arte, museus, muitos cafés e lojas. Que foi uma vez, sempre acaba voltando.

Outro lugar legal para se conhecer é o Castelo São Cristóvão, também conhecido como Forte São Cristóvão. Finalizado em 1783, esta construção foi projetada para proteger a cidade de San Juan dos ataques de invasores.

Castelo São Cristóvão - Porto Rico

Compras! Afinal de contas, estamos nos EUA


Se tem algo que não pode faltar em terras americanas são os Outlets e Porto Rico também tem o seu! Grandes marcas, ótimos preços, tudo como em Miami! O Puerto Rico Premium Outlets fica na cidade de Barceloneta, cerca de uma hora de viagem de San Juan.

Se a sua vibe está nas últimas tendências, encontre na cidade de San Juan, a Avenida Ashford, no bairro de Condado. Em pouco menos de 100 metros, veja, compre e admire as marcas mais sofisticadas do planeta.

Com compras, natureza e praias e lugares daqueles que não se pode viver sem conhecer, Porto Rico é um daqueles destinos que surpreendem qualquer viajante. Se quiser saber mais sobre este território, entre em contato conosco. Vai que tem uma promoção.

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
Comments (0)
Dicas

Um dos destinos mais visitados do México, Cancún pode ser considerada um pedaço do paraíso na terra.

Com mais de 20 km de praias de areias finas, muita natureza e uma cultura fortíssima, a cidade é desejada por viajantes em busca de natureza, conhecimento e divertimento.

Confira abaixo algumas dicas para aproveitar ao máximo essa experiência.

Praias


As águas transparentes e cheias de vida são, sem dúvida, as marcas de Cancún. Entre elas, procure conhecer:

• A Isla Mujeres é pequena o bastante para ser percorrida inteira com carrinhos de golfe, disponíveis para aluguel. Além disso, é possível nadar com golfinhos.

• Já a Praia del Carmen fica um pouco mais afastada do centro, ao sul de Cancún. Com pequenas ruas, o lugar é próprio para passeios descompromissados. Nela também fica localizado o deck para embarcar em direção a Cozumel.

• Famosa pela barreira de coral que possui, a Isla Cozumel é um paraíso para os turistas. Mergulhar, se hospedar, se divertir, comer e nada mais.

Praia em Cancun

Passeios


• O Xcaret é um parque temático com mini zoológico, aquários, rios subterrâneos, praia e restaurantes. Algumas atrações como nadar com golfinhos e tubarões são cobradas á parte.

• A geografia de Cancún é peculiar. Visite os cenotes, buracos enormes no chão, por onde passam rios subterrâneos. Diz a lenda Maia que os vários cenotes espalhados pelo México são interconectados e serviam como passagem para o submundo.

Parque Xcaret em Cancun


• Entre os inúmeros espalhados pela região, confira o Rio Secreto. Muito bonito e um pouco menos radical que os outros, o passeio consiste em colocar um colete e descer o rio subterrâneo para ver paisagens incríveis. No caminho, um guia vai contando as histórias e características do lugar.

• Mergulhar com golfinhos é uma experiência única. Em muitos lugares, não é preciso pagar a entrada + o mergulho, como no centro de Cancún, na Isla Mujeres e no Dolphin Discovery. Não deixe de tentar, é emocionante.

Nado com golfinhos em Cancun

Hotéis


A maioria dos hotéis faz parte de grandes redes hoteleiras. Importante saber também que, mesmo hospedado no hotel X, é possível usufruir das comodidades de outros hotéis.

É importante buscar um hotel a beira-mar. Sem esse detalhe, o turista não terá acesso à praia, a não ser em lugares mais distantes.

Finalmente, se o viajante gosta de se aventurar na gastronomia local, é preferível optar por um pacote de hotel que inclua apenas com café da manhã. Desta forma, é possível visitar diferentes restaurantes durante a visita.

Zona hoteleira de Cancun

Noite


A Coco Bongo é uma mistura de casa de show com boate e, por isso, agrada a todos. Os espetáculos começam às 23h e contam com covers da Madonna, Beyoncé, Beatles e outros.

A bebida é liberada e o acesso depende do tipo de ingresso comprado: pista e vip. O primeiro tem clima de boate, muita gente e pouco espaço. Já o VIP fica localizado na parte de cima, com mesas e cadeiras, bem mais confortável.

Mesmo quem não gosta de badalação, vale à pena conferir.

Coco Bongo em Cancun

Preparação


É obrigatório que os turistas estejam vacinados contra a febre amarela para entrar no México.

A vacina, que é gratuita nos postos de saúde, deve ser aplicada com, no mínimo, dez dias de antecedência da viagem.

Devidamente vacinado, faça um cadastro no site da Anvisa. Este documento será trocado no aeroporto, na sala da Agência, pela carteirinha internacional de vacinação.

Espero que tenha gostado das dicas. Posso afirmar que é uma viagem fantástica.

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
Comments (0)
Dicas

Conhecida pelas praias banhadas tanto pelo mar do Caribe como pelo Oceano Atlântico, Punta Cana, na República Dominicana, é um dos destinos turísticos mais badalados da América Central.

Os cerca de 50 quilômetros de areias brancas, o mar cristalino, as palmeiras e as dezenas de Resorts all inclusive fecham o cenário perfeito para descansar.

Confira dicas da região que vão encher os seus olhos.

Ilha Saona


Descoberta por Cristovão Colombo, esta ilha é um dos lugares mais procurados pelos turistas. As belezas naturais estonteantes que possui a colocam, no adverso ambiente da Internet, como o lugar onde foi gravado o filme Lagoa Azul.

Verdade ou não, as praias, a aldeia de pescadores, e o clima próprio de uma ilha fazem deste passeio de um dia uma atividade imperdível.

Ilha Saona em punta cana

Coco Bongo


A famosa danceteria mexicana que faz sucesso em Cancun também está presente em Punta Cana. Para aproveitar a noite, a casa oferece shows de música e dança, sempre acompanhados por um público interessante e agitado. Sem dúvida, um lugar imperdível para quem procura altas doses de diversão.

Outra opção é a boate Imagine, que fica dentro de uma caverna e é um dos lugares mais conhecidos na noite de Punta Cana. O transporte para lá, normalmente, está incluído no valor do ingresso da danceteria.

Coco Bongo em Cancún

Praias


Punta Cana tem praias para todos os gostos, com atividades diversas para todas as vibes. Se a viagem é com a família e, principalmente, crianças, prefira as águas mais calmas da praia Bávaro.

Já se a ideia é pegar onda e ficar em um lugar um pouco mais agitado, procure as areias das Uvero Alto e Macao. De qualquer forma, o surf, mergulho com golfinhos, inúmeros passeios de barco e mergulhos espetaculares estão por toda a parte.

resorts uvero alto em punta cana

Resorts


O melhor de Punta Cana é ter acesso a todas as comodidades sem ter muito trabalho.

Para que isso seja verdade, a região é repleta de Resorts all inclusive que oferecem tudo aos visitantes: refeições, shows e facilidades de todos os tipos.

resort em punta cana


Corra e reserve sua viagem a Punta Cana para o próximo verão!

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
Comments (0)
Dicas

Uma ilha no Caribe, uma religião da paz, um estilo de música inconfundível.

A combinação de características históricas, culturais e naturais fazem da Jamaica um dos destinos caribenhos mais procurados pelos viajantes de todo o mundo.

Conheça os melhores destaques naturais e culturais desta ilha. Eles te deixarão com água na boca.

Natureza


O nome Jamaica significa, em sua origem, “terra dos mananciais”. Com esta explicação, já se pode imaginar a quantidade de cachoeiras, rios e praias do lugar.

Todo o cenário ainda oferece um clima quente o ano todo, um presente para aqueles que desejam sol, independente do mês.

Confira alguns lugares imperdíveis:

jamaica


Island Gully

Uma cachoeira perfeita com um grande lago azul. Quer mais do que isso?

Negril Cliffs

Um lugar lindo que mistura história, mar de água transparentes, penhascos e um bar. Muitos visitantes ficam no Rick`s Bar e aproveitam a vista deslumbrante.

Negril cliffs em jamaica


Dunn’s River Falls and Park

Todos que chegam aqui ficam impressionados. Uma série de quedas d’água que desembocam direto no mar. Um lugar mágico feito pela natureza.

Frenchman’s cove

Uma praia muito exclusiva e paradisíaca. Em formato de ferradura, as areias ainda recebem um rio de águas transparentes. Um lugar que, com certeza, te fará pensar em se mudar para lá.

Frenchman's cove na jamaica

Cultura


Produto da mistura histórica entre nativos aruaques, espanhóis, negros africanos, ingleses e imigrantes pós-abolição, a Jamaica é um caldeirão cultural.

Duas manifestações se destacam entre tantas: o reggae, representado mundialmente por Bob Marley e o Rastafarianismo, religião nascida na ilha.

Alguns destaques culturais:

Museu do Bob Marley

Mesmo simples, o local pode ser uma ótima pedida para mergulhar no universo do mestre do reggae. O quarto, o ambiente, os mesmos ventos que inspiraram o compositor a escrever músicas reconhecidas em todo mundo, principalmente, por conta do apelo ao amor e à paz.

Bob-Marley museu na jamaica


Ahhh…Ras Natango Gallery and Garden

Uma mistura perfeita entre natureza e arte, regada à hospitalidade jamaicana. Uma boa oportunidade para imergir na rica cultura da Jamaica.

Rastafari Indigenous Village

Um ótimo lugar para entender as características do movimento rasta. Na visita a esta vila, que dura um dia todo, o visitante aprenderá sobre plantas medicinais, as raízes da crença rasta e viver uma experiência única. No final, ainda pode nadar em fantásticas piscinas naturais.

jamaica


Poucos lugares oferecem tanto em termos culturais e naturais como a Jamaica. Características que transformam esta ilha em um destino imperdível para quem gosta de viajar e conhecer!

a1.zoedeastudio.com
25 abr 2024
Comments (0)

Brasil Afora 🇧🇷

Dicas
Comments (0)

Quando chega o inverno, alguns destinos brasileiros tornam-se desejo de muitos viajantes. Alguns fogem para o calor, outros querem mesmo é intensificar o frio, algo difícil em nosso país tropical. E se o objetivo é vestir um cachecol, luvas e um belo gorro, o melhor lugar para se ir está no Sul do Brasil, mais especificamente Gramado e Canela.

Aproveitando que estamos nos aproximando do inverno propriamente dito, vamos falar de algumas coisas para se fazer nessas duas cidades, que atraem milhares de pessoas todos os anos. Se você já conhece, relembre. Se ainda não foi, aproveite, faça sua mala com alguns casacos e vá conhecer!

lago negro em gramado

A arte de passear


Gramado e Canela são duas cidades lindas. As ruas são bem cuidadas, as lojas se apresentam em grande número e as casas marcam o lugar com uma arquitetura própria das colônias alemãs. Portanto, quando for a Gramado e Canela, simplesmente ande.

Em Gramado, estacione o carro perto da Praça das Etnias e caminhe até a Avenida Borges de Medeiros. Ali, visite a Igreja, a Rua Coberta e explore as dezenas de estabelecimentos comerciais dos dois lados da rua. Lembre-se de parar para um café e para admirar a cidade.

Já em Canela, se estiver com disposição, pare o automóvel perto do Posto Ipiranga na Avenida Osvaldo Aranha e vá até a Catedral de Pedra. Neste percurso, você conhecerá a principal rua da cidade com lojas e restaurantes.

fondue em gramado

Hora de comer


No frio, algumas pedidas são obrigatórias. E você pode encontrá-las tanto em Gramado como em Canela. Rodízios de Fondue são perfeitos para um jantar daqueles. Já os de Galeto encaixam em um almoço farto e saboroso. Além deles, cafés coloniais, pizzas, parillas e comida caseira completam o cardápio.

Para o final da tarde, vale ir até as dezenas de lojas de chocolate para um bom café. Finalmente, em Gramado, não perca, na Praça das Etnias, o pão com linguiça feito na hora pelos colonos: simplesmente perfeito.

hotel em gramado

Onde dormir


Tanto em Gramado como em Canela, as opções de hospedagem são fartas e variadas. Desde pousadas mais simples e baratas até hotéis de alto padrão. Tudo depende, é claro, do período e da antecedência da reserva.

Mini mundo em canela

Parques e Atrações


Gramado e Canela têm parques e museus para todas as idades e gostos. Destaque para: Snowland (onde você pode esquiar e tudo com neve artificial, é claro), Minimundo (um grande espaço com miniaturas de cidades), Parque Terra Mágica Florybal (passeio cheio de dinossauros para crianças) e Aldeia do Papai Noel. Além deles, existem museus de cera, de carros, de motos, da moda, do trem e até mesmo um Zoológico, considerado um dos melhores do Estado.

Parque do Caracol em Canela

Natureza


A natureza da Serra Gaúcha é exuberante. Cachoeiras, lagos, florestas e bosques fazem desta região um lugar perfeito para namorar e passear perto da natureza. Em Canela, não perca de forma alguma o Parque do Caracol, um passeio lindo e surpreendente, no qual a natureza mostra a que veio. Em Gramado, passe uma tarde no Lago Negro: uma ótima pedida para uma caminhada depois do almoço.

Aproveite que o frio está chegando e garanta um inverno de primeira em Gramado e Canela.

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

Localizado no Estado do Mato Grosso do Sul e parte do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, o município de Bonito é um polo de ecoturismo reconhecido em todo o mundo. As belezas naturais são as principais atrações do lugar, com destaque para as piscinas de águas transparentes em grutas e cavernas.

Diferentemente de visitar grandes cidades, visitar Bonito é conhecer uma cultura com forte influência indígena (Índios Kadiwéu e Terenas) e viver a natureza de forma plena e surpreendente.

Imaginando os pés na terra e araras e tucanos cruzando o céu, confira os principais atrativos do local:

1. Gruta do Lago Azul


Transformada em Monumento Natural, a Gruta Azul tem mais de 100 metros de descida e o lago, 80 metros de profundidade. O lugar oferece uma verdadeira exposição de estalactites e estalagmites de várias formas e tamanhos.

Mais do que a beleza estonteante, o mistério é uma marca registrada, característica que dá liberdade à imaginação: além da presença de fósseis de tigres dente de sabre e preguiças gigantes, ninguém descobriu ainda de onde vem as águas que abastecem o local.

Uma experiência imperdível. (Passeio com cerca de 3h de duração. A entrada de crianças até cinco anos é proibida).

Gruta do Lago Azul

2. Flutuação no Rio da Prata


Localizado no município de Jardim, ao lado de Bonito, o rio da Prata oferece um passeio impressionante, iniciado a partir das nascentes do rio Olho d’Água, um de seus afluentes.

Munidos de máscaras e snorkel, os turistas deixam seus corpos serem levados pela leve correnteza, enquanto exploram a rica e diversa vida do lugar. (Menores de oito anos não podem participar).

Flutuação Rio da Prata

3. Ceita Corê


As trilhas, nascentes e cachoeiras são destaques em um cenário rural e aconchegante. Previsto para um dia inteiro, aproveite o passeio para cavalgar, experimentar comidas típicas e explorar este lugar que significa em tupi-guarani “Terra de meus filhos”.

Ceita Corê

4. Abismo Anhumas


Com duração prevista de meio dia de passeio, esta caverna é o cenário perfeito para amantes de esportes radicais, como o rapel. São 72 metros de descida vertical.

Na base da caverna, existe um deck flutuante sobre um lago de água cristalina com cerca de 80 metros de profundidade. Um ótimo prêmio para quem completar o percurso.

Abismo Anhumas

5. Lagoa Misteriosa


Imagine um lugar dentro de um grande buraco (tecnicamente chamado de dolina) com 75 metros de profundidade, rodeado por uma densa floresta.

Neste local, há uma lagoa incrivelmente transparente com mais de 220 metros de profundidade, uma das mais profundas do Brasil. Apenas o cenário, portanto, é o suficiente para alimentar por tempo indeterminado sua imaginação e fazer a alegria de todos os visitantes.

Lagoa misteriosa

6. Gastronomia


Visitar lugares incríveis, andar bastante, suar a camisa e praticar esportes radicais são atividades que causam uma fome terrível. Não se preocupe, pois a aventura continua em Bonito quando o assunto é comida.

Experimente a Chipa (tipo de pão de queijo paraguaio), a Sopa Paraguaia (bolo salgado), os peixes pacú e piraputanga e a exótica carne de jacaré.

peixe gastronomia

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

Sabe aquele destino que oferece vários atrativos, e que agrada praticamente todos os gostos?

Minas Gerais é assim.

Um Estado desenvolvido que conserva, ao mesmo tempo, aquele ar interiorano e um povo alegre e acolhedor.

A região oferece inúmeros atrativos: a capital com prédios enormes e muitas opções de lazer; as majestosas montanhas que guardam tesouros naturais e artísticos; as pitorescas cidades históricas reconhecidas pelas belezas e riquezas.

E como descrever as belas reservas ambientais e estâncias serranas presente em todo o cenário mineiro? Como a diversidade de atrações é grande, selecionamos algumas dicas sobre os destinos mais procurados pelos turistas:

– A capital mineira, Belo Horizonte;

– O Instituto Inhotim, em Brumadinho;

– A Minas artística, em Ouro Preto;

– A Minas histórica, em Tiradentes.

Boa leitura!

Belo Horizonte


Ao viajar para Minas Gerais, não deixe de conhecer a capital mineira e aproveitar o que esta metrópole tem a oferecer.

● Hotéis. No momento da escolha do local para hospedagem, leve em consideração o charme e tranquilidade dos bairros Savassi e Lourdes.

● Passeios. Ficar em BH é escolher o coração de Minas. Estrategicamente posicionada, a cidade permite fazer passeios diários para outras cidades. Consulte as empresas de receptivo que fazem este tipo de serviço.

belo horizonte


● Durante sua estada, não pode faltar uma ida aos tradicionais botecos. Visite, por exemplo, o Mercado Central e aprecie a farta culinária mineira e uma boa dose de cachaça artesanal. Como diriam os mineiros: “êta trem bão demais sô!”.

● Reserve também pelos menos um dia para fazer um tour básico pela cidade. Inclua neste roteiro a Praça da Liberdade, com seus lagos, jardins, fontes e edificações; o Museu de Artes e Ofícios, que contempla peças datadas dos séculos XVIII, XIX e XX; e o Complexo da Pampulha, projeto de autoria de Oscar Niemeyer que harmoniza a arte humana e as belezas naturais da lagoa homônima.

Complexo da Pampulha em minas gerais

Ouro Preto


Destino certo para quem gosta de apreciar construções históricas e caminhar sem pressa em meio a ruas tranquilas. Ouro Preto é uma cidade que exala charme e que nos transporta a meados dos séculos XVII e XVIII, época de ouro de minas e da Inconfidência Mineira.

O estilo barroco está fortemente presente na arquitetura dos prédios históricos que se estendem por toda a região. E não é por menos que esta charmosa cidade carrega o título de Patrimônio Histórico da Humanidade: Ouro Preto abriga o maior conjunto arquitetônico do barroco brasileiro.

bairro de ouro preto em minas gerais


● Igrejas. Lá são preservadas até hoje verdadeiras “relíquias” como as igrejas São Francisco de Assis, obra-prima assinada pelo famoso Aleijadinho; e Nossa Senhora do Pilar, cuja quantidade de ouro em seus detalhes está avaliada em mais de 400 quilos.

