Bubble chat

Reservas com antecedência não valem mais só para passagens aéreas

A falta de disponibilidade de serviços e sua consequente alta de preços, um legado da pandemia, fez com que a antecedência na programação de viagens corporativas se tornasse ainda mais importante para o gerenciamento eficaz de custos dentro de uma empresa.

E está aí uma tendência importante para a qual os gestores devem ficar atentos: atualmente, não são apenas as passagens aéreas que precisam ser reservadas com antecedência, mas igualmente diárias de carro e de hotel. Isso porque, da mesma forma que as tarifas aéreas, esses serviços agora também tendem a subir conforme a proximidade da viagem.

De acordo com o Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB), houve um aumento superior a 20% na taxa de ocupação e na diária média no primeiro trimestre de 2023. A partir de abril, o crescimento deve oscilar de 5% a 15%. Já a tarifa média da hotelaria nacional quando se compara os valores de 2022 com 2023 apresentou uma alta de 28%. Da mesma forma, o mercado de aluguel de automóveis demonstra estar disputado, já que o faturamento do setor vem registrando altas sucessivas, com crescimento de 56,6% no ano passado.

O setor de viagens corporativas tem alcançado patamares superiores aos registrados antes da pandemia – em março deste ano, o setor faturou R$ 1,28 bilhão, crescimento de 44% em relação ao mesmo período em 2019 (R$ 890 milhões), segundo a Associação Brasileira das Agências de Viagens Corporativas (Abracorp). Mas diante de desafios como o da antecedência da programação de viagens, entre tantos outros, a retomada só está sendo possível devido à capacidade de reinvenção do setor. 

Novas ferramentas de tecnologia digital, por exemplo, têm possibilitado que empresas viajem mais por um custo inferior, ao facilitar a gestão da área, otimizar recursos, analisar números e compreender a necessidade dos seus viajantes. É isso que a A1 ajuda você a fazer. Nossa equipe realiza análises mensais customizadas com cada cliente, considerando as rotas mais voadas por seus colaboradores, a urgência ou não dessas viagens e os serviços mais utilizados. Com esses dados, traçamos com nossos clientes a melhor estratégia para economizar sem deixar de viajar.

O mercado de viagens corporativas se transformou e trouxe novos desafios. No entanto, os números demonstram que está em franco crescimento. Com nosso apoio, sua empresa também pode ir mais longe.

Compartilhe este artigo