Bubble chat

Viagens corporativas: como economizar tempo do colaborador?

Quando falamos em gestão de viagens corporativas, não podemos deixar de atentar para as estratégias que garantam conforto e produtividade para o colaborador enquanto ele estiver em viagem a trabalho. O tempo dele é também um valor importante para a empresa.

Pois na hora de buscar passagem, hotel e alimentação, é preciso olhar o custo como um todo. Organizar, planejar e economizar pode ser um desafio para gestores e funcionários, mas algumas dicas, se levadas em consideração, podem ajudar nessa tarefa. Veja algumas elaboradas pela equipe de consultores da A1 Inteligência em Viagens.Image

Escolha do voo e do aeroporto nas viagens corporativas

Primeiramente, na hora de procurar uma passagem aérea para uma viagem corporativa, não basta olhar apenas para o preço da tarifa mais baixa. A partida ou chegada do colaborador vai ser em horário de pico? 

Além do estresse com o trânsito, hoje também é preciso pensar nas tarifas dinâmicas do transporte. A escolha de aeroportos mais centrais também pode reduzir os custos e tempo com deslocamentos.

Quanto aos voos com conexão, vale a pena pagar mais barato por eles, mas diminuir o tempo produtivo do funcionário? 

Escolha da localização do hotel em viagens corporativas

Um hotel barato, mas longe das atividades programadas para a viagem, pode acabar acarretando mais custos do que economia e mais estresse para o viajante. Na hora de escolher a hospedagem do colaborador, faça a opção já dentro de um raio de deslocamento, pensando em economia com transporte, menos imprevistos e atrasos em razão do trânsito e mais comodidade.

Flexibilidade em relação ao conforto do viajante

O horário em que seu funcionário chegará ao destino traz riscos à segurança dele? Ele chegará tarde para começar o dia seguinte muito cedo? Cuide quais os horários disponíveis do voo e a localização do hotel. Faz muito calor no destino e existe a possibilidade de conseguir um hotel com piscina? Em resumo, pense o que cabe no orçamento que pode trazer mais conforto ao viajante. 

Planejamento de prioridades

Converse com o colaborador sobre as prioridades da viagem e o incentive a planejar o tempo gasto com cada atividade já marcada. Quando sabemos quais são as tarefas mais longas e as mais rápidas, e quais são mais estratégicas, é possível equilibrar melhor os turnos de trabalho e evitar horas extras.

Uso de tecnologia

Sabemos que hoje existem aplicativos que ajudam tanto na gestão de tempo quanto na gestão de viagens corporativas. Por exemplo, para o processo de reembolso de despesas, existem soluções que ajudam a automatizar todo o caminho, facilitando a rotina do colaborador em deslocamento.

Ficou com alguma dúvida? Precisa de ajuda na gestão de viagens corporativas? Chame a A1!

Compartilhe este artigo