● Colônia. Quando estiver em Ouro Preto, passeie pela antiga “Vila Rica”, com suas ladeiras de paralelepípedo e belas construções em estilo colonial. Durante todo o passeio, o viajante será presenteado com a visão de charmosas capelas, museus e chafarizes.

Atenção aos horários de funcionamento das atrações. Algumas cobram ingressos e vários locais não permitem o uso de câmeras fotográficas e filmadoras em seus interiores.

igreja de ouro preto em minas gerais

Instituto Inhotim


Um grande parque temático de arte contemporânea ou um imenso conjunto de galerias a céu aberto? É difícil encontrar palavras que definam a grandiosidade do Instituto Inhotim, de Brumadinho.

Nesta pequena cidade, distante a apenas 60 km de Belo Horizonte, fica localizado o maior centro de arte contemporânea ao ar livre da América Latina.

Durante toda a visita, o turista vai viajando entre uma obra e outra, ao mesmo tempo em que acompanha as belezas naturais do parque. Desta forma, mesmo para os leigos em arte, o passeio não se torna algo maçante. Pois, no percurso entre uma galeria à outra, é possível distrair a vista e contemplar as belezas locais.

Se você gosta e entende um pouco mais de arte, a dica é ficar hospedado em alguma pousada da região e conhecer o parque em dois dias, de modo a aproveitar tudo que ele oferece.

É importante lembrar: às segundas-feiras, praticamente todos os estabelecimentos fecham; se quiser economizar, dê preferência por visitar o parque às quartas-feiras, dia em que a entrada é gratuita.

Instituto Inhotim em minas gerais

Tiradentes


Este é um local ideal para descansar, comer bem, e namorar. O clima romântico da região e as opções de pousadas charmosas são convites irrecusáveis aos casais. O cenário fica completo com ruas estreitas, calçamento em pedras, casarões antigos e belas igrejas de arquitetura barroca.

Durante o dia, aproveite para apreciar as coisas simples de uma cidade interiorana: passeie pelo centrinho antigo, procure saber mais sobre a história local e deixe seus sentidos absorverem a deliciosa sensação de voltar ao tempo em uma das cidades históricas mais bem preservadas do Brasil.

À noite, aproveite as inúmeras opções de restaurantes que a cidade oferece, e deixe-se envolver pela mistura de cheiros e sabores da culinária tradicional mineira. Ao visitar Tiradentes, deixe o regime de lado e permita-se experimentar. Brincadeiras à parte, o destino realmente oferece ótimos restaurantes.

tiradentes em minas gerais


Leve na mala roupas e calçados confortáveis, protetor solar e, principalmente, não esqueça a máquina fotográfica.

Dê preferência por visitar o local entre os meses de abril a setembro, quando as temperaturas são mais fresquinhas e o clima é seco.

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

Conheça um pouco mais deste destino que recebeu o título de uma das Novas Sete Maravilhas da Natureza e fique por dentro de tudo que tem lá para conhecer.

1. Cataratas do Iguaçu


Sem dúvida alguma este passeio fará você ter uma experiência inesquecível. Neste destino o viajante terá contato direto com a natureza e poderá usufruir de tudo que ela tem a oferecer. Lá você irá escutar o canto dos pássaros, ver animais da fauna local caminhando livremente em meio aos turistas e sentir a brisa gostosa que vem das cataratas.

O passeio pode ser feito pelo lado brasileiro ou então pelo argentino. Quer saber qual é mais bonito de visitar? A resposta é simples: os dois! As belezas destes parques é muito singular, pode-se dizer até que eles se complementam e por isso é impossível dizer qual é o mais bonito.

Então, vamos começar pelo lado brasileiro que oferece uma estrutura maior para o turista. O parque é enorme e o trajeto é feito em um ônibus panorâmico que faz o percurso até o mirante das cataratas. Durante o trajeto, os passageiros podem descer para fazer as trilhas a pé ou então embarcar em uma aventura emocionante fazendo o passeio de bote Macuco Safari.

Já no lado argentino, o turista tem a opção de fazer parte do passeio em um trenzinho que leva até a entrada das trilhas. Sem dúvida, todos os turistas que vão para o parque de Puerto Iguazú querem ver a sua principal atração que é a Garganta do Diabo, nome dado à queda com maior fluxo das Cataratas do Iguaçu.

Os dois lados possuem uma boa estrutura para receber os turistas, contam com estacionamento, hotel, praças de alimentação e trilhas de fácil acesso para caminhadas.

Cataratas do Iguaçu

2. Usina de Itaipú


2. Usina de Itaipú Outro local que merece ser visitado é a Usina Hidrelétrica de Itaipú. Você irá se deslumbrar com esta gigantesca obra da engenharia moderna, também considerada como a maior usina hidroelétrica em produção no mundo.

O local oferece várias atrações, sendo a Visita Panorâmica o seu passeio mais tradicional.

3. Parque das Aves


Este parque é considerado como um dos maiores parques de aves da América Latina. O lugar é muito bonito e oferece uma imersão total com a natureza.

Durante todo o passeio, o visitante entra em vários viveiros onde tem contato direto com as aves. Fica localizado bem próximo ao Parque Nacional do Iguaçu, e por isso geralmente indicamos fazer estes dois passeios no mesmo dia para um melhor aproveitamento da viagem.

Tucano Parque das Aves Foz do Iguaçu

4. Marco das Três Fronteiras


E que tal poder contemplar o local que simboliza o encontro de três grandes nações da América do Sul? ArgentinaBrasil e Paraguai.

O Marco das Três Fronteiras representa também a realidade da região, cujas fronteiras são muito próximas. No local também é possível acompanhar o encontro dos Rios Iguaçu e Paraná, através de um mirante construído do lado brasileiro.

Vale a pena dar uma passada por lá para tirar algumas fotografias e admirar a natureza local.

Marco das Três Fronteiras Brasil

5. Templo Budista


Também tem aqueles que procuram o destino exclusivamente para visitar o Templo Budista, que foi construído estrategicamente num ponto alto da cidade onde é possível contemplar Foz do Iguaçu e Ciudad del Este.

O local exibe belos jardins, onde ficam dispostas 120 estátuas, cada qual com o seu significado. Além disso, você ficará encantado com a estátua de Buda, que tem 7 metros de altura e cria uma atmosfera mágica ao local

.Templo Budista Foz do Iguaçu

6. Compras no Paraguai


Outro passeio tradicional na região é atravessar a Ponte da Amizade para um tour de compras na Ciudad del Este. São centenas de lojas, milhares de artigos e você vai perder a noção do tempo com a quantidade de coisas que tem lá para comprar.

A ponte tem uma extensão de 550 metros e pode ser atravessada a pé ou então com serviço de taxi ou transfer. Dê preferência por fazer este passeio com alguma empresa de receptivo que poderá auxilia-lo nas compras e fazer o seu transporte com mais segurança. Além disso, sempre é bom pesquisar antes em qual loja comprar, principalmente se você busca por artigos eletrônicos.

É importante lembrar que você está ingressando em outro país e por isso deve portar seus documentos originais. Fique atento às compras, lembre-se que existe uma cota fixa e que no retorno ao Brasil você terá que passar pela Aduana Brasileira para regularizar o que comprou.

Bandeira Paraguai

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

A selva de pedra de uma das maiores metrópoles do mundo guarda tesouros incríveis para aqueles que gostam de sofisticação e cultura. Com um bom mapa nas mãos, é possível viver, em um curto período de tempo, muitos mundos nas ruas da capital mais rica do país.

Confira algumas dicas e ponha o pé na estrada.


MASP

A construção icônica, exemplar da arquitetura brutalista, cravada na Avenida Paulista, oferece aos amantes das artes uma agenda movimentada de exposições, além do acervo permanente.

Desde 2008, faz parte do Clube dos 19, pois seu acervo é considerado um dos mais representativos em arte europeia do século XIX, como o Musèe d´Orsay, The Art Institute de Chicago e Metropolitan de Nova York.

MASP em são paulo


Catedral de Sé

Avance até a Catedral da Sé, uma linda construção com uma história épica, iniciada em 1591. Em seu interior, visite os sarcófagos do cacique Tibiriça e do padre Feijó.

Bem diante da catedral, está o Marco Zero da cidade de São Paulo. O monumento indica a direção outras cidades e Estados brasileiros, como Rio, Minas e Mato Grosso.

Centro Histórico

O coração da cidade de São Paulo conta muito da história do Brasil. Em suas ruas, conheça o Pátio do Colégio, lugar que recebeu a primeira construção da cidade. Nele, visite ainda o Museu de Arte Sacra, instituição com um rico acervo de arte e com objetos que explicam a história de São Paulo.

Se Catedral Interior em são paulo


Mosteiro de São Bento

Conheça também o Mosteiro de São Bento, com mais de 400 anos de história. O local oferece uma oportunidade de conhecer a liturgia da Igreja Católica. Destaque para as missas com Canto Gregoriano e Órgão.

Estação da Luz

Na mesma linha cultural, vá até a Estação da Luz e admire os vitrais em art deco. Ainda dentro da construção, visite o Museu da Língua Portuguesa e mergulhe na interatividade.

Teatro Municipal

Por fim, confira a lista de apresentações do Teatro Municipal de São Paulo e conheça esta beleza de construção, inspirada na Ópera de Paris.

Bairro da Liberdade

A Liberdade, como é conhecido, abriga a maior colônia japonesa do mundo. Vale passear por suas ruas e conhecer um pouco desta região turística e cultural da cidade de Sampa.

Parque do Ibirapuera

Presente para a cidade pelo aniversário de 400 anos, este parque foi considerado pelo The Guardian, jornal inglês, como o mais charmoso do planeta (2015). Seu projeto arquitetônico concebido por Oscar Niemeyer é mais um motivo para uma caminhada tranquila pelo lugar.

Parque ibirapuera em são paulo

Compras


Se a ideia é fazer umas comprinhas, visite a rua Oscar Freire e suas lojas de luxo, ou a 25 de março, bem mais popular. No Brás, a diversidade dita as regras e, no Bom Retiro, fique por dentro de novas tendências da moda.

Gastronomia


Este é um dos pontos em que São Paulo se destaca com muita vantagem em relação a todas as outras cidades do Brasil. Sampa permite que moradores e visitantes experimentem uma diversificada e premiada gastronomia.

Para se ter uma ideia, a cidade possui um dos 50 melhores restaurantes do mundo e muitos outros de elegância muito acima da média. Destaque para D.O.M. (do chef Alex Atala), Figueira Rubayat e Fasano.

Mais popular, experimente o sanduíche de mortadela do Mercado Municipal, os pastéis nas muitas feiras espalhadas pela cidade, as deliciosas pizzas, as cantinas italianas do Bexiga e, claro, a comida japonesa na Liberdade. Recentemente inaugurado, vá até o Eataly, um mercado gourmet italiano imperdível

Mercado Municipal em são paulo


São Paulo é logo ali.

Um final de semana ou 15 dias, sempre vale à pena.

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

Cachoeiras não são apenas quedas d`águas. São obras de arte da natureza cheias de magia e energia positiva. Os recortes perfeitos da mata, os sons da floresta, a profusão de cores, as pequenas cavernas ocultas, o lago e, é claro, a coluna de água compõem um cenário ideal. Perfeito para meditação dos estressados, exploração dos pequenos e trocas de juras de amor dos apaixonados.

Bom, chega de conversa e vamos conhecer cinco cachoeiras imperdíveis em nosso território, uma em cada região. Se você já as visitou, relembre. Caso contrário, sempre há tempo de viajar, explorar e conhecer.

cataratas do iguaçu

Cataratas do Iguaçu (PR)


Aqui não temos apenas uma; são mais de 260 quedas – algumas com até 82 metros de altura – espalhadas por uma grande reserva ambiental. Não há vídeo ou descrição que explique a emoção de se aproximar deste colosso da natureza. Perto dele, percebemos o quanto somos pequenos diante da força e grandiosidade do nosso planeta. Já foi, volte e leve filhos e netos. Ainda não conseguiu ir? Vá, simplesmente, vá.

cachoeira tabuleiro em minas gerias

Cachoeira do Tabuleiro (MG)


Uma das quedas mais altas do Brasil, com 273 metros, esta cachoeira, localizada na Serra do Espinhaço, exemplifica o que falamos no primeiro parágrafo deste texto. Muito além da água, o paredão de pedra, os poços, lagos e riachos encantam aqueles que se atrevem a se aproximar. Recomenda-se contratar um guia, pois o caminho se revela um pouco difícil. Mas como dizem por aí, sem adrenalina, não vale à pena.

boca da onça em bonito

Cachoeira Boca da Onça (MS)


Maior do Mato Grosso do Sul, a Boca de Onça, além de linda, é generosa com aqueles que a visitam. Suas águas cristalinas, que despencam de um cânion de 156 metros, convidam para a prática de rapel. Já o rio que recebe a corrente de água se oferece para a prática da flutuação. Tudo junto e misturado, hipnotiza aqueles que apenas desejam relaxar e se conectar com a natureza.

chapada da diamantina

Cachoeira Buracão (BA)


Sabe quando algo é tão impressionante que a cabeça demora a entender? Então, a Cachoeira do Buracão está nesta esfera mágica de lugares que não podem ser explicados, apenas admirados.
Vença a natureza com caminhadas, pequenas escaladas e nado e contemple o trabalho de milhares de anos de vento, água e terra. Apenas contemple.

cachoeira el dourado

Cachoeira El Dourado (AM)


Os 353 metros de altura colocam esta cachoeira no primeiríssimo lugar em altura no país. Além do show das águas, o local é apenas parte de uma região espetacular, repleta de rios, ilhas, praias, flora característica e grande diversidade de vida animal.

A natureza foi extremamente bondosa conosco. A nós, só nos resta conservá-la e conhecê-la. E você, já tomou um banho de cachoeira em 2017?

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

A capital do Espírito Santo tem se revelado um destino turístico muito procurado por brasileiros que desejam conhecer melhor o próprio país. Além da localização privilegiada, a pouca distância de outras regiões como Sul e Nordeste, Vitória oferece praias, cultura e história na dose certa para qualquer tipo de viajante.

Neste texto vamos explorar cinco pontos turísticos que devem ser visitados em Vitória, seja em uma primeira visita ou para matar a saudade.

Ilha do Boi


Bairro nobre da capital capixaba, a Ilha do Boi não é mais uma ilha. Depois de alguns aterros, o local se juntou a ilha de Vitória, mas manteve sua condição de praias mais badaladas da cidade. A praia da Esquerda (ou Praia Grande) é muito procurada pelos banhistas com águas claras e mansas. A praia da Direita, por sua vez, é menor e mais vazia. No entanto, carece de estrutura, como as barraquinhas presentes na irmã maior.

pedra da cebola espírito santo

Parque da Pedra da Cebola


Um grande espaço verde no norte do município que oferece muito ar livre para caminhadas e passeios com as crianças. Além de animais e locais para esporte, o parque tem uma grande pedra esculpida pela natureza que parece uma cebola gigante.

Parque da Fonte Grande


Localizado na área central da Ilha de Vitória, o parque é o lugar ideal para relaxar e ter contato com a natureza. São diversas trilhas encravadas na vegetação característica das encostas da Mata Atlântica. Destaque para o ponto mais alto do parque com 309 metros de altura.

Praia de Camburi


Com forte estrutura hoteleira e de restaurantes, a Praia de Camburi é a maior da capital, com seis quilômetros de extensão. Localizada na parte continental da cidade, é um ótimo lugar para caminhadas e para se hospedar.

Convento de Nossa Senhora do Monte do Carmo


Localizado no centro histórico de Vitória, este convento é passagem obrigatória para visitantes que curtem cultura e história. Fundado em 1682, o convento já foi até quartel militar. Aos turistas, são oferecidas visitas guiadas e gratuitas, de quarta a domingo, das 13h às 17h.

Ilha do Boi Vitória no Espírito Santo

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

Sobre o Pantanal já foram feitos filmes, novelas e livros. A quantidade de fotografias e programas do Globo Repórter beiram o infinito, mas nada, nada mesmo, se aproxima de estar, ao vivo, em carne, osso e máquina fotográfica em um dos lugares mais incríveis e ricos do planeta.

A seguir, vamos passar quatro dias neste ambiente único com mais de 250 mil quilômetros quadrados de extensão e que avança por três países diferentes.

pôr do sol pantanal em bonito

Preparação


Existem algumas rotas para se chegar ao Pantanal. Confira com sua agência o melhor caminho:

• Pantanal Norte: por Cuiabá (MT) se chega mais fácil às cidades de Barão de Melgaço, Cáceres e Poconé. Aqui, a água sobe em fevereiro ou março e leva pouco mais de um mês para baixar. Já no sul…
• Pantanal Sul: os aeroportos de Corumbá e Campo Grande são as portas de entrada para as cidades de Aquidauana, Corumbá, Miranda e Porto Murtinho. O avanço da água por aqui só chega depois de maio, por isso, se você quer ter mais mobilidade, venha nos primeiros meses do segundo semestre.

Decidido para que lado você vai, hora de escolher o tipo de viagem. Em geral, as hospedagens no Pantanal funcionam em três modelos:

• Pesca! Se você gosta deste esporte de persistência e paciência, este é o lugar perfeito para você. Sem frescuras, esses hotéis tendem a ser mais baratos e podem incluir saídas de barco nos preços.
• No barco! Para os roots de plantão, esta é uma ótima pedida para aqueles que querem dormir e fazer as refeições sobre as águas.
• Luxo! Os mais procurados por viajantes: os hotéis especializados em ecoturismo. Neles, refeições e passeios podem estar inclusos nas tarifas.

Tudo resolvido? Então separe roupas que cubram o corpo e sejam leves ao mesmo tempo (olha os mosquitos!). Arme-se com uns quantos repelentes contra insetos e prepare com carinho a sua câmera fotográfica de estimação. Na boa, é só disso que você vai precisar aqui.

Primeiro dia


Aproveite o primeiro dia de Pantanal para explorar as redondezas do hotel e conhecer um pouco mais sobre as opções de passeios. Com alguma sorte, você vai dar de cara com animais e cenários dignos do lugar.

Com a chegada da primeira noite, busque um passeio de barco pelo rio. Uma ótima oportunidade para encontrar animais de hábitos noturnos e acompanhar o show de cores com a chegada da escuridão. Jacarés, macacos, capivaras surgiram aqui e ali descobertas pela lanterna do guia.

Dica: não esqueça do repelente e de usar roupas que cobrem o máximo do corpo!

pantanal em bonito

Segundo dia


Tire este dia para continuar a explorar os rios. Entre em um barco e, agora, deixe os animais com hábitos diurnos fazerem a festa! Aves, peixes, mamíferos, ali, livres, bem na sua frente. Não esqueça da câmera fotográfica (se tiver uma lente objetiva, melhor ainda) e de colocar um traje de banho por baixo da roupa. Normalmente, este passeio termina com um mergulho para refrescar.

pantanal em bonito

Terceiro dia


Chega de rio (por enquanto). Se prepare para fazer uma trilha e explorar os caminhos de terra do Pantanal. Mais uma vez, os cenários são inesquecíveis. E os animais… Com sorte e com o radar do guia, você poderá ver veados, jacarés, dezenas de espécies de aves, como araras, tucanos e gaviões e, com alguma sorte, uma bela cobra (distante e dormindo). Ah! Não se preocupe com as onças, elas só aparecerem no entardecer.

Dependendo da duração deste passeio, ainda dará tempo para fazer um outro, agora sobre um cavalo. É uma aventura dupla: aproveitar o cenário e se equilibrar sobre os animais. Vale bastante à pena, principalmente se você se deparar com uma boiada (daquelas das novelas).

pantanal em bonito

Quarto dia


Que tal relaxar neste último dia? Então, equipe-se e entre na competição com as piranhas para ver quem pega o maior peixe. Ok…não é tão fácil, mas vale pela experiência. A pesca embarcada também permite uma última olhada naquele visual que você só encontra no Pantanal. De quebra, ainda dá para ver uma ariranha pescando também.

Aí você pergunta: tudo bem. Vi os animais, a flora, tirei fotos, mas não vai falar nada sobre comida? Claro, só deixamos para o final!

gastronomia pantaneira

Gastronomia pantaneira


Peixes, peixes e mais peixes. Mas não só peixes. O prato mais devorado pelos moradores é um conhecido dos gaúchos: o arroz carreteiro. Por mais que a carne não seja a mesma do sul do país. Outra opção sensacional é o caldo de piranha. Imagine algo bom…daquele tipo que você colocaria em uma garrafa para levar para casa. Então…

Se você gosta de massa e de carne de sol, uma boa pedida é o macarrão boiadeiro. Finalmente, prove o pintado, um peixe de rio super saboroso e a costela de Pacu, fritinha e à milanesa.

Gostou de ler este texto? Então imagina o quanto vai gostar de ir até lá! Se programe: o Pantanal te espera para ser descoberto mais uma vez.

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024

Nordeste Brasileiro 🇧🇷

Dicas
Comments (0)

Localizada a apenas 52km de Recife, no município de Ipojuca, Porto de Galinhas estampa os principais cartões postais de Pernambuco. O local recebe, durante o ano todo, turistas que buscam, acima de tudo, um local tranquilo para curtir as férias e descansar.

Conhecido como um dos mais badalados balneários do litoral pernambucano, o destino oferece hotéis para todos os gostos e bolsos. Quando o turista busca uma opção de hospedagem mais econômica, a melhor opção é ficar em uma das muitas pousadas distribuídas por toda a vila de pescadores. Caso esse não seja o seu caso, saiba que Porto de Galinhas abriga desde excelentes hotéis, até grandes resorts com regime all inclusive.

Porto de Galinhas aérea


De acordo com uma lenda, o lugar foi batizado de Porto de Galinhas, pois logo após a abolição da escravatura, os negros africanos continuavam sendo traficados clandestinamente na região. Como em Recife havia fiscalização, o desembarque acontecia em uma praia nos arredores, escondidos em engradados de galinhas d’angola. E como forma de comunicação entre os contrabandistas, era usada a expressão: “tem galinha nova no porto!”. E assim, surgiu o nome deste pequeno paraíso!

Veja algumas dicas de atrações imperdíveis para você visitar quando estiver lá:

Piscinas naturais


O passeio é feito de jangada e saí da Praia de Porto de Galinhas, que fica junto à vila de pescadores. Com destino às enormes piscinas naturais formadas na maré baixa, o percurso leva apenas cinco minutos. Lá o turista poderá tomar banho de mar, mergulhar e admirar os peixinhos com a maravilhosa dupla máscara + snorkel, geralmente disponíveis nas jangadas. Uma dica valiosa é o uso de calçados durante o passeio, para evitar machucados ao pisar no corais.

piscina natural Porto de Galinhas

Praias


Boa parte da orla de Porto de Galinhas é protegida por recifes de corais, que formam excelentes piscinas naturais para mergulhos. A exemplo disso, a Praia de Muro Alto é considerada uma das mais bonitas da região. Mais ao Sul, temos as praias de Serrambi e Cacimbas, caracterizadas por pequenas grutas escavadas pelas ondas. Além destas, Maracaípe também atraí muitos sufistas por conta de suas ondas e recebe campeonatos importantes.

Muro Alto Porto de Galinhas

Ilha de Santo Aleixo e Praia de Carneiros


A travessia feita por catamarãs é um dos passeios mais apreciados da região. A Ilha de Santo Aleixo, famosa pelos inúmeros naufrágios ocorridos nos arredores, atrai o interesse de mergulhadores. Já Carneiros está entre as praias mais belas do Brasil, pelas suas águas calmas e de temperatura morna. É um passeio que vale à pena conhecer!

Praia de Carneiros

Rio Macaraípe


Consiste em um passeio por manguezais e áreas de preservação do cavalo-marinho, um dos símbolos de Porto de Galinhas. No caminho, é possível visitar a sede do Projeto Hippocampus, que luta a favor da proteção da espécie.

Rio Maracaípe

Passeio de Buggy


Chamado de “ponta a ponta”, este passeio é um dos mais procurados na região. De maneira muito rápida e emocionante, o turista percorre as praias de Muro Alto e Pontal de Maracaípe. Atenção: por questões de segurança, é recomendável fazer este passeio com os motoristas cadastrados na Associação de Bugueiros.


Além disso, aventure-se pelas estreitas ruas da Vila de Pescadores e deslumbre-se com as inúmeras barraquinhas coloridas de artesanato e culinária local. No centrinho, dê preferência por andar a pé e aprecie as peças produzidas pelos moradores.

Quer viajar para lá nas próximas férias? Aproveite que ainda dá tempo! Consulte nossos pacotes promocionais para este destino e curta suas férias em alto estilo.

a1.zoedeastudio.com
abr 25, 2024
Dicas
Comments (0)

Um dos destinos mais desejados pelos brasileiros, segundo o Ministério do Turismo. Presente na maioria das listas internacionais de viagens obrigatórias e patrimônio mundial pela UNESCO.

A verdade é simples, mesmo que não tivesse todo este reconhecimento, Fernando de Noronha seria, ainda assim, um dos lugares mais impressionantes do mundo.

Formado por 21 ilhas de origem vulcânica, o arquipélago está a 360 quilômetros do continente e, por conta do isolamento geográfico, tem uma grande diversidade de flora e fauna específica da região.

Além disso, suas ondas marcam o lugar como um dos melhores picos para surfistas, os 50 metros de visibilidade de suas águas são convites irrecusáveis para os mergulhadores e suas formações rochosas, baías e praias, os cenários perfeitos para casais apaixonados ou famílias inteiras.

A distância natural e o controle do governo funcionam como barreira protetora. Por isso, o turista que deseja visitar Noronha precisa conhecer as regras e os caminhos para chegar lá. Confira abaixo algumas dicas sobre este passeio sensacional.

Fernando de Noronha

Preparação


Todos os visitantes são obrigados a pagar duas taxas para visitar Noronha.

• Para chegar à ilha é preciso pagar a Taxa de Preservação Ambiental, cobrada pelo governo do Estado de Pernambuco. Custa R$ 68,74 por pessoa/ dia.

• O ingresso ao Parque Nacional Marinho, que engloba cerca de 70% do arquipélago, custa R$ 99,00 para brasileiros e R$ 178,00 para estrangeiros e tem duração de até 10 dias de hospedagem.

Importante ficar atento, pois grande parte das praias do arquipélago tem entrada controlada. Sem o cartão magnético recebido ao pagar a entrada do Parque, nada feito.

Para não passar por sustos, o melhor é fazer os pagamentos antecipados, assim as filas são evitadas e se ganha tempo, valioso em um passeio como este.

Os sites que indicamos nos dois links acima são oficiais. Você pode adquirir seus ingressos online, imprimi-los e apresentá-los diretamente ao desembarcar no aeroporto de Fernando de Noronha.

Por do sol em Fernando de Noronha

Clima x Público


• Surfistas: o período entre dezembro e fevereiro é ideal para os surfistas, considerado a época do swell e de poucas chuvas.

• Mergulhadores: praticamente sem chuva e com o mar mais calmo, os meses entre julho e novembro deixam a água em condições ainda melhores para aqueles que gostam de se aventurar embaixo d’água.

• Baixa temporada: entre março e junho, como probabilidade de chuva é moderada, as promoções aparecem. Neste período o mar também é calmo e próprio para banho.

Surfista em Fernando de Noronha

Dicas gerais


Ao embarcar nesta aventura, não deixe de levar:

• Protetor solar;

• Repelente;

• Uma mochila: as praias mais bonitas não têm bar ou lugares para comprar bebidas e comidas. Levar o próprio lanche pode garantir um passeio sem hora pra voltar;

• Tênis: para fazer as trilhas com mais conforto, não esqueça o tênis. Leve em consideração que os caminhos são repletos de barro, areia, terra e água;

• Roupa com proteção solar: ótima opção para quem esta pensando em fazer trilhas;

• Snorkel, máscara de mergulho e nadadeiras: se você tem esse equipamento, leve. Caso contrário, será preciso alugar;

• Chapéu ou boné.

Locomoção


A ilha oferece três opções de locomoção:

• Ônibus: é possível pegar ônibus que percorre de um extremo ao outro da ilha em meia hora. Custa R$ 3,00;

• Taxi: oferece um pouco mais de conforto. Em Noronha, eles trabalham com tarifas tabeladas e a corrida mínima de R$ 19,00. Pergunte o preço da corrida antes de iniciar a viagem;

• Buggy: uma ótima opção para quem quer mais liberdade. A diária geralmente fica em torno de R$ 250,00 por dia, fora a gasolina, que gira por volta dos R$ 5,00 o litro. Em compensação, um tanque roda em média cinco dias, já que a ilha é pequena.

Buggy em Fernando de Noronha

A praia mais bonita do mundo


Com tudo pronto para a aventura, não deixe de visitar:

A Baía do Sancho.

Para chegar à praia mais bonita do mundo, o melhor caminho é também o mais longo. Faça o seguinte:

• Vá até o Posto de Informação e Controle (PIC) do Sancho;

• Depois de entrar, não pegue a trilha direta. Siga pela baía dos Golfinhos. De lá, finalmente, chegue à baía do Sancho;

• A vista é linda, mas não deixe a vontade de mergulhar vencer. Antes de chegar à praia (acesso por uma escada), vá até o final da trilha para chegar ao mirante com a melhor vista da baía dos Porcos e do morro Dois Irmãos;

• Com os olhos e a máquina fotográfica saciados, desça a escada e alcance a praia. Mesmo assustadora, a princípio, a escada não é tão difícil quanto parece. Além disso, o prêmio pela aventura vale à pena. Não se esqueça de levar água!

Praia do Sancho em Fernando de Noronha

Outros lugares imperdíveis


Cacimba do Padre

Local do campeonato mundial de surfe, essa praia tem uma grande extensão de areia e é um point para os apaixonados pelo surfe. A partir dela é possível caminhar até a baía dos Porcos pela areia, com a maré baixa, é claro.

Praia Cacimba do Padre em Fernando de Noronha


Baía dos Porcos

O único acesso é pela areia, na maré baixa, a partir da Cacimba do Padre. Nesta baía, fica o morro Dois Irmãos, famoso cartão postal de Noronha.

Morro Dois Irmãos na Baía dos Porcos


Praia do Porto

Um pouco mais urbana, esta praia oferece algumas opções de lazer, como stand up, mergulho e caiaque. Além de ter algumas barraquinhas que vendem comidas e bebidas. Aqui, vale destacar um naufrágio. Se quiser, equipe seu snorkel e máscara e nade até um barco afundado a poucos metros da areia.

Baía do Sueste

Conhecida como praia das tartarugas, é também um posto de pesquisa do projeto Tamar. O lado esquerdo da praia é vedado aos visitantes, por conta das pesquisas. Do lado direito, porém, é possível fazer mergulhos ou até mesmo contratar um guia (cerca de R$ 40,00) para levá-lo diretamente às tartarugas. Vale muito à pena.

Trilhas


Mesmo para aqueles que não são fãs de trilhas, vale à pena enfrentá-las em Noronha. Algumas delas devem ser marcadas com antecedência no iCMBio. São elas:

Trilha dos Abreus

Uma das mais curtas da ilha, oferece aos visitantes uma piscina natural. Em seu trecho final, é preciso usar uma corda. Pode ser feita sem guias;

Trilha Atalaia

A trilha curta leva a uma piscina natural sensacional. Se quiser continuar, você chegará a mais duas piscinas naturais, um passeio pelo costão com uma vista de tirar o folego e caminhadas na praia. Procure a ajuda de um guia;

Capim Açu

Trilha mais longa e difícil com quase nove quilômetros. A partir dela, alcance uma das extremidades da ilha e visite a praia do Leão. Assim como a trilha do Atalaia, é interessante ter um profissional acompanhando o passeio;

Morro São José

Uma das trilhas mais bacanas, pois somente na maré baixa é possível atravessar da ilha principal de Noronha até o morro São José. Não é necessária a presença de guias;

Observação: nos casos dos passeios guiados, reserve com antecedência para que não haja o risco de não ter hora disponível.

Trilha em Noronha

Hospedagem e alimentação


Ao pensar em Noronha, muita gente se preocupa com o custo de hospedagem. No passado, é verdade, não havia muitas opções e as que existiam eram realmente caras.

No entanto, de uns tempos para cá, o governo vem incentivando as pousadas domiciliares, solução que baixa bastante os custos da viagem. Em resumo, o turista que se hospeda na casa de um morador da ilha fica mais próximo da realidade local e gasta menos.

Quanto à alimentação, a ilha conta com várias restaurantes bons. Sugiro os seguintes:

Varanda e Cacimba Bistrô, cujo cardápio é assinado pelo chef Auricélio Romão. Ambos oferecem pratos com diferentes influências. Um mais gostoso que outro!

Outro bom lugar é o Mergulhão, restaurante na praia do Porto, mais ao alto. Uma ótima opção para ver o pôr do sol e se esbaldar com queijo coalho e mel do engenho.

Aproveite muito esta viagem! Noronha vai marcar a sua vida.

Abraços.

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Sem dúvida alguma, Maceió é um dos destinos mais procurados pelos brasileiros. Quer saber por quê? Continue lendo e descubra os principais atrativos desta terra mágica que recebe milhares de pessoas no ano todo.

Orla Urbana


Muito frequentada, a orla da capital alagoana é uma das mais bem estruturadas do Brasil. Além do amplo calçadão, conta com ciclovia, barracas de praia com boa estrutura e muita sombra oferecida pelos coqueiros que acompanham parte de sua extensão.

Onde se hospedar na orla? Geralmente, os turistas preferem ficar hospedados em uma das três praias urbanas de Maceió. São elas: JatiúcaPajuçara e Ponta Verde. Em qualquer uma dessas, há inúmeras opções de hotéis e fácil acesso a bares, restaurantes e feirinhas de artesanato, por exemplo.

Orla urbana de Maceió

Piscinas naturais


Um dos lugares mais procurados em Maceió são as piscinas naturais na capital alagoana, como as de Pajuçara, e também em Maragogi e São Miguel dos Milagres. Em águas cristalinas, deslumbre-se com a quantidade de vida marinha, mergulhe e explore um ambiente mágico. Atenção: para fazer este passeio, a maré precisa estar baixa.

piscina naturais

Praias


Conhecida como uma das mais bonitas do Brasil, a Praia do Gunga tem uma história bastante conhecida e comentada na região. Trata-se de uma praia de propriedade particular, aberta diariamente para receber turistas. Diz a lenda que o atual proprietário ganhou a área em um jogo de carteado.

Conheça também as lindas praias do FrancêsParipueira e Barra de São Miguel. Explore cada uma delas e se encante com locais de grande beleza natural e águas de tom esverdeado muito claro.

Praia do Gunga

Foz do Rio São Francisco


Passeie de barco pela Foz do Rio São Francisco. Conheça as belezas do “velho Chico”, admire as imagens da região que tira o seu sustento da pesca e aproveite para tomar um gostoso banho de rio. Se puder, avance um pouco mais nas águas do rio e chegue à divisa com Sergipe.

Compras


A feirinha de artesanato na Praia da Pajuçara é muito famosa na região e os turistas que vão até lá sempre compram várias lembrancinhas locais. São inúmeras opções de barraquinhas distribuídas em dois grandes pavilhões repletos de artesanato. Outra boa opção para compras é a “Rua das Rendeiras”, onde são encontradas peças em renda e bordado e o famoso “filé”, rendado típico da região.

Se você gostou destas dicas, não perca mais tempo e vá conhecer Maceió! O lugar é realmente encantador e você certamente se surpreenderá com a beleza alagoana.

artesanatos em Maceió

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Capital do Rio Grande do Norte, Natal é uma mistura arretada de cultura, belezas naturais, aventura e foguetes espaciais.

Conhecida pelas alcunhas de Cidade do Sol e Capital Espacial do Brasil, a cidade oferece desde atrações radicais até passeios de dromedário.

dromedários em Natal


Natal é imperdível para quem quer conhecer o melhor do Brasil, e sempre uma opção para aqueles que já conhecem e desejam um pouco deste borogodó.

Arrume as malas e fique atento às dicas abaixo:

Lagoa de Jacumã


Bem próxima da capital (33 km), esta lagoa, além de linda, é o cenário para a prática de esportes radicais que primam pela elegância, como o esqui bunda e o aerobunda. Imperdível para ir com a família e amigos, fazer fotos e vídeos e guardar para a posteridade.

Lagoa Jucumã

Cajueiro


Você já pensou em visitar o Big Ben, a Torre de Pisa e o Coliseu, mas nunca imaginou ficar frente a frente com o maior cajueiro do mundo.

Diferente dos pontos turísticos convencionais, o cajueiro de Pirangi (12 km de Natal), como é conhecido, está vivo (como toda árvore, aliás). A árvore cobre uma área de 8.5 mil m2 e produz cerca de 70 mil cajus por safra.

De acordo com a lenda, o cajueiro foi plantado em 1888 por um pescador que morreu aos 93 anos sob sua sombra.

Aventura e comida


Gaste todas as suas energias e cordas vocais em um emocionante passeio de buggy pelas dunas de Genipabú e depois mate a fome com as maravilhas gastronômicas do restaurante NafNaf, na praia de Jacumã.

passeio de buggy Genipabú

Camarão


Aquele que nasce no Rio Grande do Norte é conhecido como Potiguar. No idioma indígena, significa “comedor de camarão”. Transforme-se, portanto, em um potiguar e experimente os camarões do local.

camarão na praia

Para o alto e avante


Agende uma visita na base de lançamento de foguetes conhecida como Barreira do Inferno. Fundado em 1965 e controlado pela Força Aérea Brasileira, o local foi escolhido para apresentar condições ideais: próximo do equador magnético, baixo índice pluviométrico, proximidade com o oceano (caso alguma coisa caia) e condições de vento. De quebra, a faixa de praia próxima está protegida e tornou-se uma área de reprodução de tartarugas marinhas.

Barreira do Inferno


Para iniciar todos os dias com a melhor das energias, acorde cedo e caminhe no calçadão da orla, perto do morro do Careca, enquanto o sol desponta no horizonte.

Esperamos que tenha gostado das dicas.

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

O seu ritmo desacelerado, de mar tranquilo e com clima quente o ano todo, faz deste destino o local certo para quem busca um lugar para descansar, sem abrir mão de belas paisagens.

A capital paraibana é um destino encantador, que, em comparação a outras capitais vizinhas, ainda é pouco conhecida. É exatamente isso que dá um charme todo especial ao local. Imagine ter a oportunidade de acompanhar um destino tão interessante ainda em processo de desenvolvimento?

Cenário com paisagens paradisíacas, João Pessoa, é um local calmo e que contempla um pouco de tudo que atrai o turista a visitar o nordeste brasileiro: praias belíssimas, mar de águas claras em tom esverdeado, uma orla urbana bem estruturada e clima quente o ano todo.

Para você conhecer um pouco mais deste destino incrível, selecionamos cinco dicas imperdíveis que farão você se encantar pela Paraíba:

Ilha de Areia Vermelha


Um paraíso isolado e de águas calmas. Assim é definida a ilha que fica concentrada em um banco de areia temporário, que só aparece na maré baixa.

Com vista para João Pessoa e Cabedelo, sua principal característica está na coloração avermelhada da areia da ilha. Indicamos fazer este passeio durante a semana, quando o local é menos frequentado e está mais calmo. De qualquer forma, antes de se aventurar, cheque a tábua de marés!

ilha de areia vermelha em cabedelo - joão pessoa

Piscinas Naturais de Picãozinho


Este é um dos passeios mais tradicionais da capital paraibana. Feito exclusivamente na maré baixa, durante o passeio é possível mergulhar em piscinas naturais de água cristalina e observar as inúmeras espécies de cardumes que vivem ali.

Dica: o número de visitantes por dia é limitado, por isso, não deixe para adquirir o seu ingresso na última hora.

picãozinho em joão pessoa

Praia do Jacaré


Quem nunca ouviu falar no famoso entardecer na Praia do Jacaré? Centenas de turistas visitam o local diariamente para apreciar o pôr do sol, ao som do sax de Jurandy.

Agora, imagine sentar em um bar à beira do rio, apreciando a bela vista e uma deliciosa “macaxeira” e eis que surge um solitário saxofonista num barco, tocando nada menos que um “Bolero de Ravel”: é de tirar o fôlego! A atração acontece diariamente por volta das 17h.

praia do jacaré em joão pessoa

Farol de Cabo Branco e Ponta do Seixas


A atração fica sobre uma falésia na Praia de Cabo Branco. É de lá que se tem a melhor vista para apreciar as belezas do litoral de João Pessoa.

A aproximadamente 800 metros dali, está a Ponta do Seixas (o ponto mais oriental das Américas).

Farol de Cabo Branco e Ponta do Seixas em João Pessoa

Praias do Litoral Sul


Reserve pelo menos um dia para apreciar o litoral sul paraibano, e suas belas praias. Coloque o pé na estrada e deslumbre-se com o colorido das falésias e a abundância dos coqueiros existentes na região.

São paradas obrigatórias as seguintes praias: Coqueirinhos e Barra de Gramame, onde é possível observar o encontro do rio com o mar. Outra praia bastante procurada é Tambaba, conhecida como uma das naturistas mais famosas do Brasil.

coqueirinhos em joão pessoa

Estação Cabo Branco


Aproveite também para visitar a Estação Cabo Branco, uma belíssima obra da arquitetura moderna projetada por Oscar Niemeyer;

Conheça a parte histórica da capital no Conjunto São Francisco e sua impressionante arquitetura barroca; passeie pela Praça Antenor Navarro e desfrute dos bares e cafés locais;

Aprenda a dançar um forró; e claro que não poderia faltar um tour de compras pelo Mercado de Artesanato e na Feirinha de Tambaú.

Aprenda a dançar um forró; e claro que não poderia faltar um tour de compras pelo Mercado de Artesanato e na Feirinha de Tambaú.

Estação Cabo Branco em João Pessoa


Gostou?

Reserve já o seu pacote e faça suas malas! O período de dezembro a março é o mais indicado para viajar para lá! As temperaturas nesta época ficam em torno de 26ºC, o mar está morno e as chuvas são escassas.

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Capital do Estado do Ceará, Fortaleza é um dos destinos mais procurados e o quarto que mais recebe visitantes no país.

Com 34 km de praias, a cidade é a quinta mais populosa do Brasil e um caldeirão cultural incomparável. Seu nome, por exemplo, é derivado de um forte construído pelos holandeses entre 1649 e 1654. Quer mais?

Confira algumas dicas para explorar a cidade.

orla de Fortaleza

Natureza e aventura


Se puder, aprecie o pôr do sol na ponte dos Ingleses, na praia de Iracema, é inesquecível. Com o sol a pino, visite as seguintes praias:

• Morro Branco – Aqui, você encontrará artesanato dos índios Tapeba e garrafinhas com areias coloridas;

• Canoa Quebrada – perfeita para passear de buggy e para-jipe;

• Do Cumbuco – seus ventos são feitos para se aventurar no kitsurf;

• Taibá – para apreciar culinária francesa e, quem sabe, participar do Festival do Escargot;

• Jericoacoara – eleita como uma das praias mais bonitas do mundo;

• Flecheiras – passeie de catamarã no rio Mundaú.

windsurf Fortaleza

Gastronomia


Uma das mais famosas praias do Nordeste, a Praia do Futuro tem cerca de 8 km de extensão e uma renomada fama de centro gastronômico.

Sobre a areia, uma série de restaurantes, em geral feitas de palha de carnaúba, servem comidas típicas, principalmente, frutos do mar.

Aproveite para experimentar Pargo e Lagosta e não deixe de ir à quinta à noite, dia da tradicional caranguejada.

lagosta

Cultura


Inaugurado em 1999, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC) tem 30 mil m2 e é considerado um dos maiores do Brasil. Vale à pena conferir e respirar cultura em museus, planetário, salas de cinema, biblioteca, auditório e galerias de exposições itinerantes.

planetário Fortaleza

Compras


O mais tradicional local para comprar artesanato em Fortaleza é a Central de Artesanato do Ceará (CEART). Criado em 1979, o local já tinha cadastrado em 2006 cerca de 30 mil artesãos. Já no Mercado Central de Fortaleza, enquanto escolhe uma lembrança, lembre-se de experimentar a castanha do Kleybs. Imperdível.

Outro bom lugar para passear é a feirinha à beira mar, na praia de Meireles. Finalmente, para compras de produtos de alta qualidade e preços acessíveis, percorra a Avenida Monsenhor Tabosa, próxima à orla.

artesanato cearense


Gostou das dicas?

O melhor: Fortaleza é indicada para invernos e verões, então não perca tempo e tire as malas do armário.

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Visitar Recife e Olinda é mergulhar em um ambiente histórico com altas doses de cultura e boa gastronomia.

A mistura de povos, os fortes, as praias, os mercados, muitas opções para qualquer tipo de viajante, de famílias e casais a aventureiros independentes.

Confira abaixo, algumas dicas sobre as duas cidades:

Recife, a capital dos rios e pontes


Fundada em 1537, as características de Recife estão refletidas nos diversos apelidos da cidade. Veneza Brasileira, Florença dos Trópicos, Cidade Maurícia, Manguetown e Capital dos Naufrágios.

Com forte influência holandesa (24 anos sob o domínio da Companhia Holandesa das Índias Ocidentais), a capital de Pernambuco se revela como um destino multifacetado, próprio para viajantes ecléticos e com fome de cultura.Pontes em Recife

Pontos turísticos obrigatórios


É do Marco Zero de Recife que partem todas as estradas de Pernambuco e que ocorrem diversos eventos culturais todos os anos. Nesta praça aberta, com muitos prédios importantes da cidade inicia o Centro Histórico da Cidade.

Mais antigo mercado público do Brasil (inaugurado em 1875) e inspirado no parisiense Grenelle, o mercado de São José oferece mais de 500 boxes com uma variedade incrível de produtos, de artesanato a comidinhas. Vale à pena conhecer!

Já a Casa da Cultura, antiga prisão, reúne artesanatos de mais de 149 municípios do Estado. Algumas lojas ocupam o espaço de celas, ocupadas, no passado, por presos como Graciliano Ramos.

Marco Zero em Recife

Convento e Igreja de Santo Antônio do Recife


O complexo, que pertence à Ordem Franciscana, reúne o Convento, a Igreja, a Capela Dourada e o Museu Franciscano de Arte Sacra. O destaque fica com o Convento, cuja construção foi iniciada em 1606.

Durante a ocupação holandesa, o prédio foi transformado em uma fortaleza, ganhou muralhas e equipamentos militares e foi rebatizado de Forte Ernestus. Antes de voltar às mãos dos franciscanos, ainda cumpriu o papel de Igreja Anglicana.

Fique atento aos painéis de azulejos na portaria, no claustro e na capela.

Convento e Igreja de Santo Antônio do Recife

Gastronomia


Terceiro maior polo gastronômico do Brasil, o Recife oferece mais de 10 mil opções aos visitantes. Suas receitas locais têm forte influência das culturas portuguesa, africana e indígena.

Não deixe de experimentar a Galinha Cabidela, o Arrumadinho e a Peixada Pernambucana. Para a sobremesa, o famoso Bolo de Rolo e o Bolo Souza Leão (ambos com status de Patrimônio Imaterial do Estado de Pernambuco).

bolo de rolo recife

Circuito dos poetas


A história do Recife está intimamente ligada à poesia. Muitos dos grandes nomes brasileiros viveram ou se inspiraram nas ruas da cidade para construir grandes obras literárias.

A capital, então, preparou um roteiro especial contando um pouco do trabalho de gente como Manoel Bandeira, João Cabral de Mello Neto e Clarice Lispector.

circuito dos poetas em recife

Naufrágios


Considerada a capital brasileira dos naufrágios, Recife oferece aos visitantes que desejam aventura embaixo d’água uma gama incrível de possibilidades de mergulhos.

São mais de 20 locais, sempre com a temperatura da água em torno de 30 graus.

recife


Olinda, Patrimônio Cultural da Humanidade


A sete quilômetros de Recife, Olinda é obrigatório para qualquer viajante que visite Pernambuco.

Seu Carnaval, um dos mais famosos do Brasil, ficou conhecido pelos foliões pelas ruas junto com os famosos bonecos gigantes.

Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, por preservar o ar colonial, a cidade foi construída sobre os braços de tapuias, caetés, portugueses e holandeses. Impossível perder.

mar de olinda

Ruas históricas


Explore as ruas históricas de Olinda em um trenzinho. O passeio, que dura cerca de uma hora, percorre lugares como Mercado da Ribeira, ateliês da Rua do Amparo, Alto da Sé e Convento de São Francisco.

Rua do Amparo
Visite a residência 91 desta rua e experimente a famosa bebida típica Pau-do-Índio. Preparada com mais de trinta ingredientes, a receita é secreta.

Depois ande pelas ruas, que oferecem restaurantes, museus e ateliês.

Observatório Astronômico do Alto da Sé


Construído em 1890 e um dos mais antigos do Brasil, o Observatório Astronômico do Alto da Sé oferece exposições e, claro, o telescópio. Vale, sem dúvida, o passeio sideral.

Observatório Astronômico do Alto da Sé em olinda


Ficou interessado por estes dois destinos?

Pois saiba que é possível conhecer ambas em um único city tour partindo de Recife e até mesmo de Porto de Galinhas.

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

“É o espelho do céu”. Há muitas expressões para descrever o Parque dos Lençóis Maranhenses, porém esta é a melhor definição que já ouvi para este lugar.

O fascínio começa quando os olhos avistam pela primeira vez as formas variadas das dunas (que podem chegar a 40 metros de altura), as cores de tons azuis e verdes das lagoas e a imensidão deste lugar (do tamanho da cidade de São Paulo).

E a emoção se adensa ao explorar o ecossistema único, as muitas opções de passeios, o contato com a natureza e com um povo simples e carinhosos. Uma viagem de beleza indescritível.

Como chegar


Do Aeroporto de São Luiz até Barreirinhas, cidade de entrada do Parque dos Lençóis Maranhenses, são quatro horas de transporte terrestre por estrada de asfalto.

Barreirinhas


Capital dos Lençóis Maranhenses, Barreirinhas é uma pequena cidade, muito simples e muito agradável, banhada pelo Rio Preguiças. Oferece uma pequena estrutura de restaurantes, bancos e lojas.

• Destaque: o artesanato feito a partir da fibra de Buriti é muito forte na região e pode ser encontrado no Centro de Artesanato que funciona o dia todo.

• Dica: não deixe de trazer para casa o famoso sabonete de Buriti.

barreirinhas no maranhão

Passeio pelo rio Preguiças


Um passeio de lancha rápida pelo Rio Preguiças até a Península de Caburé – onde o rio encontra o mar. Contemplativo na maior parte do tempo, veja os hábitos dos ribeirinhos nas margens do rio, banhando-se, lavando roupas e pescando.

Durante o trajeto, se depare com diferentes tipos de mangues totalmente preservados e observe a interessante fauna local, principalmente o pássaro Guará, que tem uma linda cor avermelhada (avistá-lo é um presente para os visitantes).

Uma das paradas previstas acontece no vilarejo de Mandacaru. Lá, a dica é visitar o Farol e sua vista esplendorosa. Do alto, o visitante enxerga o rio, o mar, as dunas e as vegetação da região.

Duração: 1 dia

palmeiras

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses


O parque é o maior de dunas da América Latina. O melhor período para visitação é de maio a agosto quando as lagoas estão cheias. Para chegar a este destino, leva-se em torno de uma hora e meia em caminhões 4×4 (Jardineira), após uma travessia de balsa pelo Rio Preguiças.

Confira alguns circuitos:

• Circuito da Lagoa Azul


Muito popular, este passeio não exige muito esforço físico. O percurso passa pelas lagoas Azul, dos Peixes, da Esmeralda e da Paz. A caminhada leve e tranquila pelas dunas segue o ritmo dos visitantes. Além dos banhos refrescantes nas lagoas, os passeios, em geral, estão programados para que seja possível acompanhar o lindo pôr do sol.

Dica: a areia não é quente e em muitos trechos chega a ser úmida.

• Circuito Lagoa Bonita (local da filmagem da novela O Clone)


Ainda mais bonito que o circuito da Lagoa Azul, o circuito Lagoa Bonita tem um acesso um pouco mais difícil, pois é necessário vencer uma subida íngreme de cerca de 20 metros. A vista, no entanto, vale todo o esforço. A caminhada leve pelas dunas e as paradas para banho nas lagoas também marcam este passeio.

Dica: o pôr do sol é imperdível!

• Passeio de quadriciclo nos Pequenos Lençóis


Superdivertido, este passeio percorre os Pequenos Lençóis a bordo de quadriciclos, com paradas estratégicas para banho em diversas lagoas. O trajeto, que dura o dia inteiro, vai até a praia da Caburé, onde é realizado o almoço. Para relaxar e finalizar, um merecido descanso nas redes, ao sabor das brisas do rio Preguiça e do mar.

• Canto do Atins


Conhecida localmente como a “Nova Jericoacoara”, é um destino que está na moda entre os “globais”, além de ser um excelente local para prática de Kitesurf.

Além do passeio em 4×4 (jardineira), há uma pequena caminhada pelas dunas, banhos nas lagoas e o almoço, realizado no restaurante da Luiza ou do Antônio, no qual se pode apreciar os famosos camarões ao molho de côco.

• Flutuação Cardosa – Rio Formigas


Equipado com boias infláveis e acompanhado por um guia, desça o calmo e tranquilo rio Formigas. O passeio dura cerca de uma hora e termina em cabanas rústicas que oferecem cafés, tapiocas e, até, almoços. Sem restrições, pode ser realizado por qualquer tipo de viajante.

• Voo panorâmico


Perfeito para vislumbrar a grandiosidade do Parque dos Lençóis Maranhenses e todas as suas belezas.

• Travessia dos Lençóis


Para os mais aventureiros, há o trekking de 3 dias com hospedagens rústicas nos oásis encontrados no meio do Parque. A caminhada através das dunas e lagoas, proporciona um momento de contemplação e introspecção, com contato direto com a natureza esplendorosa deste lugar incrível!

Travessia dos Lençóis no Maranhão

Gastronomia


Rica em peixes, siri, caranguejo, camarões, mandioca e farofa, a gastronomia local ganhou fama com pratos como Arroz de Cuxá (feito com vinagreira, gengibre, camarão seco, farinha de mandioca seca) e o camarão ao molho de côco do Canto do Atins.

• Destaque: experimente também a “melhor tapioca do mundo”, título dado pela atriz Cristiana Oliveira para o Rei da Tapioca. Elas são realmente boas e bem servidas. Além disso, o casal que atende é muito simpático e, geralmente, senta-se à mesa com os clientes para contar a história de como ganharam este título.

• Dica: é difícil encontrar o açaí nos Lençóis. Por isso, aproveite o caminho para Barreirinha e pare no vilarejo chamado Morros, conhecido pelo cultivo de Jussara (nome local para açaí).

Hospedagem


Há várias opções de hospedagem, desde pequenas pousadas a hotéis muito confortáveis.

Para quem deseja maior mobilidade a indicação é a hospedagem em uma pousada próxima ao pequeno centro da cidade, para explorar seu comércio local e curtir um passeio a noite pela Beira Rio.

Os grandes hotéis oferecem estrutura de lazer para aproveitar ao máximo o destino, com destaque para experiências como: apreciar um lindo pôr do sol em um restaurante a beira do Rio Preguiças, um banho na piscina com areia dos Lençóis e elaborar sua própria peça de artesanato orientados pelo artesão na olaria aberta para os hóspedes.

E você, já conhece este paraíso?

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024

Bahia 🇧🇷

Dicas
Comments (0)

Quando o assunto é Bahia, logo as imagens clássicas de Porto Seguro e Salvador surgem nas conversas. Mesmo lindos e cheios de energia, esses lugares são apenas uma pequena amostra do que o Estado de Dorival Caymmi, Jorge Amado e Caetano Veloso tem a oferecer.

Nesta toada, vamos explorar cinco lugares cheios da magia que fazem da Bahia um dos lugares preferidos dos brasileiros e estrangeiros.

trancoso bahia

Trancoso


A charmosa vila de Trancoso, mesmo tendo sido fundada no início da colonização portuguesa, oferece aos viajantes uma energia jovem e globalizada. Suas praias belíssimas e concorridas, os hotéis e resorts de alta categoria e o equilíbrio entre a modernidade conectada e traços rústicos colocam este lugar como um dos mais concorridos por celebridades e empresários.

• Não perca: Praia de Itapororoca. Mesmo sendo um pouco longe, o lugar tem uma beleza única, colocando-se como a preferida dos que desejam paz e natureza.

itacaré bahia

Itacaré


Tupis, jesuítas, portugueses, cacau. Mesmo com muita história, Itacaré conquista os visitantes com sua natureza única: é um dos raros lugares do Brasil em que a Mata Atlântica avança até o mar. Suas praias atraem turistas caçadores das ondas perfeitas e famílias que buscam águas mais calmas. Em resumo: coloque uma sandália, roupa de banho e entregue-se ao espírito baiano.

• Não perca: praia da Ribeira. Além de oferecer estacionamento e quiosques com bebidas e comidas, esta praia é considerada uma das mais bonitas da região. Para completar a Mata Atlântica, o riacho do Rio Ribeira forma pequenas represas e até uma piscina natural.

arraial d' ajuda bahia

Arraial d`ajuda


Batizada em homenagem ao uma das três naus que transportaram os primeiros jesuítas para o local (Ajuda), Arraial d`Ajuda é um paraíso natural cheio de charme e refinamento. As praias imperdíveis que representam a natureza bruta e bela são complementadas pela rua Mucugê, centrinho do lugar e chamada de a rua mais charmosa do Brasil.

• Não perca: praia do Mucugê. Mar calmo, piscinas naturais quentes e transparentes e uma estrutura capaz de oferecer paz e tranquilidade aos viajantes. Sem dúvida, um lugar para se esquecer do mundo.

Ilhéus


Cenário de livros como Gabriela, Cravo e Canela e Terras do Sem Fim, de Jorge Amado, a cidade de Ilhéus oferece mais do que praias. Visite uma fazenda de cacau e conheça como começa a produção dos amados chocolates; explore as cachoeiras da Lagoa Encantada, experimente restaurantes que representam o que há de melhor na culinária baiana ou, simplesmente, aproveite as praias. Ilhéus é a Bahia toda.

• Não perca: visite a Lagoa Encantada, área de proteção ambiental com florestas, rios, cachoeiras, lendas e muitos cantos para serem explorados. Um paraíso ao alcance dos seus olhos.

morro de são paulo bahia

Morro de São Paulo


Ah, a Bahia. Para onde olhamos, português e francês, um vatapá. Para cada holandês e tupi, um acarajé. O Morro de São Paulo, localizado na ilha de Tinharé, teve um papel decisivo para proteger a Baía de Todos os Santos dos ataques externos. Do passado de guerras, no entanto, nada sobrou. As balas de canhão foram substituídas pela calma e paz de uma natureza estonteante e pelo sorriso nos rostos dos moradores e viajantes.

• Não perca: visite a Quarta Praia e curta a natureza em piscinas naturais formadas por arrecifes. Na maré baixa, peixinhos coloridos, águas cristalinas e coqueiros formam um ambiente perfeito para toda a família.

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Localizado no Sul da Bahia, o Morro de São Paulo é uma vila na ponta da ilha de Tinharé, com lindas praias, muita estrutura e diversão garantida.

De tão fantástico e apaixonante, uma das hashtags mais usados para este destino é #MORRODESAUDADE, simplesmente por ser impossível não ter este sentimento quando voltamos deste lugar cheio de surpresas emocionantes.

Confira abaixo algumas dicas para aproveitar ao máximo este lugar:

Público


As belezas naturais e a estrutura completa fazem deste paraíso um local perfeito para todos os tipos de público. As noites animadas são perfeitas para jovens, solteiros e grupos de amigos.

Os ótimos hotéis e as praias de águas calmas, por sua vez, acolhem famílias e suas crianças. Finalmente, aos casais, a ilha encanta com um cenário romântico temperado com pimenta baiana.

Morro de São Paulo

Acesso


Há duas formas de chegar em Morro de SP: voando até Salvador e atravessando de catamarã ou transporte semi terrestre, que leva em torno de 4 horas. Outra forma é voando aos sábados até Valença e atravessando de lancha rápida em 10 minutos.

Taxa


Logo ao chegar à ilha, o visitante precisa pagar uma taxa de preservação ambiental, única e individual, no valor de R$ 15,00, cobrada pela Prefeitura de Cairú. Menores de cinco anos e maiores de 60 anos são isentos.

Preparação


Não são permitidos automóveis na ilha e, se necessário, o transporte de malas e objetos pesados é feito por carregadores com carrinhos de mão. Por isso, se não quiser contar com esses profissionais, leve em conta o peso na hora de preparar a bagagem, pois ela ficará sobre seus ombros.

Considere também o estilo da ilha. O ambiente, descontraído e despojado sugere roupas leves, além dos confortáveis chinelos. A regra é simples: quanto mais à vontade melhor.

Chegada em Morro de São Paulo

Praias


A vila tem seis praias no total. As quatro mais próximas do centro e com fácil acesso são batizadas com números ordinais: Primeira, Segunda, Terceira e Quarta praias. Fácil e lógico.

Em uma caminhada leve e com uma vista maravilhosa, é possível percorrer todas elas em apenas 20 minutos.

A Primeira Praia


A três minutos de caminhada do coração da vila – perto de restaurantes, pousadas e comércio (destaque para as lojas de moda praia) –, a Primeira Praia compõe uma pequena baía, na qual se pode admirar o lindo nascer do sol, por volta das cinco horas.

Destaque: enfrente os degraus do Farol e ganhe como prêmio um vista incrível com muito oceano e natureza abundante. Também vale um salto na tirolesa. Depois de voar, o passeio radical termina com um mergulho no mar azul e cristalino.

Dica: segundas, quartas e sextas-feiras, às 19h30, chegue cedo para assistir a um show de cultura baiana com o Grupo de Capoeira Kilombolas.

A Segunda Praia


A dez minutos da Primeira Praia, a Segunda Praia é badalada, cheia de restaurantes com gastronomia local e internacional, música ao vivo e bares noturnos, além das barracas de bebidas. Para quem gosta do agito, tanto diurno quanto noturno, este é um lugar perfeito.

Destaque: o Sambass, um dos restaurantes mais conceituados de Morro de São Paulo, oferece uma estrutura maravilhosa para curtir em qualquer horário do dia. Além do ótimo clima, o local tem uma gastronomia que une a culinária baiana e italiana, regida pelo chef Roberto Viscardi, vindo de Milão.

Dica: segundas e quintas-feiras acontece o Luau, festa na praia com DJ que começa por volta da meia noite e rola até o amanhecer. Para quem gosta de curtir o dia, faça uma aula de surf ou passeie de Stand Up Paddle. É recomendável procurar uma escola para que a prática do esporte seja acompanhada de profissional qualificado.

Tiroleza em Morro de São Paulo

A Terceira Praia


Diferentemente das duas primeiras, a Terceira Praia é bem mais tranquila: com pouco comércio e águas calmas. O melhor: fica a apenas 7 minutos de caminhada da Segunda Praia.

Destaque: daqui saem passeios imperdíveis como o Volta a Ilha, que percorre os lugares mais escondidos e bonitos do local. Há paradas em piscinas naturais de Garapuá e Moreré e almoço na Ilha de Boipeba. A volta pelo Rio do Inferno (nome dado devido às histórias sobre os naufrágios portugueses neste lugar e índios canibais) oferece parada em bares flutuantes em Canavieiras, onde ostras frescas são servidas ao natural ou gratinadas.

Outro passeio imperdível é a Expedição Gamboa, que mostra o outro lado da ilha, e inclui mergulho nas piscinas naturais de Caitá, parada no banco de areia e almoço imperdível – a sugestão é uma deliciosa lagosta. Neste passeio há o banho de argila com propriedades medicinais. Além de uma hidratação, a diversão é garantida.

Dica: para quem deseja aventurar-se em uma nova experiência, a dica é fazer um mergulho para iniciantes e conhecer o fantástico mundo submarino com seus belos corais. O mergulho é bem tranquilo para marinheiros de primeira viagem, tem o acompanhamento de guia submarino e dura em torno de 40 minutos. Inesquecível!

A Quarta Praia


O lugar das piscinas naturais. O melhor horário para curtir as piscinas é na parte da manhã ou quando a maré estiver mais baixa. Não se esqueça de levar um snorkel e máscara de mergulho. Se não puder, alugue um por lá.

Devidamente equipado, basta mergulhar na água morninha e um aquário natural aparecerá diante dos olhos, com muitos peixes coloridos. Simplesmente imperdível.

Por do sol-em-Morro-de-São-Paulo

O pôr so sol


O pôr do sol em Morro de São Paulo é um espetáculo sensacional. Programe-se para começar o ritual entre 16h30 e 17h, quando o sol começa sua viagem. Os melhores lugares para aproveitar ao máximo este momento são:

• No bar do Hotel Portaló, construído junto às ruínas da fortificação na entrada da ilha.

• Na Toca do Morcego, local badalado com uma vista panorâmica de perder o fôlego.

Por-do-sol

Projeto Social


Visitar um lugar mágico como este é também uma oportunidade para fazer o bem. Se puder, escolha estabelecimentos que tenham o selo do projeto Amigos Morro Esperança.

Desenvolvido pela iniciativa privada, este projeto incentiva boas práticas sociais, ambientais e culturais para as crianças do lugar. Dentro do projeto há variadas atividades que o turista pode realizar através de apoiadores do projeto.

O que está esperando? Corra para Morro de São Paulo!

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Salvador e carnaval estão tão ligados, tão juntos, que falar de um é falar do outro. Em qualquer conversa sobre a cidade, os amigos que já a visitaram contarão sobre as micaretas, as festas e a competição musical entre Ivete Sangalo e Claudia Leitte.

A capital da Bahia, no entanto, está muito além de toda aquela gente pulando como pipoca. Cultural por natureza, a primeira capital do país apresenta em suas ruas, becos, restaurantes e até no Elevador Lacerda toda a história de uma nação diversa, criativa e riquíssima.

elevador lacerda em salvador

Turismo gastronômico


Misture os temperos e pimentas dos povos africanos, as técnicas dos portugueses e o conhecimento indígena dos produtos locais. Salpique com a criatividade típica do brasileiro e sirva. Lembre-se de comer sem pressa, aproveitando cada raio de sabor de comidas exclusivas da região.

Cozinha para o soteropolitano está no mesmo plano do fervor religioso. Portanto, não é algo para amadores. Se estiver em Salvador, procure por lugares típicos e experimente os seguintes pratos:

Caruru

O quiabo refogado, as vezes com outros vegetais, em azeite de dendê e pimenta.

Vatapá

Um misturado cremoso com sabor único de farinha, leite de coco, dendê, camarão e castanha.

Acarajé

Prato de Iansã, a massa de feijão temperado e frito em óleo de dendê, depois recheado com camarão seco e pimenta espalhou-se por muitas cidades brasileiras, sempre acompanhado da presença das tradicionais baianas.

Sarapatel

Miúdos de porco cozidos. Para acompanhar, escute a música “Não existe pecado ao sul do equador”, de Chico Buarque, que diz: “Deixa a tristeza pra lá, vem comer, me jantar/ Sarapatel, caruru, tucupi, tacacá / Vê se me usa, me abusa, lambuza / Que a tua cafuza/ Não pode esperar”.

acarajé

Turismo histórico / cultural


A alma de Salvador está na religiosidade e nas manifestações culturais multifacetada de sua população. As igrejas históricas, os cenários de livros, os cantinhos descritos na história brasileira. Tudo ali, tudo tão perto. Passeie pelas ruas da cidade e encontre a inspiração de tanta gente boa. Vá de Jorge Amado.

Vá de Dorival Caymmi. De Gilberto Gil e por que não de Caetano Veloso. Vá de Daniela Mercury e Ivete Sangalo. Vá de Castro Alves e Raul. Ou simplesmente vá!

Pelourinho

Coração de Salvador, o Pelourinho reúne quase mil casarões dos séculos XVII e XVIII além de marcos da cidade. Visite a Casa de Jorge Amado; tente assistir a algum show do Olodum ou dos Filhos de Gandhy; se derreta na Igreja de São Francisco, rica nos quesitos arquitetura e ouro! Ou conheça a fantástica história da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. Compre artesanatos no Mercado Modelo. Ou simplesmente, sente-se e tome um café em um ambiente histórico inigualável.

pelourinho em salvador


MAM de Salvador

Instalado em um lugar mágico, o Museu de Arte Moderna de Salvador seduz pela beleza e pela cultura. Com exposições tradicionais e a céu aberto, o lugar atrai visitantes pelo seu compromisso com a cultura viva. Shows de Jazz e música acontecem com muita frequência. Vale à pena conhecer!

Natureza nas músicas


Monte um roteiro de natureza para visitar, ouvindo músicas brasileiras. Vale o exercício e o prazer de conhecer lugares lindos e marcantes.

• “Quando o sol se põe, vem o farol Iluminar as águas da Bahia. No Farol da Barra, o encontro é pouco” (Novos Baianos)

• “Passar uma tarde em Itapuã. Ao sol que arde em Itapuã. Ouvindo o mar de Itapuã. Falar de amor em Itapuã” (Toquinho e Vinicius)

• “O luar prateia tudo Coqueiral, areia e mar. A gente imagina quanta a lagoa linda é. A lua se enamorando nas águas do Abaeté” (Dorival Caymmi)

• “Eu lembro da moça bonita da praia de Boa Viagem. E a moça no meio da tarde de um domingo azul. Azul era Belle de Jour, era a bela da tarde seus olhos azuis, como a tarde na tarde de um domingo azul” (Alceu Valença)

Salvador está lá esperando a sua visita. Ou, inspirando-se em Lenine,
“Diga aí, diga lá! Você já foi à Salvador, nega? Não? Então vá! Então vá!”

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Este é sem dúvida um dos locais mais procurados pelos turistas brasileiros. E é por isso que lá, independente da época do ano que você viaje, sempre vai parecer que é verão.

Muito badalada, Porto Seguro tem uma vida noturna bastante agitada e tem opção para todos os gostos. Você já ouviu falar na famosa “Passarela do Alcool”? Esta é uma rua repleta de artesanato e barraquinhas da bebida “capeta”. A região é muito frequentada por turistas que passam os dias fora em passeios, e a noite vão para lá fazer compras nas feirinhas.

Quando o assunto é hospedagem, geralmente os turistas preferem ficar na Praia de Taperapuãn ou prainhas próximas. É lá que acontece todo o agito à beira mar e onde ficam instaladas as conhecidas barracas Toa Toa, Axé Moi e Barramares. Participe de aulas gratuitas de “lambaeróbica” e curta o momento ao som de muito axé. A distância destas praias até o centro é de aproximadamente 5km apenas.


porto seguro


E que tal relaxar tomando uma água de coco e admirar as impressionantes falésias de tom avermelhado de Arraial D’Ajuda?

A praia tem água morna e calma para banho. Repleta de belezas naturais, este é um local muito procurado por aqueles que gostam de estar em contato com a natureza. A região também contempla um Eco Parque, que oferece inúmeros brinquedos para a alegria da garotada e serviço de praia para os pais.


arraial d'ajuda bahia


Outro passeio imperdível é visitar o Parque Marinho de Recife de Fora, onde é possível mergulhar em piscinas naturais e observar várias espécies de corais e peixes coloridos.

Também tem quem visite Porto Seguro pela sua história cultural e religiosa. Foi lá pertinho, em Santa Cruz de Cabrália, na Praia de Coroa Vermelha, que foi rezada a Primeira Missa no Brasil.

Neste local foi construída uma cruz enorme onde pode-se tirar fotos. E se você quiser saber mais sobre tudo isso, tem um passeio bem interessante para fazer que se chama “Rota do Descobrimento”.


rota do descobrimento porto seguro


E sabe o que é mais legal neste destino? O preço!

Geralmente você viaja para Porto Seguro pagando muito pouco. Em períodos de baixa temporada, ir para lá é tão barato que quase não dá para acreditar.

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024

Desbrave o Rio de Janeiro 🇧🇷

Dicas

Reconhecida mundialmente por suas praias, carnaval, samba e futebol, a cidade do Rio de Janeiro é capaz de encantar até os turistas mais exigentes. Com atrações para todos os bolsos e gostos, as possibilidades em terra carioca são inúmeras e marcantes: delicie-se com a culinária local, caminhe pela orla de Copacabana e Ipanema e desfrute de um gostoso banho de mar. Além disso, conheça o estádio do Maracanã, vá até o boêmio bairro da Lapa e entre numa roda de samba, ou se emocione com a força de uma bateria na Sapucaí!

Conheça cinco opções de lazer na cidade do Rio de Janeiro e corra para aproveitar o clima carioca neste fim de ano.

1. Cristo Redentor


Eleito como uma das novas sete maravilhas do mundo, este ponto turístico é um dos mais visitados da cidade. O jeito tradicional e mais divertido de chegar lá é subindo com o trenzinho do Corcovado, que passa por dentro da mata. Outra opção é subir de van.

Cristo Redentor

2. Pão de Açúcar


Este é um passeio que oferece uma vista deslumbrante de vários pontos do Rio! Do mirante você irá se deparar com a imagem imponente do Cristo Redentor, a Pedra da Gávea, com os barcos na Praia do Botafogo e o Morro Dois Irmãos. O transporte é feito de bondinho!

bondinho Pão de Açúcar

3. Jardim Botânico


Tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, é uma ótima opção para aqueles que buscam relaxar e fugir um pouco da correria das grandes cidades. Lá você irá encontrar as mais raras espécies de plantas da flora brasileira e de outros países e, com alguma sorte, se deparar com macacos e tucanos curiosos.

Jardim Botânico Rio de Janeiro

4. Maracanã


Esse é o segundo ponto turístico mais visitado no Rio, perdendo apenas para o Cristo Redentor. O local foi e continua sendo palco de grandes disputas e os nomes mais importantes do futebol brasileiro e do mundo já passaram por lá. É possível fazer dois tipos de visita: a guiada e a não guiada, sendo que os valores para cada tipo de visita são diferentes.

Maracanã

5. Praias


De beleza encantadora, as praias de Ipanema, Copacabana e Barra da Tijuca, são as mais procuradas pelos turistas que vão para a Cidade Maravilhosa.

A formosa Ipanema ficou bastante conhecida pela Garota da canção de Vinicius de Moraes e Tom Jobim; Copacabana é visitada não apenas pela sua indiscutível beleza, como também por sediar desde grandes eventos como o Réveillon até campeonatos na beira da praia; já a Barra da Tijuca é charmosa, mais tranquila e, devido às suas ondas e ótimos ventos, é muito utilizada por praticantes de esportes marítimos.

O Rio de Janeiro é onde o Brasil se encontra e vale a pena ser visitado.

praias Rio de Janeiro


Se você gostou destas dicas, aproveite as excelentes ofertas de passagens aéreas que as companhias aéreas oferecem para este destino e vá ao Rio de Janeiro.

a1.zoedeastudio.com
24 abr 2024
Comments (0)
Dicas

Mar do Caribe? Praias do Mediterrâneo? Corais da Austrália? Não precisa ir tão longe para aproveitar uma parte do paraíso aqui na Terra. Em um percurso de poucas horas, está Arraial do Cabo, uma pequena cidade na Região do Lagos, no Rio de Janeiro.

E que fique claro: o tamanho da cidade é inversamente proporcional a beleza que ela oferece. Visite com a gente quatro praias que poderiam ser descritas apenas com imagens, pois aqui, mais do que em qualquer outro lugar, elas valem por mil palavras.

praia do forno em arraial do cabo

Praia do Forno


A joia máxima da coroa, o crème de la crème, a cereja do bolo. A praia do Forno é tão espetacular que dá vontade de ficar por lá, indefinidamente. Protegida por duas formações rochosas, o mar, além de transparente, fica calmo e com boas temperaturas.

Mais do que isso, se você gosta de mergulhar e ver a vida submarina, alugue uma máscara e um par de nadadeiras e se aventure (com comedimento) na lateral direita da praia. Point de esportes subaquáticos, o lugar oferece uma grande variedade de animais. Com sorte, conseguirá nadar ao lado de uma bela tartaruga.

Para chegar a esta pequena faixa de areia, existem duas formas: caminhando por uma trilha (pouco mais de 500 metros, com subida) ou pegando carona em algum barco. Para as duas opções, o esforço será muito bem recompensado. Na praia existem pequenos quiosques que salvam a sede e a fome. Lembre-se: evite feriados e domingo, pois a praia fica cheia, e sempre recolha o próprio lixo.

ilha do farol - arraial do cabo

Ilha do Farol


Olhando para a Ilha do Farol, surge a dúvida se a Praia do Forno é mesmo a cereja do bolo de Arraial. Intocada, protegida pela Marinha, com dunas e mar transparente, a Praia do Farol é tão exclusiva, que só pode ser acessada por mar. Mais: as visitas são controladas, não passando muito de uma hora.

Importante: não há nenhum tipo de infraestrutura (viva a natureza!). Os barcos, único meio de chegar a este paraíso, partem da praia dos Anjos.

prainha - arraial do cabo

Prainha


Esta, sem dúvida, já foi a joia da coroa de Arraial (Ufa, enfim, sem polêmicas). Incrivelmente bela, de areias brancas e mar calmo e transparente, a Prainha perdeu um pouco do charme com a alta movimentação de banhistas. Por outro lado, o fácil acesso e a estrutura facilitam bastante a vida do visitante.

Portanto, se conseguir visitar Arraial fora de temporada, vale muito à pena passar um dia inteiro por lá. Se cheia é linda, imagine vazia…

praia do pontal do atalaia

Praia do Pontal do Atalaia (Prainhas)


A pouco menos de cinco quilômetros do centro, este lugar oferece duas praias por uma (dependendo da maré). Explica-se: as duas prainhas são divididas por rochas. Na maré alta, elas se transformam em uma só. Na maré baixa, é possível ir de uma a outra caminhando.

Para alcançar esta maravilha de cenário, o viajante precisa enfrentar 255 degraus. No entanto, todo suor é válido, pois a vista é encantadora e o mar um convite para ficar, até o fantástico por do sol.

a1.zoedeastudio.com
24 abr 2024
Comments (0)
Dicas

O Rio de Janeiro é um ótimo lugar para se passar o Réveillon, independentemente do estilo do viajante. Neste texto, indicamos cinco lugares no estado do Rio para receber, com ótimas vibrações, o Ano Novo.

Praia de Copacabana


Quem já foi, quer voltar. Quem não foi, precisa ir. Uma das maiores festas a céu aberto do mundo, o Réveillon de Copacabana recebe todos os anos mais de 2 milhões de pessoas.

Para curtir ao máximo a incrível queima de fogos, é preciso ficar atento a algumas dicas:

• Se você quiser mais tranquilidade, prefira o posto 6 da praia, bem juntinho do Forte de Copacabana.
• Se você quiser, festa, muita festa, fique próximo ao hotel Marriott, quase no centro da praia.
• Chegue cedo e, se possível, fique em um hotel perto da praia. Se puder ir andando, melhor. Caso contrário, vá de metrô. Não pegue carro ou ônibus, pois as ruas são fechadas com antecedência e o trânsito fica pesado.
• Não perca os shows da praia. Em geral, são dois ou três palcos montados na areia. Eles recebem grandes nomes da música popular brasileira e até estrelas internacionais.
• É comum que uma pequena festa seja realizada nas areias do Arpoador. Se este ano tiver, vale à pena ir até lá para fechar a noite.
• Não esqueça o espumante!

Outra opção é fazer um cruzeiro e passar a noite da virada no mar. Muitos navios ficam atracados em Copacabana durante a queima de fogos. Um espetáculo!

Copacabana no rio de janeiro

Praia da Barra da Tijuca


Bem mais tranquilo que Copacabana, a queima de fogos da praia da Barra da Tijuca vem crescendo em importância ano após ano.

Com mais espaço, o clima é mais tranquilo, mas os fogos são oferecimentos dos condomínios e hotéis da orla. Portanto, nada de show pirotécnico longo.

Tome como referência a Praça do Ó e caminhe para qualquer dos lados da praia, de preferência para a direita, em direção aos grandes hotéis, como Sheraton e Windsor. Aqui também são realizados shows de música. Consulte a agenda e escolha o seu.

Barra da tijuca no rio de janeiro

Cabo Frio


Cidade da Região dos Lagos, Cabo Frio atrai todos os anos milhares de visitantes para sua festa de Réveillon. No ano passado, a Praia do Forte, principal da cidade, teve mais de 15 minutos de queima de fogos e shows para todos os gostos.

O melhor da cidade, no entanto, é o dia seguinte. As praias paradisíacas são ótimas para encher o novo ano de energia azul.

Image

Ilha Grande


Para quem gosta de natureza e mais tranquilidade, a Ilha Grande é uma ótima pedida. A viagem começa na cidade do Rio de Janeiro. De lá, é preciso ir até Mangaratiba ou Angra dos Reis, onde se pega um barco até a grande ilha.

A queima de fogos acontece no principal povoado do lugar, a Vila do Abraão, onde também estão localizadas as pousadas e restaurantes. Mas se a ideia for relaxar, vale ir até uma das praias distantes e acampar.

Nada mais relaxante do que passar o Réveillon ouvindo o som das ondas batendo na areia. No dia seguinte, cure toda a ressaca em um dos lugares mais lindos do Rio de Janeiro.

Ilha Grande no rio de janeiro

Paraty / Trindade / Praia do Sono


A colonial Paraty é uma viagem em si. Fascinante, a cidade tem ótimos restaurantes e hotéis, além de lindas paisagens. A tradicional queima de fogos acontece na Praia do Pontal, mas o melhor pode estar no entorno da cidade.

Visite a vila de Trindade (24km de distância de Paraty) e relaxe em sua belas praias e cachoeiras. Destaque para as praias do Meio e Praia do Cachadaço. Nesta última, existe uma grande piscina natural, perfeita para mergulhos descompromissados.

E não deixe de ir na Praia do Sono. Paraíso na terra, o lugar tem água claras, areias brancas e apenas uma construção, enfiada no meio de um cinturão verde de Mata Atlântica. Nesta casa, é possível almoçar e comprar bebidas. Com sorte, você verá grupos de golfinhos atravessando o horizonte. Que início de ano!

Paraty no rio de janeiro

a1.zoedeastudio.com
24 abr 2024
Comments (0)
Dicas

Imagine um lugar ideal para férias ou descansos rápidos. Praias paradisíacas e de águas claras de dia, lojas de grife à tarde e restaurantes de nível internacional e baladas à noite. Tudo isso envolto em um clima simples, próprio de um lugar que começou como uma vila de pescadores.

Este é o retrato de Armação de Búzios, um município localizado em uma península com oito quilômetros de extensão, 23 praias para os mais diferentes gostos e a famosa Rua das Pedras, conhecida por reunir lojas e restaurantes com o charme que só uma cidade praiana pode oferecer.

Saiba mais detalhes deste lugar e aproveite!

Búzios

Como chegar


Saindo do Rio de Janeiro, a viagem leva cerca de 2h30. É possível ir de ônibus, mas alugar um carro pode ser a melhor pedida, principalmente para facilitar a locomoção dentro da península.

O que levar


Roupa de banho e peças leves para o dia e, por precaução, casaquinhos para a noite. Por ser uma cidade litorânea, o vento pode ficar forte de vez em quando.

Ah! Não esqueça de máscara e snorkel para mergulhos rasos. Quase todas as praias oferecem cenários perfeitos para nadar com peixes e tartarugas.

Onde ficar


A cidade tem muitas opções de hospedagem, para todos os gostos. Antes de definir onde quer ficar, dê uma olhada nas características das principais praias do lugar (abaixo).

Onde comer


A Rua das Pedras e seus arredores oferecem uma variedade imensa de restaurantes dos mais diferentes estilos. Comida Árabe, Japonesa, Mexicana e, é claro, de praia, com muito peixe e frutos do mar. Antes de se sentar, cheque o cardápio e os preços para não levar sustos.

Algumas praias


João Fernandes

Suas águas cristalinas e calmas convidam para um mergulho de snorkel a qualquer hora do dia. Se puder, tente explorar as águas rasas do lado direito da praia.

Sob as sombras dos barcos, é comum encontrar tartarugas passeando por ali. No lugar, existe uma boa infraestrutura de hospedagem e quiosques que oferecem refeições e bebidas.

Geribá

Diferente de João Fernandes, esta praia é bem mais agitada e reúne a galera que gosta de surfar e praticar outros esportes. Point obrigatório para os mais jovens, oferece o cenário ideal para windsurf, bodyboard e stand up. Fique atento: a água é bastante gelada.

Praia da Tartaruga

Uma das praias com águas mais quentes, também é muito procurada pela tranquilidade. Aproveite o que os quiosques ao longo da faixa de areia oferecem e não deixe de explorar com uma máscara e snorkel os costões. Se puder, espere o pôr do sol para levantar acampamento.

Praia da Tartaruga em Búzios

Praia Azeda


Das praias mais lindas do Brasil, Azeda e Azedinha são atualmente Áreas de Proteção Ambiental. As rochas e a vegetação que emolduram a faixa de areia fecham o quadro de beleza única.

No verão, é preciso chegar cedo para garantir lugar na curta faixa de areia. Mais uma vez não esqueça o equipamento de mergulho, pois os peixinhos fazem a festa.

Praia Azeda em Búzios


Para descansar ou curtir ao máximo as férias, Armação de Búzios é sem dúvida uma ótima opção.

E então, já comprou o seu equipamento básico de mergulho?

a1.zoedeastudio.com
24 abr 2024
Comments (0)
Dicas

O carnaval no Rio de Janeiro vai muito além da turística e deslumbrante Marquês de Sapucaí. Enquanto carros alegóricos, efeitos especiais e fantasias luxuosas desfilam na passarela, blocos de rua arrastam multidões em praias, avenidas e praças da cidade.

Todos os anos, dezenas de blocos organizados tomam o Rio de Janeiro. Dos mais simples e clássicos aos inovadores, há opções para todos os gostos. Em comum, uma alegria ingênua e verdadeira que leva a cidade às suas origens carnavalescas e as pessoas a um clima de festa interminável até a quarta-feira de cinzas.

Neste texto, vamos indicar alguns blocos que marcaram o carnaval nos últimos anos.

santa teresa rio de janeiro

Carmelitas (Santa Teresa)


Nas sextas e nas terças de carnaval, o Bloco das Carmelitas invade as ladeiras de Santa Teresa com muita alegria, cores e música. Em 2016, 10 mil pessoas seguiram a bateria e cantaram o samba escolhido para aquele ano. No meio de tanta gente, é possível encontrar várias vestidas de freiras e o motivo é nobre.

Segundo a lenda, uma freira pulou o muro do convento, na sexta de carnaval, para se entregar à folia e só voltou na terça-feira. As fantasias, portanto, impedem que alguém reconheça a freira fujona.

Onde: Esquina da Ladeira de Santa Teresa com rua Dias de Barros, às 15h, na sexta e no Largo do Curvelo, às 10h, na terça de carnaval.
Dica: chegue cedo para ficar perto da bateria.

ipanema rio de janeiro

Simpatia É Quase Amor (Ipanema)


Nascido em 1985, um dos mais tradicionais blocos do Rio de Janeiro desfila por toda a praia de Ipanema, nos domingos de carnaval. No ano passado, 180 mil pessoas lotaram a orla seguindo o som de mais de 80 ritmistas que tocavam um samba próprio do bloco.

Mais do que pular carnaval, o bloco Simpatia É Quase Amor oferece também um cenário incrível. A praia de Ipanema, abençoada pelo morro Dois Irmãos de um lado e a pedra do Arpoador do outro. No meio, um imenso mar para matar o calor com mergulhos a qualquer hora. É de graça!

Onde: a concentração acontece às 16h do domingo de carnaval, bem na Praça General Osório, em Ipanema. Dica: experimente encaixar a ida ao Simpatia a um outro bloco menor nas redondezas.

Cordão do Bola Preta (Centro)


Não há duvida. Quando falamos de tradição no carnaval, o Cordão da Bola Preta ganha de lavada. Fundado em 1918, o bloco é o ultimo dos antigos cordões que agitavam o Rio no início do século XX.

Diante de tanta força, a festa que toma a Avenida Rio Branco, principal do Centro da cidade, atrai mais de um milhão de pessoas que pulam e cantam as principais marchinhas da história do carnaval carioca.

Onde: dia 25 (sábado de carnaval), às 8h da manhã. Concentração na rua Primeira de Março, entre as ruas Buenos Aires e Rosário.

banda de ipanema rio de janeiro

Cordão do Boitatá (Centro)


O Cordão do Boitatá mantém, ano após ano, um charme imbatível. Pelo lugar onde se apresenta, pela história e pelo clima de festa.

Um dos responsáveis pela recuperação do carnaval de rua no Rio, o Boitatá se apresenta ao lado do Paço Imperial (aquele lugar onde D.Pedro I disse que ficava para o bem da nação), em plena Praça XV. Ali, durante horas, os músicos tocam marchinhas animando crianças e adultos.

Onde: normalmente se apresenta a partir das 7h na Praça XV, Centro do Rio de Janeiro.

dica aqui é simples: chegue bem cedo e leve as crianças.

Existem muitos outros blocos que valem à pena conhecer. O Cordão do Boi Tolo, Gigantes da Lira (para crianças), Bagunça meu Coreto, Que Merda é Essa, Barba e A Rocha. Em todos os casos, confirme antes o local e o horário da concentração.

No mais, se fantasie e caia na folia carioca.

a1.zoedeastudio.com
24 abr 2024
Comments (0)
Dicas
Comments (0)

A capital da Grécia é mais do que um lugar fantástico para se visitar. Uma das cidades mais antigas do mundo, Atenas teve um papel único: ajudou a moldar toda a civilização ocidental, o que inclui pessoas muito importantes: nós.

Portanto, passear pelos seus principais pontos turísticos significa ver parte da origem da nossa própria cultura, tanto em termos de linguagem como em termos sociais e econômicos.

Acropole em Atenas

Acrópole


Ponto alto da cidade, literalmente, a Acrópole (Cidade Alta) reúne uma série de monumentos com mais de 2 mil anos de história. Vamos a alguns deles:

Parthenon

Uma das construções mais conhecidas do mundo, o Parthenon foi um templo dedicado à deusa Atena e tem detalhes no mármore que pedem algum tempo de contemplação.

Erecteion

Construído e dedicado ao deus Poseidon e à deusa Atena, é considerado o mais belo monumento em estilo jônico. Ficou pronto em 406 antes de Cristo.

Propileu

A porta da Acrópole. Imensa, o lugar serviu como fonte de inspiração para outros portais do mundo ocidental, como o Portão de Brandemburgo, em Berlim.

Templo de Atena Nice

Também dedicada à Atena, foi construído para que a deusa ajudasse os gregos na guerra contra Esparta. Dentro da construção havia uma estátua de Atenas, porém sem as asas, para que não pudesse voar para longe da cidade. Por isso era chamada de Nike Ápteros (Vitória sem asas).

Ágora de Atenas em Atenas

Ágora de Atenas


Local onde os cidadãos atenienses debatiam publicamente, essencial para a formação da democracia ateniense. Mesmo em ruínas o espaço é um dos pontos turísticos mais procurados na cidade.

Templo de Zeus Olímpico em Atenas

Templo de Zeus Olímpico


Localizado no centro da cidade, este templo foi dedicado ao deus maior da mitologia grega e foi considerado um dos mais imponentes e famosos de toda a Grécia. Atualmente, restam apenas 15 colunas de pé e uma caída. Mesmo assim, pode se ter uma ideia da grandiosidade do antigo povo ateniense. Perto dele, uma outra construção: o Arco de Adriano, imperador que finalizou o templo.

Estádio Panatenaico em Atenas

Estádio Panatenaico


Construído em 566 A.C., este estádio de atletismo, todo feito em mármore branco, é uma das joias de Atenas. Indica a força do esporte naquela época. Tão forte que foi palco dos primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna, em 1896.

Teatro de Herodes em Atenas

Teatro de Herodes


Levantado no segundo século depois de Cristo, este teatro conserva a mesma arquitetura original e, de acordo com documentos históricos, perdeu apenas 120 lugares em comparação ao original. Sua estrutura antiga revela de onde saiu a inspiração para a construção dos teatros modernos e contemporâneos.

Visitar Atenas permite que conheçamos a nossa própria história. Um lugar fantástico, imperdível, definitivo. Não perca tempo, voe para o passado. Voe para Atenas.

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Parte do arquipélago grego das Cíclades, esta pequena terra (86 km²) cercada de mar já foi palco da guerra entre Zeus e os Gigantes, antes de ser ocupada por uma dezena de povos no decorrer de sua história.

Mas hoje, o Olimpo não manda nada! Quem manda mesmo são os viajantes que ocupam e enchem de energia este lugar. Na praia paradisíaca, na escapada para uma ilha vizinha ou na badalação, não existe quem saia daqui sem querer ficar mais um pouco.

Image

A cidade da ilha


Chora é um nome sensacional para uma cidade. Mas não tem o significado que imaginamos. Em grego, dá nome ao espaço em volta da pólis ou à maior vila de uma ilha, o que é o caso. Esta vila encanta pela arquitetura, ruas que mais parecem um labirinto e uma infinidade de restaurantes, tavernas e lojinhas.

Não perca os moinhos, um cartão postal do lugar, construídos na época da ocupação veneziana, e a Little Venice, um monte de casinhas brancas à beira mar. Um ótimo lugar para apreciar um pôr do sol único!

Kalafatis em Mykonos

As praias


Mykonos tem praias para todos os tipos de viajantes. As mais tranquilas para a família, as mais badaladas para a galera que só quer festa. Em comum, a maioria oferece cadeiras e guarda-sóis por um preço fixo, além da cor da água: um espetáculo à parte.

Abaixo, destacamos algumas que você vai gostar de visitar. No entanto, o melhor mesmo, é passear e namorar todas elas. Quando a afinidade bater, simplesmente pare, estenda a canga (ou a camisa) e voilà!

• Kalafatis (12km de Chora): com estrutura e preparada para esportes aquáticos, como Windsurf e mergulho.
• Paradise (6km de Chora): uma das mais famosas da ilha, esta praia está sempre cheia durante o dia e também à noite quando as festas tomam o lugar.
• Agia Anna (6km de Chora): pequena e mais calma, esta praia tem o poder de acalmar e relaxar. Com menos estrutura, atrai menos visitantes também.
• Agios Sostis (8km de Chora) e Divounia (12km): essas duas praias não oferecem estrutura e, também pela distância, são bem mais calmas. Perfeitas para escapar da badalação e curtir momentos de relaxamento.

Delos em Mykonos

A ilha de Delos


Com pouco mais de 4 horas de passeio, os viajantes que visitam a ilha de Mykonos podem dar uma escapada até a mítica ilha de Delos. Aqui, no entanto, o lance é para quem gosta de história e de mitologia grega.

O que fora uma das cidades mais importantes do Mar Egeu, a inabitada ilha de Delos se apresenta hoje como um grande tesouro a céu aberto. Não perca a avenida dos Leões, a casa de Dionísio e as ruínas da mansão de Cleópatra. Em tempo: vale à pena contratar um pacote completo, com transfer, embarcação e tour guiado.

Onde mais você pode pegar um sol, pular em uma festa a beira mar e mergulhar? Bom, até aí um monte de lugares. Mas fazer tudo isso e ainda conhecer a casa da Cleópatra…aí, só em Mykonos.

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

De cara para o Mar Adriático, a Croácia vem sendo redescoberta pouco a pouco por viajantes de todo o mundo. A rica história, as construções de beleza única e os cenários de filme são imãs poderosos. Tão fortes que fazem com que o turismo cresça mais rápido do que os outros setores produtivos do país.

Mantendo a nossa tradição, vamos explorar alguns programas imperdíveis neste país encantado.

Zagreb na Croacia

Zagreb


Não é Salvador, mas Zagreb – capital da Croácia – também tem suas cidades alta e baixa. E ambas são repletas de construções históricas, monumentos e museus. Para os da noite, a cidade não deve nada: bares, restaurantes e um clima incrível. Não perca a Igreja de São Marco e seu telhado colorido, a Torre Lotrscak (e um lindo panorama da cidade), o Mercado Dolac (ótimo para comprinhas e para provar a gastronomia local) e, finalmente, a rua Tkalciceva (e suas dezenas de restaurantes e bares).

As ilhas


Com tantas ilhas espetaculares, fica difícil escolher a próxima parada. Com um centro histórico singular, Korcula desponta entre as opções. Sua muralha e construções são verdadeiras máquinas do tempo. Já Hvar oferece muito agito depois de o sol se pôr. Nela, a infraestrutura também se coloca como um ponto alto. Vis, por sua vez, tem uma natureza de tirar o fôlego. Um ótimo lugar para relaxar e comer uma comidinha local, com frutos do mar, é claro. Isso tudo sem falar das praias de cada uma dessas ilhas.

lagos plitvice croácia

Os lagos


Considerado a maior atração do país, o Parque Nacional dos Lagos Plitvice impressiona ainda por fotos, mas arrebata quando estamos presentes. Os 16 lagos interligados por cachoeiras, a cor da água e o cenário nos transportam para lugares mágicos. Quem já foi, jura que ficou à espera de um duende ou um elfo surgir de dentro da água ou da floresta.

Dubrovnik croácia

Game of Thrones


Cenário de algumas cenas da série mundialmente famosa Games of Thrones, a cidade de Dubrovnik passou a receber tantos turistas que a Unesco fez um alerta às autoridades para diminuir o intenso fluxo de pessoas. De todos as ruas e monumentos utilizados pela série, a mais legal é o Forte Lovrijenac que representa na trama a Fortaleza Vermelha. Mesmo que não tivesse este chamariz impossível de ser ignorado, Dubrovnik é uma cidade imperdível para quem gosta de história.

Quer saber quando é o próximo voo? Fale com a gente, que nós resolvemos tudo pra você!

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Capital dos Países Baixos, Amsterdam reúne características únicas que a colocam como um dos destinos mais procurados por turistas de todo o mundo.

Com centenas de marcos históricos de importância única, berço de artistas que influenciaram gerações e centro irradiador de tendências, a cidade que já comandou o mundo pode ser o seu próximo destino!

Dica: os meios de transporte em Amsterdam funcionam bem. Por isso, trechos importantes em uma viagem, como sair do Aeroporto, podem ser percorridos sem sustos pela combinação trem e tram (bonde).

História viva


Quando falamos de história, não precisamos ficar restritos a igrejas e museus tradicionais. Em Amsterdam, a história pode ser contada, por exemplo, na fábrica de uma grande cervejaria ou na casa de uma fugitiva.

Heineken Experience


Na Experiência Heineken, o viajante conhece as principais etapas da produção de uma das cervejas mais conhecidas do mundo e, no final, ainda participa de uma degustação especial.

Dica: fique atento, pois em geral ao comprar o ingresso para o Heineken Experience você ganha um passeio de barco pelos canais de AMS.

Heineken Experience em Amsterdam

A casa de Anne Frank


Falando em experiências, outro lugar que oferece uma viagem completa é a casa de Anne Frank.

Escondida junto com sua família dos Nazistas, a menina manteve um diário, no qual detalhou os tempos difíceis da Segunda Grande Guerra. Capturada, teve sua história publicada em diversas línguas, em diversos lugares.

Dica: chegue cedo ou compre com bastante antecedência pela Internet. As filas são grandes e costumam durar mais de duas horas.

Arte pela arte


A cidade de Amsterdam foi o cenário de inspiração para muitos artistas holandeses consagrados pela história. Atualmente, esta cultura plástica, refletida principalmente na pintura e nas esculturas, pode ser estudada e admirada em grandes museus da cidade.

• O Rijksmuseum reúne em sua coleção obras de arte produzidas por grandes gênios da pintura e artefatos históricos locais e de pontos remotos do planeta. Um museu tradicional, fascinante e imperdível.

• Imagine a vida de um cidadão que não fez sucesso enquanto pintava seus quadros. Imagine um cara que arrancou a própria orelha. Imagine que depois de morrer, ele se tornou um dos grandes mestres da pintura diante do todo o mundo. Com uma história dessa, é impossível não conhecer o Van Gogh Museum, local onde se pode conhecer os quadros e a história de Vincent van Gogh.

Amsterdam

Tendências


Amsterdam é reconhecida em todo o mundo como uma cidade a frente de seu tempo. O uso legal de substâncias como maconha em ambientes restritos e a transformação da zona de prostituição em um local turístico geram controvérsias, mas fascinam os visitantes que buscam o diferente.

Coffee Shops


Espalhados por toda a cidade, os Coffee Shops oferecem maconha em cardápios organizados por origem, intensidade e características da cannabis. Nestes lugares, é realmente estranho ver uma substância ilegal em nosso país ser comercializada como vinhos ou whisky.

Coffee Shops em Amsterdam

Red Light District


Na parte antiga da cidade, os viajantes poderão conhecer a Red Light District, a zona de prostituição de Amsterdam. Localizada no meio do bairro boêmio da cidade, a área também é famosa pelos bares e bons restaurantes.

No meio de tanta mistura, é comum ver grupos de turistas passeando diante das famosas vitrines, através das quais se mostram para os passantes.

Dica: é proibido tirar fotos na rua das vitrines.

Red Light District em Amsterdam

Andar de bicicleta


Seja nos museus, no bairro boêmio ou nas principais avenidas de Amsterdam, um dos principais meios de transporte da cidade é a bicicleta. As praças estão lotadas de magrelas estacionadas e as ruas e pontes são atravessadas por elas a todo o momento.

Dica: vale à pena fazer um Tour Guiado de Bicicleta (www.webikeamsterdam.com). Além de divertido, é saudável e diferente.

Bicicletas em Amsterdam


Independentemente dos lugares que for visitar, busque em Amsterdam uma viagem de calma e tranquilidade.

Ande pelas ruas, passe pelos inúmeros canais, sente para tomar um café descompromissado e observe o movimento de um lugar que fez e continua fazendo história.

Que tal começar a planejar o seu roteiro por esta cidade incrível?

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Poucas cidades no mundo têm tanto charme como Paris. A mística da capital francesa – construída por muitos filmes, músicas, gastronomia, revoluções e o indefectível idioma – é tão forte que continua atraindo um número assombroso de turistas todos os anos.

Em 2017, por exemplo, a cidade luz recebeu mais de 15 milhões de visitantes de outros países! Uma estatística que a coloca a frente de destinos consagrados como New York e Roma. Para se ter uma ideia, a representante brasileira mais bem colocada é o Rio de Janeiro, em 80° lugar, com cerca de 2,5 milhões de visitas.

Para explorar ao máximo a alma parisiense, preparamos roteiros que o levarão, ao longo das margens do rio Sena, aos pontos mais conhecidos e emblemáticos da cidade. Esses passeios podem ser divididos da forma que desejar, com paradas longas em museus e praças, ou passeios leves e descompromissados.

Para quem já conhece Paris, é uma boa forma de matar a saudade; para quem ainda não foi, um aperitivo especial.

Quem sabe não é a hora de ir?

Notre-Dame – d’Orsay


Ao descer na estação de metrô Saint-Michel, você verá no meio do rio Sena uma pequena ilha. Vire a direita até avistar a Catedral de Notre-Dame, o primeiro ponto turístico de nossa caminhada.

Notre-Dame de Paris

Construída em 1163, esta catedral conhecida em todo mundo pelos gárgulas que enfeitam uma de suas faces é dedicada a Maria, mãe de Jesus. De estilo gótico, a construção foi palco do romance “Notre-Dame de Paris”, de Victor Hugo, que, por sua vez, inspirou o desenho da Disney, “O Corcunda de Notre-Dame”.

Dica: Quem gosta de admirar prédios como esse, entre e explore a Catedral por dentro. Preste atenção aos vitrais e ao efeito da luz ao passar por eles. Simplesmente suntuoso.

Catedral de Notre Dame em Paris


Volte na mesma margem (em direção à estação de metro) e caminhe pelas margens do rio por cerca de 30 minutos. No percurso, respire a rotina dos parisienses, pare para tomar um café e visite as barraquinhas de souvenirs que se espalham nas margens do Sena.

Do outro lado do rio, você poderá ver o Louvre, mas não atravesse ainda. No final da caminhada, você verá o Museu d`Orsay.

Museu d’Orsay


Abrigado em uma antiga estação ferroviária, o Museu d`Orsay é, para muitos visitantes, mais interessante do que o próprio Louvre, principalmente por ser menor, menos agitado e ainda assim oferecer uma experiência única.

Sua construção, que permite a entrada de luz natural, ilumina ainda mais uma coleção de fazer inveja aos melhores centros culturais do mundo. Se perca entre as obras de mestres, como Van Gogh, Degas, Boudin, Gustave Courbet, Gauguin, Gaudí, Matisse, Monet, Munch, Renoir, Camille Claudel e Auguste Rodin.

Museu d’Orsay em paris

d`Orsay – Palácio dos Inválidos


Depois da experiência cultural no Museu d`Orsay, continue a caminhada na mesma margem do rio até chegar a uma ponte com grandes colunas. Ao olhar para a direita, você verá uma construção enorme precedida por uma grande praça. O conjunto chama-se Hotel ou Palácio dos Inválidos.

Palácio dos Inválidos

No ano de 1670, o rei Luís XIV ordenou a construção de um abrigo para os seus soldados inválidos. Atualmente, além de manter a missão inicial, o enorme complexo também abriga museus militares e uma necrópole, na qual estão sepultadas figuras históricas como Napoleão Bonaparte.

Dica: Perto do rio, perceba o posicionamento dos canhões na esplanada. Estão todos voltado para o Palácio do Eliseu. O objetivo reflete o espírito do povo que fez a Revolução Francesa: lembrar aos governantes que o povo é soberano e pode, se necessário, voltar às armas.

Palácio dos Inválidos – Torre Eiffel


Ao deixar para trás o Palácio dos Inválidos, não deixe de seguir a mesma margem do rio para chegar ao monumento que melhor representa Paris. Na verdade, se você olhar para frente, neste momento, já é possível vê-lo ao longe.

Torre Eiffel

Quem diria que o arco de entrada de uma grande exposição se tornaria o monumento mais visitado do mundo. A Torre Eiffel, construção mais alta de Paris (300 metros), é o símbolo máximo de todo o país e representa, de certa forma, toda as influências que recebemos – por meio de imagens, filmes e músicas – do povo francês.

Dica: Em seu último nível, existe uma sala indicando a distância em relação às principais cidades do mundo. Além disso, a vista para toda a cidade é magnífica e única. Quando for visitá-la, tenha paciência para as filas. Em geral, são grandes, mas andam supreendentemente bem.

Vale à pena também visitar a Torre ao menos duas vezes. Uma de dia e outra no final da tarde. Se já estiver escuro, passe em um mercado, compre uma garrafa de vinho e alguns queijos e sente-se nas diversas áreas próximas ao monumento. Quando começar o show de luzes da Torre, você estará em um dos mais românticos cenários da Terra.

Torre Eiffel em paris


Após finalizar esta caminhada ao longo do rio Sena, você perceberá que faltaram muito lugares icônicos para visitar. Abaixo, selecionamos mais alguns lugares fora do roteiro apresentado que você não pode perder.

Museu do Louvre


Para aqueles que gostam de arte e cultura, o Louvre é um programa para mais de um dia. O prédio, por si só, já se apresenta como uma grande atração. Elaborado nos primórdios como uma fortaleza, transformou-se em palácio real antes de tomar o significado que tem hoje.

Dentro dele, um acervo imenso com mais de 380 mil itens, que contam a história da humanidade. Mesmo que os artefatos históricos sejam valiosíssimos, as obras de arte são ainda mais procuradas. Em poucos lugares do mundo, você encontrará tantos mestres juntos. Veja alguns nomes: Rafael, Michelangelo, Leonardo Da Vinci, Donatello, Eugene Delacroix, Rembrandt, Caravaggio, Sandro Botticelli, El Greco e Velásquez.

Dica: Antes de deixar o complexo, dê uma caminhada no Jardim das Tulherias, logo atrás do Louvre. Criado para servir de área de lazer a Catarina de Médici, o lugar é lindo.

Museu do Louvre em paris

Arco do Triunfo e Champs-Élysées:


Depois de visitar o Louvre e passar pelos Jardins das Tulherias, aqueles que gostam de caminhar podem seguir em frente pela Champs-Élysée em direção ao Arco do Triunfo. A rua é conhecida internacionalmente por reunir lojas de grifes famosas, cafés, cinemas e por ter sido cenário de diversos filmes.

No final desta larga avenida, o visitante encontrará, em destaque, o Arco do Triunfo. Este monumento foi construído para comemorar as vitórias militares de Napoleão Bonaparte. Em suas paredes, observe o nome de 128 batalhas e mais de 500 generais. Sob o solo, encontra-se o Túmulo do soldado desconhecido.

Arco do Triunfo em paris

Sacré-Coeur e Moulin Rouge


Sobre o monte Martre, no bairro boêmio de Mont- Martre, esta basílica se apresenta aos parisienses no ponto mais alto da cidade. O passeio ate lá pede um almoço no caminho em um dos pequenos e aconchegantes restaurantes das ruas do morro.

A cerca de 15 minutos de caminhada, chegue ao Moulin Rouge, lendário cabaret parisiense. Se você quiser mergulhar no clima da Belle Époque, aproveite um dos espetáculos oferecidos pela casa.

Sacre Coeur em paris


Neste texto, falamos de apenas alguns pontos imperdíveis da cidade de Paris. Sem duvida, é uma das cidades do mundo que pede mais de uma visita ou uma vida inteira.

Quem sabe não é a hora de fazer parte da cidade luz?

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

A capital da Inglaterra é um lugar mágico, mesmo que não esteja coberta pela tradicional neblina londrina. As construções históricas, os pubs com cervejas fortes e pratos diferentes e o estilo cosmopolita da cidade são convites a viajantes atrás de aventuras e experiências únicas.

Neste texto, vamos propor um passeio a pé pelas margens do rio Tâmisa (Thames). Nele, será possível visitar lugares de fama internacional, lojas fantásticas, pubs lotados, feiras livres e espaços para piqueniques. Mochila nas costas, alguns pounds no bolso e let’s go!

Próxima parada: Westminster

Programe para começar a caminhada a partir da estação de metrô de Westminster (yellow and green line). Ao chegar à superfície, você dará de cara com quatro ícones londrinos: o Big Ben, o parlamento, a London Eye e a Abadia de Westminster.

Abadia de Westminster


Para quem teve a oportunidade de conhecer algumas cidades da Europa, esta seria apenas mais uma igreja. No entanto, vale à pena entrar no lugar onde são coroados os reis da Inglaterra.

Além da construção suntuosa e dos detalhes internos, o local serve como túmulo de personagens históricos. Tente encontrar, entre as dezenas de jazigos, nomes como Charles Darwin, Sir Isaac Newton e Charles Dickens.

Não deixe que a tentação de atravessar a ponte vença e siga deste lado do rio por um pouco menos de dois quilômetros para chegar aos jardins do Temple Church.

Abadia de Westminster em Londres

Temple Church e os templários


Depois da caminhada relaxante com a companhia do histórico Tâmisa, você chegará aos jardins do Temple Church. Essa é uma das construções mais legais da cidade. Simples, é verdade, mas cheia de história e com a capacidade de te transportar no tempo.

Construído no século XII pelos cavaleiros templários, o local serviu como quartel general da ordem na Inglaterra. Durante o reinado do rei João (1199 – 1216), foi também sede do tesouro real. Em suas paredes e chão, há diversas referências aos templários e, é claro, túmulos bem antigos.

Não atravesse ainda, você o fará um pouco mais a frente, em um dos cartões postais da cidade. Siga nesta margem do rio por um pouco menos de três quilômetros. A próxima parada é:

Temple Church em Londres

Tower of London


Construída em 1078, o palácio e fortaleza real, conhecidos como Torre de Londres, simbolizou durante muito tempo o poder na capital inglesa. Lugar para torturas e execuções de inimigos do Estado, também serviu como depósito de armas, prisão etc.

Diz a lenda que fantasmas passeiam por suas torres e salões. O mais conhecido deles é Ana Bolena, rainha decapitada depois de ser acusada de traição.

Vale voltar aqui e fazer o passeio guiado. Além de muito instrutivo, os guias são ingleses fantasiados de soldados e viciados em piadas. Se quiser, procure saber sobre a história dos príncipes da torre.

London Tower em Londres

Tower Bridge


Finalmente, é hora de atravessar o rio. Ande até a Tower Bridge e aproveite a vista de um dos lugares mais charmosos de Londres. Depois das fotos, ande por cerca de 300 metros e conheça o HMS Belfast, um navio que liderou a frota do Reino Unido na Oceania e combateu na 2º Grande Guerra.

Durante todo o trajeto, pare nos pubs e experimente diferentes tipos de cerveja e comidas. Em geral, os pratos servidos nestes tradicionais bares londrinos não são frescos, exceto as comidas tradicionais como rins e fígados. Experimente, mas não coma nem beba demais!

Tower Bridge em Londres

Globe Theather


De volta a caminhada, avance por mais três quilômetros e pare em frente ao Globe Theather. Teatro inglês construído em 1599 foi destruído em um incêndio e reinaugurado em 1996, a alguns metros da localização original. Este teatro teve como sócio William Shakespeare e, nele, foram encenadas peças como Hamlet e Rei Lear.

Globe Theather em Londres

Saint Paul Cathedral


Alguns metros a frente, pare diante da Millenium Bridge e olhe para o lado oposto do rio. Você verá a Saint Paul Cathedral. Diz a história que, durante a 2º Guerra Mundial, o primeiro ministro Winston Churchill fazia todos os dias pela manhã a mesma pergunta: “Saint Paul ainda está de pé?”. Para ele, a catedral simbolizava a resistência inglesa diante dos ataques aéreos alemães.

Saint Paul Cathedral em Londres

Tate Museum


Agora olhe para trás e se depare com o Tate Museum. Com quatro galerias em uma construção imensa, os visitantes podem ver algumas das grandes obras da arte moderna.

Depois de finalizar o passeio, desça até o térreo utilizando um escorrega. Lembre-se: em Londres as coisas tendem a ser um pouco diferentes.

tate museum em londres

Para encerrar o passeio, a London Eye


Coragem, falta apenas um quilômetro para fechar o passeio. Agora você deverá chegar na base da London Eye. Se quiser, dê uma volta. Caso contrário, sente em um dos bancos à margem do Thames e relaxe olhando para o Big Ben e digerindo todas as informações que recebeu neste passeio.

london eye

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024

Alemanha 🇩🇪

Dicas
Comments (0)

Pode-se dizer que a cidade de Berlim representa a alma do povo alemão. Dinâmica e histórica, múltipla e com ricos detalhes, linda e sempre organizada. Como poucos lugares que você pode visitar no mundo.

Neste rápido texto, vamos falar de cinco lugares na capital alemã que você não pode deixar de visitar, mesmo que você já tenha ido até lá.

Portão de Brandemburgo em Berlim

Portão de Brandemburgo


Antes de ser o que é atualmente, era uma das portas de Berlim, quando a cidade ainda era cercada por muros. Entre 1788 e 1792, por ordens do rei Frederico Guilherme II da Prússia, levantou-se a estrutura que perdura até os dias de hoje. Naquela ocasião, iniciava a avenida que levava ao Palácio dos reis da Prússia. Durante a Segunda Grande Guerra, foi danificada e posteriormente restaurada. Hoje, simboliza a força alemã e a paz da Europa.

memorial holocausto em berlim

Memorial do Holocausto


Batizado oficialmente de Memorial aos Judeus Mortos da Europa, o monumento conta com 19 mil metros quadrados cobertos com pouco menos de 3 mil blocos de concreto. Sem nenhum simbolismo clássico, a própria disposição dos blocos causa um certo desconforto, essencial para a compreensão desta tragédia da Segunda Grande Guerra. Em seu subterrâneo, há uma lista com o nome das vítimas judias conhecidas do Holocausto.

Kaiser Wilhelm Memorial Church em Berlim

Kaiser Wilhelm Memorial Church


Homenagem ao rei Guilherme I da Alemanha, esta igreja – construída em 1890 – foi quase completamente destruída durante a Segunda Grande Guerra. As ruínas foram mantidas, entretanto, como uma lembrança dos erros que não podem ser repetidos. Próximo dali, visite a Kurfürstendamm, uma avenida que figura como um dos melhores locais para compras da cidade.

Prinzessin-nengärten em Berlim

Prinzessin-nengärten


Esta é uma antiga praça chamada Moritzplatz que foi palco do poder transformador da sociedade alemã. Por seis décadas, o local ficou abandonado até ser adotado por um grupo de ativistas que criou ali mesmo um espaço de agricultura urbana. Visite, passeie e experimente comidas e cafés produzidos ali mesmo, no meio da imensa Berlim.

east side gallery em berlim

East Side Gallery


Não é possível falar de Berlim e não lembrar do histórico muro que dividiu a cidade durante a Guerra Fria. Mas na Alemanha, as coisas acontecem um pouco diferente. Na East Side Gallery, um pouco mais de mil metros de muro foram cobertos por pinturas de artistas de todo o mundo. Diz-se, inclusive, que a galeria a céu aberto talvez seja a maior e mais duradoura do tipo em todo o mundo.

E você, já conhece Berlim? Para quem ainda não conhece e mesmo para aqueles que já foram a esta cidade, o verão na Europa está chegando e com ele o melhor momento de visitar o continente. Quem sabe a hora de viajar não chegou?

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Capital da Baviera, Munique é uma joia rara da Europa Continental. Mesmo com uma história dramática – foi praticamente destruída na Segunda Guerra Mundial – Munique se apresenta ao mundo como um lugar dinâmico, tecnológico, industrial, com forte pegada cultural e uma capacidade de atrair turistas de todos os cantos do mundo com alegria e cerveja.

O lema da cidade “Munique gosta de você” reflete a forma como a cidade recebe os visitantes. Para ajudar nesta relação entre a cidade e você, leitor, vamos explorar três faces imperdíveis de Munique.

Oktoberfest


No dia 17 de setembro de 2016 começa um dos festivais mais populares e amados do planeta: a Oktoberfest. Maior do mundo, o festival de cerveja e de cultura dura cerca de duas semanas e termina, neste ano, no dia 2 de outubro.

Criado em 1810 para celebrar o casamento de um rei, o festival terá 16 dias de festa, de cervejas, de atrações e muita, muita gente, de todas as línguas e origens. São mais de seis milhões de pessoas cantando, dançando e vivendo uma experiência única.

São mais de 30 tipos de cerveja, servidas em 14 grandes espaços e 21 menores. Cada um deles com características únicas, tanto no sabor da bebida como nas opções de comida. Além da grande diversidade no quesito comida e bebida, o espaço oferece atrações como concertos, paradas e promoções especiais, como o dia da família, no qual alguns preços ganham descontos generosos.

Aproveite ao máximo a vida e não deixe de participar, ao menos uma vez, deste festival que já faz parte da história da humanidade.

Oktoberfest em Munique

Carros e mais carros


Sede de uma das montadoras mais famosas do mundo, a BMW, Munique soube transformar a indústria em turismo. Se você está na cidade, aproveite para conhecer a loja e o museu da marca. Diz a lenda que mesmo aqueles que não são grandes apaixonados por carros, se divertem muito. Imagina, então, os que gostam.

No BMW Welt, futuro e presente dividem o espaço. O visitante conhece o que a BMW espera poder fazer nos próximos cem anos ao mesmo tempo em que passeia pelos últimos lançamentos da marca. Destaque merecido para os projetos conceituais, aqueles que impressionam pela criatividade e design, mas que raramente chegam às ruas.

Termine o round na lojinha de lembranças. Se você não pode comprar um BMW, uma miniatura pode ser interessante. Já o museu oferece uma exibição permanente em uma área de quatro mil metros quadrados. São mais de 120 peças, entre automóveis, motocicletas e motores que representam as nove décadas de história da BMW.

BMW em munique

O coração de Munique


Cercada por construções históricas e contemporâneas, a Marienplatz (Praça de Maria) está localizada no centro da cidade e recebe todos os dias milhares de pessoas.

O movimento intenso se deve ao grande número de cafés, restaurantes, lojinhas e, principalmente, construções icônicas, como Neues Rathaus (nova prefeitura), Altes Rathaus (antiga prefeitura, onde funciona hoje o museu do brinquedo) e a Mariensäule (a coluna de Maria).

Todos os dias, às 11h, 12h e 17h, começa, na torre principal da Neues Rathaus, o show dos sinos. São cerca de dez minutos de música que hipnotiza os espectadores reunidos na praça. Além de gratuito, o espetáculo (Glockenspiel) traz referências históricas do antigo império da Baviera. Imperdível!

munique na alemanha


Se você ainda não conhece Munique, aproveite a proximidade com a Oktoberfest e vá!

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Considerada a mais antiga cidade grande da Alemanha, Colônia é história pura. De colônia romana (cidade sob a lei de Roma) a centro cultural mundial, visitar este lugar mágico é presenciar ao mesmo tempo diversas dimensões temporais.

É pisar em pedras milenares, contemplar construções medievais, imaginar o drama das guerras mundiais e tomar uma Coca-Cola. Tudo junto, tudo misturado.

Confira alguns destaques de Colônia:

Kölner Dom (Catedral de Colônia)


Mundialmente conhecida, a sua construção teve inicio no século XIII e levou mais de 600 anos para ser concluída. Na Segunda Guerra Mundial, a construção foi alvo de inúmeros bombardeios aéreos, mas sua base permaneceu intacta e foi recuperada apenas com alguns reparos.

A Catedral é surpreendente por fora e ainda mais bonita por dentro. Além de ser possível conhecer seu interior, é possível subir os seus 533 degraus para se deparar com uma vista privilegiada, sem igual, do “Rhein” (Rio Reno), incrível visto de cima.

Kölner Dom (Catedral de Colônia)

Altstadt (Cidade Velha)


Aqui é possível vivenciar a cultura alemã tal como retratado em filmes e livros. Nessa região você pode conhecer inúmeros restaurantes e saborear a típica comida alemã.

Não deixe de jantar no restaurante “Früh am Dom”, onde é servido um tradicional “Eisbein” (joelho de porco), e apreciar a tradicional cerveja da cidade “Kölsch”.

Altstadt (Cidade Velha) em Colonia

Friesenstraße


Nesta rua, encontre inúmeras opções de bares, restaurantes e, se tiver pique, termine a noite com uma festa bem animada no “Diamonds Club”, casa de festa conhecida e tradicional da cidade.

Ponte Hohenzollern


Sobre o rio Reno, próxima a principal estação ferroviária de Colônia, esta ponte é conhecida como um lugar romântico. Em suas grades, estão pendurados “cadeados do amor” de vários tamanhos e com vários escritos. Um passeio divertido e curioso.

Ponte Hohenzollern em Colonia

Museum Ludwig e Kölner Zoo


O museu é uma ótima pedida para quem gosta de arte contemporânea. O zoológico, por sua vez, é uma atração imperdível para adultos e crianças.

Museu Ludwig em Colonia

Museu EL-DE Haus


Localizado no antigo prédio da sede da polícia nazista (Gestapo), este é o Centro de Documentação do Nazismo de Colônia.

Com diversos objetos da época, o local preserva ainda as celas onde ficavam os prisioneiros e os relatos das vítimas escritos nas paredes. Além disso, mais de 25 mil fotografias retratam as atrocidades do nazismo na Alemanha.

Museu EL-DE Haus em Colônia

Carnaval


Essa é uma experiência obrigatória. Às 11h11m11s do dia 11 de novembro é aberta a temporada de carnaval na cidade. Neste exato momento mais de 70 mil foliões fantasiados se reúnem no “Heumarkt” para dar início aos festejos.

carnaval em colônia

Fogos


Em julho, um show de fogos de artifícios sincronizados figura como a melhor pedida. São aproximadamente 4,7 toneladas de fogos que iluminam as margens do rio Reno. O evento reúne mais de 20 mil visitantes.

ponte colônia na alemanha


Se o texto te empolgou um pouquinho, imagina viver tudo isso?

So, Lasst uns nach Köln fahren?

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024

Catalunha 🇪🇸

Dicas
Comments (0)

A capital da Catalunha é uma cidade espetacular por diversos motivos. Além das praias banhadas pelo Mediterrâneo, tem cultura para todos os gostos, pessoas de todos os lugares, comidas marcantes e uma mistura equilibrada entre o antigo e o novo.

Diante de tantas características únicas, escolhemos três lugares especiais para detalhar neste texto. São locais que, de alguma forma, revelam a história e a alma da cidade de Barcelona.

La Rambla


Ponto de encontros dos turistas, a Rambla de Barcelona reúne uma fauna incrível de pessoas. Os artistas de ruas, as barracas de flores e o movimento interminável nos lembra o papel central que a cidade sempre teve na região.

Vale passear um pouco, sem compromisso. Se conseguir ir até o fim da Rambla (1.3km), você chegará ao Mirador de Colón, uma estátua de Cristovão Colombo de frente ao mar.

Dica: Evite comer nos restaurantes muito turísticos. Em geral, a comida não é boa. Preste atenção também aos pertences. Como em toda a cidade grande, existe a possibilidade de furtos.

Não perca: La Boqueria é um mercado sensacional que revela o dia a dia dos catalães. Pare um pouco, explore as banquinhas de comida, petisque uma bocata (pão com tomate e jamon) e coma uma fruta diferente antes de seguir com a caminhada.

La Sagrada Familia


Marca registrada de Barcelona, o Templo Expiatório da Sagrada Família é considerado a obra prima de Antoni Gaudí, arquiteto modernista catalão. A obra de arte, iniciada em 1882, e ainda não terminada, foi idealizada em estilo neogótico e, depois da morte do artista, enfrenta um grande desafio.

Mesmo que Gaudí tenha deixado o projeto completo, ele era conhecido por improvisar no decorrer do processo de construção. Os arquitetos que têm a missão de concluir a Sagrada Família tentam imaginar o que o grande artista faria.

Dica: Vá com calma, pois há muitos detalhes para serem apreciados. Se puder leia um pouco sobre a construção antes de encará-la. Assim, a visita será plena.

Não perca: Muita gente prefere não entrar e apenas apreciar a obra de arte pelo lado de fora. No entanto, quem decide explorar o interior da Sagrada Família não se arrepende. Se decidir entrar, preste atenção nos efeitos da iluminação solar que invade a construção.

La Sagrada Familia em Barcelona

Montjuïc


Uma colina sobre a cidade e o mar. No alto dela, uma fortaleza construída para controlar a rebelde cidade de Barcelona. Ao seu redor, as marcas deixadas pelas Olimpíadas de Barcelona, em 1992. A seus pés, uma sucessão de colunas romanas e chafarizes que, em algumas noites da semana, colocam suas águas para dançar. O passeio de, pelo menos, meio dia, é imperdível.

Dica: Coloque uma roupa e principalmente um calçado confortável. O passeio é longo e repleto de caminhadas.

Não perca: Se você gosta de história, entre no museu do Castelo de Montjuïc. Se você gosta de esportes, explore os equipamentos esportivos das Olimpíadas de Barcelona. Se você gosta de show, não deixe de ver o Show de Águas da Fonte Mágica. Se você gosta de artes, visite o Museu Nacional de Arte da Catalunya ou a Fundação Miró e veja o que mais a Catalunha oferece.

Montjuïc em Barcelone


Estas são algumas dicas desta cidade sensacional, que une o antigo e o novo, praias e montanhas, e muitos mais, em um só lugar.

Conte conosco para montar um roteiro completo por este destino incrível.

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Vertical, estilosa e desafiando as alturas. Um templo monumental de formas, torres, curvas e esculturas complexas e irrepetíveis. Cada um dos seus incontáveis elementos têm um significado e uma razão para estar ali. Assim é a Basílica da Sagrada Família, o prédio mais visitado em Barcelona, símbolo da capital catalã e principal obra do arquiteto modernista Antoni Gaudí

Sagrada Família


Gaudí passou 40 anos de sua vida trabalhando neste projeto e em 1926, ao falecer, a construção ainda estava longe de acabar. E o arquiteto ainda está ligado a sua obra mais imponente e ambiciosa. Seu corpo foi sepultado junto à cripta da basílica.

A Sagrada Família é uma obra grandiosa, complexa desde o ponto de visa arquitetônico e repleta de simbologia religiosa. É por isso que a basílica é referenciada, muitas vezes, como uma “eterna construção”. As obras que iniciaram em 1882 têm seu término previsto para 2026.

Quando finalizada, a igreja será a mais alta do mundo, com 170 metros de altura e composta por 18 torres. Uma torre representará Jesus (a mais alta), outra simbolizará Maria, 12 serão dedicadas aos apóstolos e quatro aos evangelistas.

Visita às torres Sagrada Família


Fachada Sagrada Família


A construção começou no estilo neogótico, mas ao assumir o projeto, em 1883, Gaudí o reformulou completamente. Assim, a igreja ganhou três fachadas: a Fachada da Natividade (que Gaudí quase a terminou em vida), a Fachada da Paixão (iniciada em 1952 e ainda em construção) e a Fachada da Glória (que ainda será construída).

A Fachada da Natividade simboliza o nascimento e é repleta de símbolos que representam a vida. Em meio a estes elementos, encontram-se uma árvore de Natal, animais e anjos tocando trompete e anunciando o nascimento de Jesus.

Torres Sagrada Família


Fachada da Paixão, através da encenação das 12 fases de sua crucificação, representa a dor, o sacrifício e a morte de Jesus. As esculturas são carregadas de dramaticidade e emoção. Com destaque para a nudez das pedras e a sua orientação para o Oeste, este lado recebe os últimos raios de sol do dia, o que traz um efeito dramático ainda maior.

Fachada da Glória será a principal e que dará acesso ao interior do templo. Aqui estarão representados o inferno, a morte e as virtudes dos dons do Espírito Santo. Orientada para o Sul, esta fachada ficará iluminada pela sol a maior parte do dia, o que simbolizará a exaltação da vida plena.

Além de um exterior carregado de significado, o interior da Sagrada Família também está repleto de elementos e explicações para cada um deles. Uma das características de Gaudí era a inspiração na natureza para as suas criações. Sendo assim, seus elementos são sempre irrepetíveis e carregados de contornos que sugerem movimentos. Isso pode ser observado em algumas colunas que representam troncos de árvores e dão sustentação à estrutura.

interior Sagrada Família


luz interior Sagrada Famíliavitrais interior Sagrada Família


interior Sagrada Família

interior Sagrada Família


Ao passar por Barcelona, a Sagrada Família é uma visita obrigatória e, por se tratar de um dos principais pontos turísticos, é comum encontrar filas para a entrada e também na bilheteria do templo. Por isso, recomenda-se a compra antecipada dos ingressos pelo site oficial da Sagrada Família. Tanto para compras online quanto pela bilheteria, o visitante terá o seu horário agendado conforme o fluxo de visitação por horário.

Image


O tour interno conta ainda com duas torres da igreja para visitação. Quem desejar subir e ter uma vista privilegiada da cidade, deverá comprar um ingresso com direito à visita a uma das torres e estará sujeito a horários restritos. Os valores das entradas variam de acordo com a idade, o números de pessoas em casos de grupos e serviços adicionais (acompanhamento com guia ou audioguia).

capela interior Sagrada Família

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024
Dicas
Comments (0)

Imagina visitar uma região onde se reúnem obras impressionantes de quatro grandes artistas da pintura do século XX?

Este lugar é a Catalunha!

As paisagens da Catalunha e sua luz mediterrânea sempre serviram de inspiração para os artistas. Nesta comunidade autônoma da Espanha, que tem Barcelona como sua capital, nasceram Salvador DalíJoan Miró e Antoni Tàpies. Além de ser a terra destes renomados artistas, foi lá que Pablo Picasso também passou parte de sua vida.

Esta zona da Espanha conserva hoje diversos tipos de pintura que maravilham os seus turistas. Ao visitar a Catalunha, é possível recorrer espaços e museus surpreendentes onde desfrutar e compreender o universo destes quatro gênios:

Picasso


Quadros originais com pessoas desenhadas a partir de formas geométricas. Esta é a essência do cubismo nas obras de Picasso. O pintor sempre teve uma ligação com a Catalunha, em especial com a cidade de Barcelona. Por isso, lá se encontram diversos trabalhos seus, como o quadro Las Meninas que está exposto no Museu Picasso de Barcelona.

Visite também o Museu de Montserrat, que dispõe de outros dois quadros de Picasso. Para quem está em Barcelona, Montserrat fica a apenas 60km e vale a pena um bate e volta para conhecer este local. O famoso Monte Serreado e o Mosteiro são outras duas atrações muito visitadas na região. Em Sitges, município da província de Barcelona, o Museu Cau Ferrat exibe as obras em óleo do artista.

Museu de Montserrat - Barcelona

Joan Miró


Descubra uma nova maneira de ver a realidade através do talento de Joan Miró. Em Barcelona, a fundação que leva o seu nome e que ele mesmo criou é considerada um dos melhores museus do mundo graças à iluminação e a originalidade das obras. Mais de 11.000 desenhos, tapeçarias, esculturas e pinturas retratam a sua viagem ao surrealismo.

Fundación Juan Miró


E tem mais obras de Miró por Barcelona. Numa das ruas mais conhecidas da cidade, nas Ramblas, está o mosaico de Pla de l´Ós. E também, no terminal B do aeroporto, está um mural de cerâmica do artista.

Salvador Dalí


Se o seu objetivo é distanciar-se do convencional e surpreender-se com a arte, seu artista é Dalí. E para conhecer o legado deste ícone do surrealismo, nada melhor que visitar a Catalunha. Em Girona, está o Teatro-Museu Dalí. Um prédio concebido pelo próprio artista cujas torres tem formatos de ovos gigantes e já supõem um tour fantástico pelo seu interior. Neste museu está a sua obra “Autorretrato blando con beicon frito”.

Museu Salvador Dalí


Em Port Lligat, no município de Cadaqués, província de Girona, está a Casa de Salvador Dalí. Este museu é imprescindível para conhecer o universo íntimo deste gênio. Aí, em meio a este ambiente bucólico, se descobre como era a sua oficina.

E o surrealismo não para por aqui. Em Púbol, o jardim que Dalí projetou para a sua esposa, Gala. Com esculturas de elefantes, murais de pintura e uma piscina rodeada por bustos do compositor Richard Wagner dão um toque romântico ao local.

Antoni Tàpies


O quarto e último pintor imperdível para quem deseja conhecer a Barcelona modernista é Antoni Tàpies. Na sua fundação, um dos edifícios mais emblemáticos da cidade, o artista expressa seu estilo pessoal e o interesse pela colagem e a cultura do Oriente.

Fundación Antoni Tapies


Para quem gosta de arte contemporânea, o famoso Museo de Arte Contemporânea de Barcelona (MACBA) também reúne suas criações com materiais e técnicas novas.

Catalunha é pura cultura. Descubra!

a1.zoedeastudio.com
abr 24, 2024